Pesquisar este blog

O Anticristo!

O Anticristo!
Compre seu exemplar! Clique aqui

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Aniversário da Missão Cristo Rei de Ipatinga - 6 anos!

O Pale Ideas congratula-se com a Missão Cristo Rei de Ipatinga que comemora seis anos de existência e de combate, no dia de Nossa Senhora do Carmo. Bem dirigidos, os fortes resistiram verdadeiramente e se fortaleceram ainda mais. Parabéns! Viva Cristo Rei! 










A DEFINITIVA PROMESSA LIGADA AO ESCAPULÁRIO DE NOSSA SENHORA DO CARMO

Salve Maria!

Prezados, seria interessante todos os membros de nossas Capelas terem o santo Escapulário, e terem devoção para com este privilégio que a Santíssima Virgem legou para os Católicos. 



A PROMESSA DA VIRGEM


Cliquem para mais imagens
Um livro chamado “Viridarium”, escrito em 1389 por João Grossi, geral da Ordem do Carmo, narra o seguinte:

“O nono santo da Ordem é o sexto geral da mesma, chamado Simão Stock, ou Simão da Inglaterra, que suplicou à gloriosíssima Mãe de Deus que concedesse algum privilegio aos Carmelitas, que se regozijavam de ser especialmente conhecidos pelo nome da “Ordem da Virgem”. Um dia, acompanhada por uma multidão de Anjos e segurando em Suas mãos o Escapulário da Ordem, apareceu-lhe a Santíssima Virgem e lhe disse: “ISTO SERÁ UM PRIVILÉGIO PARA TI E PARA TODOS OS CARMELITAS; QUEM MORRER REVESTIDO COM ISTO NÃO SOFRERÁ O FOGO ETERNO: E OS QUE A HORA DA MORTE, O TIVEREM SOBRE SI, SERÃO SALVOS.”

(...)

Poderosíssima ajuda para a salvação, o Escapulário pertence a uma categoria única. “O Escapulário é um dos maiores meios de Salvação, porque Maria ligou ao Escapulário uma promessa de salvação, e, portanto, também uma proteção especial, o que significa que Ela nos dá um meio muito poderoso para levarmos a bom termo a nossa peregrinação terrena.” (Padre Houdry.) 

(...)

O abuso dos Sacramentos de Nosso Senhor constitui pecado horrível de sacrilégio. O abuso do Escapulário de Maria é, de igual forma, uma grande ofensa. Seria rematada loucura aproveitar-se alguém da Promessa de Maria, usando o Escapulário como desculpa para poder levar uma vida de pecado! 

(...)

Acontece, às vezes, que uma pessoa é tentada a cometer uma falta grave, por exemplo de impureza ou de roubo, e vem-lhe ao pensamento: “Porque não o fazes? Usas o Escapulário, passado este momento, não há que ter receio da tua eterna salvação”. Temos aqui Satanás, servindo-se da promessa de Maria para arrastar uma alma ao pecado. É disto exemplo típico para nós, certo milagre do Escapulário, bem comprovado: 
Um homem desculpava abertamente sua perversa vida, jactando-se de usar o Escapulário; reivindicava para si a certeza da salvação, ao mesmo tempo em que desedificava o próximo com abomináveis excessos. Perseverou nesta presunçosa crença até que foi surpreendido pela morte. Então, aqueles a quem tinha escandalizado foram testemunhas de um acontecimento que não era raro nos anos em que os homens procuravam compenetrar-se do sentido da Promessa de Maria acerca do Escapulário. Ao avizinhar-se da morte, o infeliz pensou que o Escapulário era a causa da sua angustia. Chamou, dolorosamente, que o escapulário o estava a queimar. Num último e supremo esforço, arrancando-o, atirou-o para longe de si... Morrendo assim, sem o Escapulário, foi encontrar-se com o Juiz Divino... (pe. Huguet, “La devocion à Maria en exemples”, Tomo II).

(...)

Na última aparição de Fátima, a Santíssima Virgem apareceu no céu, trazendo nas mãos o Escapulário marrom, um sinal de consagração que nos pedia, sinal que é um dos auxílios para se levar uma fervorosa vida cristã. É um auxiliar importante, muito importante. Caso contrário, Nossa Senhora, ao aparecer pela última vez em Fátima, não o teria trazido nas mãos. O Escapulário não seria, então, juntamente com o Rosário, o mais privilegiado e indulgenciado sacramental que existe na Igreja? (...) Se o mundo não apreciar este profundo sentido das devoções do Escapulário e do Rosário, foi inútil a vinda de Nossa Senhora de Fátima até nós.(...) Se, do mesmo modo, não compreendermos que o Escapulário é um sinal de consagração a Nossa Senhora e a insígnia da fórmula “Maria, nosso caminho”, teremos trocado novamente a substancia pela aparência.

A única sobrevivente dos três pastorzinhos de Fátima, irmã Maria Lúcia do Coração Imaculado, foi interrogada no dia 15 de agosto de 1950, sobre a razão por que, na última aparição de Fátima, Nossa Senhora trazia em suas mãos o Escapulário. Ao que ela respondeu: “Porque Nossa Senhora quer que todos usem o Escapulário”

Sendo-lhe pedida uma explicação mais completa, ela continuou: “A razão disto é que o Escapulário é um sinal de consagração ao Coração Imaculado de Maria”. 

Depois lhe perguntaram se, para a realização dos pedidos de Nossa Senhora, o Escapulário é tão importante como o Rosário, a Irmã respondeu: “O escapulário e o Rosário são inseparáveis”

Tirado do livro “Maria na sua promessa do Escapulário”, 1954, John Haffert


domingo, 15 de julho de 2018

Nosso Senhor não nos deixa sós nas tentações




Nosso Senhor não nos deixa sós nas tentações 


(...) Magnífica também a história do combate de Santa Catarina de Sena, sempre sobre o mesmo tema. Eis-la aqui, brevemente: 

O espírito maligno recebera de Deus a licença para atacar a castidade daquela santa virgem com toda a raiva que quisesse, contanto que não a tocasse. Se pôs, então, à obra, insinuando-lhe no coração todo tipo de obscenidades e, para criar nela uma emoção ainda mais forte, se-lhe apresentou, com todos os seus diabos com aparência de homens e mulheres, os quais se exibiam diante dela, em todo tipo de obscenidade e de indecências, e com palavras e convites indecentes; não obstante todas aquelas manifestações fossem exteriores, contudo, por meio dos sentidos, penetravam muito profundamente no coração da jovem mulher; o coração estava saturado daquilo. Livre dessa tormenta de obscenidades e de prazeres carnais, lhe restava apenas a sutil e pura vontade superior.  

Isso tudo durou por muito tempo; até que um dia lhe apareceu Nosso Senhor. Logo lhe perguntou: “Onde estavas, meu doce Senhor, quando o meu coração estava tão cheio de trevas e de feiuras?”. Respondeu o Senhor: “Filha minha, Eu estava em teu coração”. “E como”, replicou ela, “podias habitar em meu coração, onde havia tantas obscenidades? Tu habitas em lugares tão vergonhosos?”. Respondeu-lhe Nosso Senhor: “Me diga, aqueles pensamentos sujos do teu coração te davam prazer ou tristeza, amargura ou deleite?”. E ela: “Grande amargura e tristeza”. Replicou-lhe o Senhor: “Quem colocava aquela grande tristeza e amargura no teu coração se não eu que me mantinha escondido na profundeza de tua alma? Creia-me, filha minha, se Eu não estivesse presente, aqueles pensamentos que premiam ao redor de tua vontade sem a poder dobrar, sem mim a teriam vencido e nela teriam penetrado, e o teu livre arbítrio os teria acolhido com prazer, e assim teria dado à morte a tua alma; mas, como Eu estava nela, inculcava desgosto e resistência ao teu coração, de modo que com todas as forças não cedesse à tentação. Não podendo aniquilar a tentação, como teria gostado, provava um desgosto ainda maior e um ódio mais profundo contra ela e contra si mesma; e assim aqueles tormentos eram um grande mérito e uma grande vitória para ti, um grande crescimento de tua virtude e de tua força”. 

São Francisco de Sales, Filotéia ou a Introdução à Vida Devota, Parte IV, Capítulo 4: Avisos necessários contra as tentações mais comuns: Dois belos exemplos sobre este assunto (tentação). 

Libertação de Jerusalém pelos Cruzados


Aos 15 de julho de 1099, os exércitos Cruzados, que haviam partido 3 anos antes com a benção e as indulgências do beato Urbano II, entram triunfantes em Jerusalém, e liderados por Godofredo de Bulhão, libertam o Santo Sepulcro da ocupação islâmica. A Terra Santa é reconquistada à Santa Romana Igreja!

  

sábado, 14 de julho de 2018

O duplipensar de Francisco


Recebi hoje por email uma notícia dos EUA que me remeteu imediatamente a outra notícia que havia lido um dia desses. Os assuntos em si não tem nada a ver, mas a atitude de Roma apóstata é a mesma. 

Assunto 1. Nos EUA, há uma Associação Norte-Americana de Virgens Consagradas - USACV, que ficou chocada com um documento a respeito das virgens consagradas - mulheres que não vivem em conventos/mosteiros, mas no mundo e se consagram a Deus - que o Vaticano publicou a pedido de bispos do mundo todo, tendo em vista o aumento de interessadas nesse estilo de vida. Na sessão 88 de dito documento, consta que, a partir de agora, para ser uma virgem consagrada, a candidada não precisa ser virgem... sim! Isto mesmo! Parece até dizer que se for virgem, muito bem, parabéns, mas não é tão meritório assim; e se não for virgem o que importa é que não tenha se casado nem tido uma vida pecaminosa pública... HIPOCRISIA!!!  

O documento se intitula: "ECCLESIAE SPONSAE IMAGO", que trata da "Ordem das Virgens" e foi publicado pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica. 

A USACV afirmou: "É chocante ouvir da Igreja Mãe que a virgindade física não pode mais ser considerada um pré-requisito essencial para a consagração a uma vida de virgindade. Toda a tradição da Igreja tem firmemente confirmado que uma mulher deve ter recebido o dom da virgindade - isto é, material e formal (físico e espiritual) - para receber a consagração das virgens. No rito de consagração a um vida de virgindade, uma mulher é consagrada como “noiva de Cristo”, para que ela possa ser “uma escatológica imagem do mundo por vir e da Noiva celestial de Cristo" (da Introdução ao Rito de Consagração a uma Vida de Virgindade). "Os pré-requisitos para a consagração como declarados na Introdução ao Ritual de Consagração a uma Vida de A virgindade não muda com a emissão desta Instrução". 

Ou seja, para ser uma virgem esposa de Cristo não precisa ser virgem... 

Assunto 2. O outro assunto é Medjugorje. Quando eu li o título me enchi de esperanças, mas logo voltei à normalidade: as "forças malignas" de que fala o título do artigo não é a falsa aparição, mas... businessRoma apóstata não reconhece a aparição como verdadeira, e o diz com todas as letras, contudo tutela os peregrinos e todos os que acreditam nisso, e, por isso, permite e acompanha as romarias e o turismo religioso que se fazem lá.  
Bom, a bem da verdade, quem acompanha mesmo, ao que parece, é a máfia napolitana, que está instalada em Medjugorje e controla tudo. Mas isto é outro assunto.  
O que interessa, hoje, é que Roma parece ter enlouquecido. Mas não enlouqueceu. Essa confusão é própria de Satanás e de suas obras. Esse duplipensar e a ambiguidade são próprios do modernismo e do CVII. 

Dizer que a Igreja pode permitir romarias a Medjugorje apenas para tutelar os peregrinos é o mesmo que dizer que permitiria romarias a um bordel para tutelar os peregrinos que por lá se hospedem. O exagero aqui é proposital!  

Oras, se Roma apóstata não reconhece a aparição de Medjugorje como sendo Nossa Senhora... é o que, então? Charlatanismo, possessão?... A Igreja DEVE se pronunciar CLARAMENTE a respeito das questões que se apresentam, sobretudo se estão a usar a imagem de Nossa Senhora para enganar pessoas. 

E, por outro lado, quando diz que para ser virgem não precisa ser virgem... o que exatamente quer dizer? 

E não é à toa que padres como o Fabio de Melo tomam o microfone para falar sobre moral ensinando o erro. Não é à toa que vemos seminaristas sendo ensinados que, antes de serem ordenados, eles PRECISAM vivenciar o sexo, seja com quem for, porque somente assim poderão cuidar dos problemas do rebanho. E se no rebanho tiver drogados, o seminarista deve fazer uso de drogas?...  

Senhores, Francisco certamente não é o Anticristo, mas está a serviço dele. Ele e toda a corja que ocupou a Cúria Romana. E se preparem porque os escândalos não têm fim.  

Recentemente, saiu um documento vaticano que possibilita o diaconato feminino (coisa que Francisco quer muito), mesmo após os "prelados" conciliares terem jurado que isso é algo no qual não mexeriam. Logo virá o sacerdócio feminino... Podem ter certeza que tudo está pronto e está sendo tornado público aos poucos, para ir preparando os ânimos. Se trata das janelas de Overton. Já ouviram falar? Não? Então, percam um pouco de tempo para ler a respeito, e logo individuarão as janelas nas ações de Roma modernista, desde o último grande cisma que foi o CVII. 

Boa noite. 


Leiam os passos do inimigo para acabar com o Santo Sacrifício: http://farfalline.blogspot.com/2017/02/liaisons-bergueilleuses.html

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui