Convite

 
Feminismo: o maior inimigo da mulher
Grupo do Facebook • 157 membros
Participar do grupo
Grupo criado com o propósito de desmascarar o feminismo.
 

Pesquisar este blog

sábado, 30 de maio de 2020

Da necessidade de resistir à tentação de comentar qualquer post do Pale Ideas. #ficaadica


Da necessidade de resistir à tentação de comentar qualquer post do Pale Ideas. #ficaadica



Geralmente, não publico nem respondo a comentários anônimos ou idiotas, por óbvias razões[*], mas este é relevante porque traz uma oportunidade de aprendizado para todos, inclusive para a pobre alma que o escreveu ao comentar o post sobre Teresa de Calcutá:


“Sim, a madre era mesmo uma diaba velha. Mas, como vai o apostolado da maledicência e da difamação? Da destruição de reputações? Soube que vocês disseram que chupar picolé é pecado. Procede essa informação? Quando me contaram eu chorei de rir. Hilários vocês”. 

Já se vê que se trata de um cavalheiro (ou dama) erudito e de bons modos, gente refinada que busca com os auxílios da Religião elevar-se até o Céu, inclusive quanto às maneiras e ao falar. Brinco, mas, de fato, temos, aqui, uma pá de outros assuntos que podem ser tratados, especialmente sobre virtudes ou, melhor, a falta delas. Temos também o bom e velho “acuse-o do que você faz” bolchevique, já muito bem incorporado pela Neo-Direita de olor olavetiano; afinal, de bolchevismo, Olavo entende muito, dando cumprimento ao ditado: “o lobo perde o pelo, mas não perde o vício”. E temos, também, fakes news ouvidas por aí e repetidas pateticamente sem se certificar de sua veracidade. 

Começamos esclarecendo as mentiras

segunda-feira, 25 de maio de 2020

25 de maio. "Era Nostro proposito". SS Bento XV

“A hora que atravessamos é dolorosa, o momento é terrível; mas “sursum corda” (Corações ao alto). Mais frequentes e mais fervorosas elevemos as nossas orações Àquele em cujas mãos estão os destinos das nações. Dirijamo-nos todos com confiança a Coração Doloroso e Imaculado de Maria, dulcíssima Mãe de Jesus e Mãe nossa, para que Ela, com sua poderosa intercessão, obtenha de Seu divino Filho que logo cesse o flagelo da guerra e volte a paz e a tranquilidade. E porque, de acordo com a advertência das Sagradas Escrituras, para atrair sobre a Terra as divinas misericórdias o fervor da oração não deve andar separado do sacrifício e da penitência, Nós exortamos todos os filhos da Igreja Católica que pratiquem, junto coNosco, por três dias, consecutivos ou não, segundo a escolha de cada um, um rigoroso jejum eclesiástico; e concedemos que esta piedosa prática de cristã mortificação valha para fazer lucrar, com as condições de costume, a indulgência plenária, aplicável também às Almas do Purgatório.”

SS Bento XV

“Era Nostro proposito”. 25 de maio de 1915. 

Fonte: https://w2.vatican.va/content/benedict-xv/it/letters/1915/documents/hf_ben-xv_let_19150525_proposito.html



quarta-feira, 13 de maio de 2020

Missa bastarda! Padres bastardos!

Um trecho autoexplicativo da homilia de Monsenhor Marcel Lefebvre na Missa em Lille, na França, no dia 29 de agosto de 1976. A santa ira movida pelo santo zelo pelas coisas de Deus inspirou esse Santo Atanásio de nossos dias contra as inovações bastardas promovidas pela vontade de dialogar com o erro. Há oito anos do nosso necessário afastamento da Neofrat de Fellay e há quase cinco anos do da Desistência de Williamson, estas palavras caem como uma espada sobre as consciências adormecidas, e algumas até mesmo vendidas, daqueles que deveriam continuar o trabalho dele, a obra dele, o bom combate de que terão que prestar contas a Deus um dia. Que a voz de Monsenhor Lefebvre ainda possa alcançar essas almas... 



MISSA BASTARDA! PADRES BASTARDOS!


Lille, França, em 29 de agosto de 1976  
Monsenhor Marcel Lefebvre 
Fundador da Fraternidade Sacerdotal São Pio X 

“Não sou mais que um bispo da Igreja Católica 
que continua a transmitir a doutrina. 
Eu penso, e isto não tardará, que poderão gravar 
sobre minha tumba estas palavras de São Paulo:
'Tradidi quod et accepi',
'Eu vos transmiti o que eu recebi', 
simplesmente isto.”


Desta união adulterina só podem advir bastardos. E quem são estes bastardos? São os nossos (novos) ritos. O rito da nova Missa é um rito bastardo. Os sacramentos são sacramentos bastardos. Não sabemos mais se são sacramentos que dão a graça ou que não a dão. Não sabemos mais se essa missa nos dá o Corpo e o Sangue de Nosso Senhor Jesus Cristo ou não (…). Os sacerdotes que saem dos seminários são padres bastardos. Não sabem mais que foram feitos para subir ao altar, para oferecer o Santo Sacrifício de Nosso Senhor Jesus Cristo e para dar Jesus Cristo às almas e para levar as almas a Jesus Cristo. Eis o que é um padre, e os nossos jovens que estão aqui o compreendem bem. Toda a vida deles é consagrada a isto, a amar, a adorar e a servir Nosso Senhor Jesus Cristo na Eucaristia, porque eles creem na presença real de Nosso Senhor Jesus Cristo na Eucaristia (…) É esta vontade de diálogo com os Protestantes que nos levou a esta missa bastarda e a estes ritos bastardos.” 

Arcebispo Dom Marcel Lefebvre.

Cf. “Écône, chaire de vérité”, Iris, 2015, pp. 997-998.  
Tradução: Giulia d’Amore. 
Aqui o discurso em francês: 
http://tradinews.blogspot.com/2016/08/mgr-marcel-lefebvre-sermon-de-la-messe.html
https://www.sspx.ca/fr/news-events/news/mgr-lefebvre-et-la-nouvelle-messe-abbé-raphaël-dabbadie-juin-2017-47409. 




domingo, 10 de maio de 2020

Sine Domenico non possumus!

Um vibrante e tremendo discurso do senador italiano Simone Pillon, da Lega Nord (a mesma de Matteo Salvini), no dia 9 de maio de 2020, bradando para que o Governo italiano, socialista, pare a perseguição criminosa aos católicos e libere "legalmente" as Missas. O vídeo está em italiano, com legenda em espanhol. A seguir, transcrevo a versão em português. Após o texto do senador Pillon, a legenda dos Mártires de Abitene




Sine Domenico non possumus! 







- A presidente da sessão do Parlamento: Senador Pillon, por favor. 

- Senador Simone Pillon: Grato, Excelência. Eu dizia, recordo a mim mesmo que o artigo 7º[1] da Constituição garante a independência e a recíproca soberania do Estado e da Igreja. E o artigo 19[2] de nossa Constituição garante a liberdade, para todos os cidadãos italianos, de professar livremente a Fé, de forma individual e associada[3] e de exercitar seu culto em privado e em público. Este é um artigo da Constituição. Estes artigos foram escritos com o sangue de Mártires que, em 2000 anos, preferiram a morte a renunciar aos Sacramentos. “Sine Dominico non possumus![4] gritavam os Mártires de Abitene[5], 49 cristãos martirizados por Diocleciano, no ano 304 d.C. O bispo deles obedeceu ao edito imperial e entregou os Textos Sagrados às autoridades, mas os fiéis, com o Presbítero Saturnino, continuaram a celebrar a Missa e, por isso, foram presos, torturados e assassinados. E todos, antes de morrer, disseram: “Sine Domenico non possumus!”. Bom, esses artigos da Constituição escritos com o sangue dos Mártires foram aniquilados[6] por um ato administrativo subordinado[7], um DPCM[8] de 8/3/2020, com o qual este Governo, na letra “i”[9], bloqueia qualquer possibilidade de celebrações religiosas com o povo. Se o tivesse feito um Governo de centro-direita, todos vós teríeis saído às ruas gritando ao escândalo pela lesão à liberdade religiosa, mas como sede vós que o fazeis, então vós podeis fazer tudo, inclusive, com um DPCM, contradizer as mais elementares liberdades religiosas que nós temos em nosso País. É a primeira Páscoa em 2000 anos sem Sacramentos. Vimos Sacerdotes denunciados como acontece na China... Missas interrompidas – quero aqui professar plena solidariedade a Dom Lino Viola[10] e a todos os párocos que viram interrompida a Missa por causa deste desgraçado DPCM. – Vimos pessoas defuntas queimadas como cães, sem funeral, encerradas em urnas sem nomes. Com pesar daquilo que, segundo Fóscolo[11], nos distinguia das bestas. Temos até mesmo um Fiorello[12] debochado que nos pede para rezar no banheiro. Não construímos, como cristãos, as catedrais para depois sermos trancados no banheiro para rezar. Aqueles que decidiram tudo isso, deixaram o povo italiano sem os Sacramentos justamente no momento mais difícil de sua História recente. Nem Mussolini, nem Hitler ousaram tanto! E vós o fizestes com a desculpa do vírus; e, no entanto, deixaram abertos os supermercados, as farmácias, e até mesmo as tabacarias, mas não as Missas! Reabriram as empresas, reabriram inclusive os banho e tosa dos cães, mas nada de Missas! Agora não tendes mais desculpas. Passastes duas Ordens do dia[13], uma no Senado, aprovada por esta sessão, no dia 8 de abril, e, ontem, uma Emenda na Câmara; e, apesar disso, ainda não se fala de Missas. Não somos cães, somos almas encarnadas, chamadas à vida eterna. Nos deixastes a comida para o corpo que morre, e nos tirastes a comida para a alma imortal! Se vós realmente quisesses teríeis encontrado o modo de garantir os Sacramentos e a segurança. A verdade é que este Governo tem uma alma profundamente anticristã. Não se compreende diversamente o motivo por que 14 pessoas podem ir à Missa se tiver um féretro, mas as mesmas 14 pessoas, se não houver um ataúde, não podem mais ir à Missa. Vós me entendeis? Beiramos o ridículo! Agora basta! Peço, Presidente, à senhora, no seu altíssimo papel institucional, que se faça intérprete, lhe suplico, do sentimento e da vontade de tantos cidadãos, das famílias italianas privadas do alimento da alma há mais de dois meses. Rogo-vos, intercedais junto a este Governo para que se reabra já, agora, a partir de hoje, a celebração pública dos Sacramentos; E isto não o digo como um apelo qualquer, mas o bom Deus, ou se preferem, para quem não crê[14] em Deus, a História sempre fez justiça com quem oprimiu o seu povo. Do Faraó a Diocleciano e todo o seu Império, até os ditadorezinhos, de uma banda e da outra[15]. Não gostaria que sucedesse o mesmo também a este Governo. Obrigado.

Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA