Pesquisar este blog

sexta-feira, 31 de dezembro de 2021

Para o último dia do ano: Devemos aproveitar o tempo!

Para ler, meditar e rezar diante de um Crucifixo. 



Para o último dia do Ano


Devemos aproveitar o tempo


Ecce breves anni transeunt, et semitam per qyuam non revertar ambulo – “Ve que passam os breves anos, e eu caminho por uma vereda pela qual não voltarei” (Jó 16, 23)

I. O tempo, sobre ser a coisa mais preciosa, porque é um tesouro que só neste mundo se acha, é ainda de mui curta duração. Ecce breves anni transeunt. Lembra-te de como se passaram depressa os doze meses do ano que hoje finda! – É, portanto, com razão que o Espírito Santo nos exorta a conservarmos o tempo, e não deixarmos se perder um só momento sem o aproveitarmos bem. Mas, ai de nós! Quão diversamente vão as coisas! Ó tempo desprezado! Tu serás a coisa que os mundanos desejarão mais na hora da morte, quando ouvirem dizer que para eles não haverá mais tempo: Tempus non erit amplius.

E tu, irmão meu, em que empregas o teu tempo? Deus te concedeu a graça de teres chegado até ao dia de hoje, com preferência a tantos milhares e milhões de pessoas, talvez da tua idade, ou mesmo mais novas, talvez fortes como tu ou ainda mais robustos, com a mesma compleição que tu, ou talvez mais sadias. Elas morreram, e tu estás vivo! Elas estão reduzidas à podridão e cinzas no túmulo, e tu estás aqui meditando! Elas na eternidade, e muitas infelizmente no inferno, e tu ainda no tempo! Mas como é que passas o tempo? Em que coisas o empregaste até hoje?

terça-feira, 28 de dezembro de 2021

Jejum e abstinência de carne no Brasil


JEJUM E ABSTINÊNCIA NO BRASIL


 
O mundo detesta a penitência e a mortificação, apregoando a necessidade de ser feliz a qualquer custo e de ser livre para aproveitar a vida. Mas Nosso Senhor Jesus Cristo começou sua vida pública com um convite à penitência: “Fazei penitência” (Mt. 3,2); e nos fez uma advertência que é uma verdadeira ameaça: “Se não fizerdes penitência, todos perecereis” (Lc. 13,5). Aliás, o estado em que nos deixou o pecado original exige de nós a mortificação para conter as paixões e para que possamos nos submeter à vontade de Deus. Obrigando-nos ao jejum e à abstinência, a Igreja não cria nenhuma obrigação nova, apenas obriga ao cumprimento de um dever que está na doutrina de Cristo e nas nossas próprias necessidades, regulamentando-o apenas.  
 
A lei que disciplina o jejum e a abstinência de carne na Igreja Católica é, de maneira geral, o Código de Direito Canônico (1917), cujas disposições podem ser lidas aqui, mas o Brasil, assim como todo o Continente Americano, foi agraciado com diversos indultos, desde São Pio V até Pio XII, flexibilizando as normas sobre o jejum e a abstinência para os leigos de maneira geral e os Padres e Religiosos em missão. Assim, os Padre e Religiosos que não são missionários devem seguir o CDC, e os leigos e os Padres e Religiosos missionários devem seguir as normas dos indultos pontifícios. E onde estão estas normas? O que é um indulto? Tem "prazo de validade"? Apenas um Papa dá indultos? Um indulto pode invalidar outro? Vamos por parte. Comecemos com o que é o jejum e a abstinência.


*   *   *

DO JEJUM E DA ABSTINÊNCIA


O QUE É JEJUM


O jejum é uma penitência praticada em determinadas ocasiões pelo cristão por amor a Deus. A Igreja obriga ao jejum em determinados dias do ano, como em todas as quartas-feiras da Quaresma, a começar pela Quarta-feira de Cinzas; na Sexta-feira Santa e na Sexta-feira de Têmporas do Advento. A Igreja "obriga" significa que quem não fizer o jejum naquele dia está em pecado mortal; observadas as idades de obrigação e o estado de saúde.  

quarta-feira, 1 de dezembro de 2021

Calendário 2022


Calendário 2022 segundo a Liturgia Católica de Trento 

Rubricas do Missal de 1957, com a última reforma católica de SS. Papa Pio XII

O tema este ano será o olhar da Virgem Maria em diversas expressões de arte sacra, como quadros e uma estátua.  

"O vosso olhar misericordioso a nós volvei", ó santa Mãe de Deus e concedei-nos, Corredentora nossa e Medianeira de todas as Graças, todas as graças de que necessitamos para nossa santificação, cura e proteção contra o Mal e os males


O ano de 2022 se abre com o olhar alegre e sorridente da Mãe de Deus nessa obra conhecida como "La Virgen Blanca" (A Virgem Branca), uma estátua de autor anônimo do século XIV, que está exposta para honra e culto na Catedral de Toledo. Um olhar cheio de júbilo e encantamento para com o Filho muito amado e que A enchia de alegria e pesar ao mesmo tempo. Como não deve ter sido a infância de Nosso Senhor em Nazaré, preenchendo aquele pobre e humilde lar de tanta glória e tanta felicidade!!! Que nos sirva de estímulo para que comecemos o novo ano animados no caminho de nossa santificação, suportando melhor os dissabores que porventura iremos enfrentar e carregando com leveza e alegria a nossa cruz salvadora!!! Viva a Mãe de Deus e nossa!!! 

Convite


Feminismo: o maior inimigo da mulher
Grupo do Facebook • 157 membros
Participar do grupo
Grupo criado com o propósito de desmascarar o feminismo.

Leitores

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA