Convite

 
Feminismo: o maior inimigo da mulher
Grupo do Facebook • 157 membros
Participar do grupo
Grupo criado com o propósito de desmascarar o feminismo.
 

Pesquisar este blog

quinta-feira, 1 de agosto de 2019

Agenda de Missas em Campo Grande - MS

Mais informações, clique acima

Da modéstia e da humildade


DA MODÉSTIA E DA HUMILDADE 

VÍCIO OPOSTO: O ORGULHO — PECADO DOS NOSSOS PRIMEIROS PAIS — NATURALISMO E LAICISMO


Qual é a última virtude agregada à temperança?
A modéstia (CLX, CLXX).

Que entendeis por modéstia?
Uma virtude que serve para refrear e moderar o apetite em matérias mais fáceis do que as da temperança, da continência, da clemência e da mansidão (CLX, 1, 2).

Logo, sobre que coisas exerce o seu influxo?
Sobre o desejo imoderado de grandezas, de saber e aprender; sobre os ademanes e movimentos do corpo e a maneira de vestir (CLX, 2).

Que nomes têm as virtudes deputadas para regular os movimentos afetivos relacionados com cada uma destas matérias?
As de humildade, estudiosidade e modéstia (Ibid).

I - Que entendeis por humildade?
Uma virtude que inclina o homem a reprimir e disciplinar a ambição de honras e grandezas, de forma que não queira nem procure senão as correspondentes à hierarquia em que Deus o colocou (CLXI, 1, 2).

Que consequências práticas devemos tirar desta definição?
A convicção íntima de que, prescindindo dos dotes que Deus graciosamente nos concedeu, a nada temos direito, já que, de colheita própria, só recolhemos como frutos, pecados; e, pelo contrário, todas as honras e excelências pertencem aos outros, na proporção da medida com que a Deus aprouve fazê-los participantes das Suas perfeições; além disso, ao reconhecermos em nós mesmos as boas qualidades e dons de Deus, devemos procurar que os outros homens honrem em nós a Deus, como neles nós O honramos (CLXI, 3).

Logo, a humildade é inseparável da verdade, e apoiado na verdade, pode um homem considerar-se inferior a todos os outros?
Com as preditas delimitações, sim, senhor (Ibid).

Que nome tem o vício oposto à humildade?
O de soberba ou orgulho (CLXII).

I.1 - Que entendeis por soberba?
Um vício especial e, em certo modo, também geral, por cujo impulso, esquecendo e desprezando a Lei, o homem se inclina a dominar e submeter tudo ao seu capricho, considerando-se superior a tudo quanto o rodeia (CLXII, 1, 2).

Por que dizeis que, sendo um vício especial, também é de alguma maneira geral?
É especial porque tem como fim próprio o desejo de dominar e sobressair-se, sem levar em consideração a subordinação e o respeito devidos a Deus; e é geral, porque este mesmo desejo é aproveitado por todos os outros pecados.

É muito grave o pecado da soberba?
É o mais grave de todos os pecados, porque envolve desprezo direto de Deus e, neste conceito, aumenta a gravidade de todos os outros, qualquer que seja a que tenham por si mesmos (CLXII, 6).

É e tem sido sempre a soberba o primeiro pecado?
Sim, senhor; porque envolve primária e essencialmente desprezo, aversão e separação de Deus, que nos outros pecados não é elemento constitutivo, mas simplesmente resultado; portanto, não pode existir pecado mortal que não pressuponha o da soberba ainda que dele se distinga (CLXII, 7).

É pecado capital?
É mais do que pecado capital; é o chefe e rei de todos os vícios e pecados (CLXII, 8).

Qual foi o pecado dos nossos primeiros pais?
O da soberba, como antes o tinha sido dos anjos rebeldes (CLXIII, 1).

Não seria antes o pecado da gula, da desobediência, da curiosidade ou da falta de fé na palavra de Deus?
Todos estes pecados, que, com efeito, acompanharam a primeira falta, foram consequência do pecado de soberba, antes do qual não podiam ter-se cometido (CLXIII, 1).

Por que dizeis que, antes de se ter cometido o pecado de soberba, não se podia cometer nenhum outro?
Porque o estado de inocência era acompanhado do dom da integridade, em virtude do qual todas as potências e faculdades guardavam perfeita subordinação, enquanto o espírito permanecesse sujeito a Deus; logo, para romper o equilíbrio foi necessário que a razão sacudisse o jugo divino, obtendo uma independência que não lhe pertencia, e nisto consiste o pecado da soberba (CLXIII, 1, 2).

Os pecados do naturalismo e laicismo, tão difundidos depois da reforma protestante, da renascença pagã e da revolução francesa, são pecados de soberba?
Sim, senhor; e daí provém a sua gravidade, por serem a reprodução do grito de rebelião que proferiram, primeiro, Satanás e os seus anjos, e, depois, os nossos primeiros pais.

quarta-feira, 31 de julho de 2019

Agenda de Missas Agosto e Setembro 2019




AGENDA DE MISSAS DE AGOSTO 


Rev. Pe. Ernesto Cardozo




BARBACENA – MG
01/08 Quinta-feira 19:30
02/08 Sexta-feira 19:30
03/08 Sábado 08h

CONSELHEIRO LAFAIETE – MG
03/08 Sábado 13h

CONTAGEM – MG
04/08 Domingo 10:30

POUSO ALEGRE – MG
04/08 Domingo 19:30
05/08 Segunda-feira 09h

CACHOEIRA PAULISTA – SP
06/08 Terça-feira 19:30
07/08 Quarta-feira 19:30
MUZAMBINHO – MG
08/08 Quinta-feira 19h

POÇOS DE CALDAS – MG
09/08 Sexta-feira 19h

POUSO ALEGRE – MG
10/08 Sábado 11h

CONTAGEM – MG
11/08 Domingo 10:30

CAMPO GRANDE – MS
12/08 Segunda-feira 19:30
13/08 Terça-feira 19:30
14/08 Quarta-feira 19:30
15/08 Quinta-feira 19:30
16/08 Sexta-feira A determinar

CONTAGEM – MG
17/08 Sábado 20h
18/08 Domingo 10:30
19/08 Segunda-feira 20h
20/08 Terça-feira 20h
21/08 Quarta-feira 20h
22/08 Quinta-feira 20h

IPATINGA – MG
23/08 Sexta-feira 20h
24/08 Sábado 20h
25/08 Domingo 09:30

ÁGUAS VERMELHAS – MG
25/08 Domingo 19:30
26/08 Segunda-feira 19:30
27/08 Terça-feira 19:30

ESPINOSA – MG
28/08 Quarta-feira 19:30
29/08 Quinta-feira 19:30
30/08 Sexta-feira 19:30
31/08 Sábado 08h

ÁGUAS VERMELHAS – MG
31/08 Sábado 19:30 





 

AGENDA DE MISSAS DE AGOSTO E SETEMBRO


Rev. Pe. Ernesto Cardozo


ÁGUAS VERMELHAS – MG
01/09 Domingo 08h

NANUQUE – MG
01/09 Domingo 19:30
02/09 Segunda-feira 19:30
03/09 Terça-feira 19:30

IPATINGA – MG
04/09 Quarta-feira 20h
05/09 Quinta-feira 20h
06/09 Sexta-feira 20h
07/09 Sábado 10:30

CONTAGEM- MG
08/09 Domingo 10:30

PORTUGAL
De 09/09 a 27/09

CONTAGEM – MG
28/09 Sábado 20h
29/09 Domingo 10:30
30/09 Segunda-feira 20h



ENDEREÇOS & CONTATOS



ÁGUAS VERMELHAS – MG
Rua da Saudade, 327. Campo Novo  - VEJA NO MAPA
Sr. Paulo Riveiro de AV - (33) 98750-5750 

BARBACENA – MG  
Sra. Helenice - (32) 9 9159-4913

CACHOEIRA PAULISTA – SP
Sr. Giovanni Corgnati - (12) 3101-3711
corgnati.giovanni@gmail.com

CAMPO GRANDE – MS  
Missão Cristo Rei
R. Prof. Landim, 151, V. Carvalho - VEJA NO MAPA
Sra. Giulia - (67) 3301-9811 (BINA)
judamore@gmail.com - Missão Cristo Rei.

CONSELHEIRO LAFAIETE – MG
Rua Elpídio Leite Soares, n. 37 – 1º andar - VEJA NO MAPA
Sr. Matheus (31) 99238-8223 e Sr. Régis (31) 98460-2629

CONTAGEM- MG  
Missão Nossa Senhora das Graças
Rua Pinheiro, 35, Sapucaias III - VEJA NO MAPA 
Sr. Eugenio - (31) 8894-7208
eugeniomsl@gmail.com - Missão Nossa Senhora das Graças

ESPINOSA – MG
Sr. Xavier - (38) 99152.0220

IPATINGA – MG  
Missão Cristo Rei
Rua Cardeal, 920, Vila Celeste - VEJA NO MAPA
Sr. Thiago - (31) 9917-5529
thiagomaria.spx@gmail.com - Missão Cristo Rei

MUZAMBINHO – MG
Av. Américo Luz, 400, Apto 601 - 6º andar, Centro - VEJA NO MAPA
Sra. Lucineire - (35) 9809-6362


NANUQUE – MG  
Apostolado Sagrada Face
Rua Joana Angélica 130. Bairro Vila Nova - VEJA NO MAPA
Sr. Ramon - (33) 99145-6252
ferreiraramon894@gmail.com

POÇOS DE CALDAS – MG  
Missão Santa Gema Galgani
Rua Assis Figueiredo 1735, Apto. 102. Centro - VEJA NO MAPA 
Edifício Condomínio Topazio 
sr. Marcos Antônio ou sra. Renata - (35) 98703-6662
map.6p@outlook.com 

POUSO ALEGRE – MG  
Missão São José 
R. Ciomara Amaral de Paula, 290, Bairro Medicina - VEJA NO MAPA 
sr. Dirceu - (35) 99928-4713
dirceumbf@hotmail.com - Missão São José



CLIQUE AQUI

CLIQUE AQUI



terça-feira, 30 de julho de 2019

Da Clemência e da Mansidão


Da Clemência e da Mansidão 

Vícios opostos: a Ira, a Crueldade ou a Ferocidade



Que entendeis por clemência e mansidão?   
São duas virtudes, uma destinada a moderar os castigos que hajam de impor-se, para que não excedam os limites da Justiça, e a outra destinada a moderar os movimentos interiores da ira (CLVII, 1)*.

A clemência opõe-se à severidade e a mansidão à vindita?  
De maneira alguma, porque não têm o mesmo objeto e também porque, por caminhos distintos, propendem para o mesmo fim (CLVIII, 2 ad 1).

Que vícios se opõem à clemência e à mansidão?
A ira, a crueldade e a ferocidade (CLVIII, CLIX).

I - Que é a ira?
Um movimento do apetite irascível, que nos arrasta a tirar vingança, sem motivo ou contra a ordem e a razão (CLVIII, 2).

Quantas espécies compreende?
Três:  
- a cólera dos violentos, que se irritam pelo motivo mais insignificante;  
- a dos rancorosos, que guardam por muito tempo a recordação das injúrias;  
- a dos obstinados, que não descansam enquanto não tiram vingança (CLVIII, 5). 

A ira é pecado capital?
Sim, senhor; porque o seu fim — a vingança — com a aparência de justa reparação, seduz e arrasta com facilidade os homens (CLVIII, 7).

Quais são as suas filhas?
A indignação, o orgulho, a vociferação, a blasfêmia, a injúria e a rixa (CLVIII, 7).

Existe algum vício contrário ao vício da ira?
Sim, senhor; a apatia e a indolência, que se revelam em deixar impunes faltas que merecem corretivo (CLVIII, 8).

II - Que entendeis por crueldade?
A dureza de alma, que se manifesta na imposição de castigos ou penas injustas e irracionais (CLXI, 1).

III - Em que consiste a ferocidade?
Numa alegria e complacência selvagens, brutais e desumanas nos sofrimentos do próximo, não os considerando como castigos merecidos, senão como meios de satisfazer rancores ou objeto de diversão. A ferocidade opõe-se diretamente à virtude da piedade (CLIX, 2). 

São possíveis tais excessos?
Ainda que pareça incompreensível, aí está a História para demonstrá-lo. Povos houve, e se contam entre os mais civilizados em aparência, que achavam o mais saboroso prazer nas horripilantes cenas do anfiteatro.

Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA