Pesquisar este blog

Novidades!!!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2016

Non nobis Domine...



Non nobis Domine, non nobis, sed nomini tuo da gloriam” (Salmo 113,9) é latim e significa: “Não a nós, ó Senhor, não a nós, mas ao teu nome dai a glória”.

É uma pequena oração de agradecimento e, também, uma expressão de sincera humildade, quando se recusa agradecimentos por ter feito a própria obrigação ou por ter feito algo a serviço de ou por amor a Deus.  


Por séculos, foi o brado dos Cavaleiros templários do “Ordo Templi. Como parte do Salmo 113 (“In Exitu Israel”) também foi recitado liturgicamente, como parte da Vigília Pascal: o celebrante ajoelha, em um gesto de auto-humilhação, quando chega a este versículo. Segundo a lenda, Henry V ordenou que fosse recitado junto com o “Te Deum”, em ação de graças pela vitória inglesa na batalha de Agincourt, em 1415. Jean Mouton (c. 1459-1522) compôs um moteto para um texto que começa com o “Non nobis” para celebrar o nascimento de uma filha de Louis XII e Anne da Bretanha, em 1510.  




No Salmo 113 (“In Exitu Israel”), Davi canta a saída de Israel do Egito. O início do Salmo, antigamente, era cantado ao transportar o corpo de um defunto até o local sacro, quase a indicar, alegoricamente, a mística viagem do cristão, prefigurado pelos Hebreus, até à Jerusalém Celeste. Dante o faz cantar em coro às almas que alcançam as praias do Purgatório (in Pg II 46-48: “... ‘In exitu Isräel de Aegypto’ / cantavan tutti insieme ad una voce / con quanto di quel salmo è poscia scripto”.  

SALMO 113,9 e ss.

non nobis Domine non nobis sed nomini tuo da gloriam
super misericordia tua et veritate tua nequando dicant gentes ubi est Deus eorum
Deus autem noster in cælo omnia quæcumque voluit fecit
simulacra gentium argentum et aurum opera manuum hominum
os habent et non loquentur oculos habent et non videbunt
aures habent et non audient nares habent et non odorabuntur
manus habent et non palpabunt pedes habent et non ambulabunt non clamabunt in gutture suo
similes illis fiant qui faciunt ea et omnes qui confidunt in eis
domus Israël speravit in Domino adiutor eorum et protector eorum est
domus Aaron speravit in Domino adiutor eorum et protector eorum est
qui timent Dominum speraverunt in Domino adiutor eorum et protector eorum est
Dominus memor fuit nostri et benedixit nobis benedixit domui Israël benedixit domui Aaron
benedixit omnibus qui timent Dominum pusillis cum majoribus
adiciat Dominus super vos super vos et super filios vestros
benedicti vos Domino qui fecit cælum et terram
cælum cæli Domino terram autem dedit filiis hominum
non mortui laudabunt te Domine neque omnes qui descendunt in infernum
sed nos qui vivimus benedicimus Domino ex hoc nunc et usque in sæculum


EM PORTUGUÊS:

Não a nós, Senhor, não a nós, mas ao vosso nome dai glória, por amor de vossa misericórdia e fidelidade.
Por que diriam as nações pagãs: Onde está o Deus deles?
Nosso Deus está nos céus; ele faz tudo o que lhe apraz.
Quanto a seus ídolos de ouro e prata, são eles simples obras da mão dos homens.
Têm boca, mas não falam, olhos e não podem ver,
têm ouvidos, mas não ouvem, nariz e não podem cheirar.
Têm mãos, mas não apalpam, pés e não podem andar, sua garganta não emite som algum.
Semelhantes a eles sejam os que os fabricam e quantos neles põem sua confiança.
Mas Israel, ao contrário, confia no Senhor: ele é o seu amparo e o seu escudo.
Aarão confia no Senhor: ele é o seu amparo e o seu escudo.
Confiam no Senhor os que temem o Senhor: ele é o seu amparo e o seu escudo.
O Senhor se lembra de nós e nos dará a sua bênção; abençoará a casa de Israel, abençoará a casa de Aarão,
abençoará aos que temem ao Senhor, os pequenos como os grandes.
O Senhor há de vos multiplicar, vós e vossos filhos.
Sede os benditos do Senhor, que fez o céu e a terra.
O céu é o céu do Senhor, mas a terra ele a deu aos filhos de Adão.
Não são os mortos que louvam o Senhor, nem nenhum daqueles que descem aos lugares infernais.
Mas somos nós que bendizemos ao Senhor agora e para sempre.

Fontes:


Tradução e pesquisa: Giulia d'Amore.
 


     
http://edicoescristorei.blogspot.com.br

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA