Pesquisar este blog

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

Em defesa da Fraternidade São Pio X

Como as coisas mudam. Hoje a Neofrat está flertando perigosamente com a igreja de JPII... Curioso! O peixe morre pela boca!



Em defesa da Fraternidade São Pio X

Dom Lourenço Fleichman OSB


O Fratres in unum tirou a máscara. Já há muito que se percebia um apoio constante aos "conservadores" ligados à Ecclesia Dei, enquanto que a Fraternidade São Pio X, que eles diziam apoiar, só aparecia ali quando alguma entrevista para os jornais, por si mesmas mais superficiais e amenas, levava os seus superiores a evitar críticas ao papa ou aos bispos. Mas um Superior de Distrito da Fraternidade não escreve um Comunicado da gravidade daquele publicado no site do distrito francês, como se falasse a jornalistas. É evidente. Qualquer superior militar sabe distinguir entre um aviso aos jornais e um comunicado aos seus soldados. Nada mais natural do que um chefe do combate espiritual dessa guerra que travamos, assim proceda. Não existe nisso contradição.
O texto publicado contra a Fraternidade São Pio X no Fratres in unum é um panfleto maldoso, cheio de erros de interpretação, de erros de tradução, de má fé. Seu autor, não podendo encontrar respostas ao grito de Fé do padre de Cacqueray, apela para um artigo de 2008, de outro padre, em contexto completamente diferente, e que, mesmo assim, é analisado de modo a induzir em erro seus leitores.
Pessoalmente, sempre achei que a situação atual, mesmo sendo necessária, induzia muitos a um erro de avaliação, ao julgarem que a ida da Fraternidade a Roma para as discussões teológicas significaria uma adesão desta à reforma da reforma trabalhada por Bento XVI. Bastou um ato mais forte do papa na direção dos erros do ecumenismo para essa gente dar gritinhos escandalizados, não com o gritante erro dos chefes, mas com a reação saudável dos filhos que não podem aceitar a nudez do pai. Aos que preferem rir-se da nudez do papa, embrigado de ecumenismo naturalista, só nos resta aquela condenação de Noé convertido, depois que passou o efeito do vinho: "Maldito seja Canaã!" (Gênesis, 9, 25) Para restabelecer a justiça gravemente ferida pelo Fratres in unum, publicamos aqui as pungentes palavras do padre de Cacqueray a seus padres e a seus féis franceses. Que elas sirvam de alerta para nossos leitores e amigos. A tradução é da Permanência.  


São Polieucto em Assis

sábado, 1 de janeiro de 2011

ATO DE CONSAGRAÇÃO AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

ATO DE CONSAGRAÇÃO DO BLOG

AO IMACULADO CORAÇÃO DE MARIA

(Fórmulas indulgenciadas n. 390 e 391)

Ó Misericordioso Coração de Maria, eis me aqui com a minha família a vossos pés. Com a autoridade que me vem de Deus e para satisfazer vossos desejos repetidamente manifestados em Fátima e à vossa predileta Irmã Lúcia, quero consagrar a minha pessoa, a minha família e tudo que é meu ao vosso misericordioso Imaculado Coração. Ó Maria, Virgem potente e Mãe de Misericórdia, Rainha do Céu e Refúgio dos pecadores, nós nos consagramos inteiramente ao vosso Coração Imaculado. Vos consagramos todo o nosso ser e toda a nossa vida: tudo o que temos, tudo o que amamos; tudo o que somos: nossos corpos, nossos corações, nossas almas. A Vós consagramos o nosso lar, a nossa casa, nossas posses. Nós queremos que tudo o que está em nós e à nossa volta Vos pertença, e desejamos que também tenham parte aos benefícios da vossa benção maternal. E para que esta consagração seja verdadeiramente eficaz e duradoura, nós renovamos hoje, a vossos pés, ó Maria, as promessas de nosso Batismo e de nossa Primeira Comunhão. Nós nos comprometemos a professar sempre corajosamente as verdades da Fé; a viver como verdadeiros católicos, inteiramente sujeitos a todas as diretivas do Papa e dos Bispos em comunhão com ele. Nós nos comprometemos a observar os Mandamentos de Deus e da Igreja, e, em particular, a santificação das Festas. Também nos comprometemos a trazer para nossas vidas, no que for possível, as consoladoras práticas da Religião Cristã, especialmente a reza diária do S. Rosário; a Santa Confissão e a Santa Comunhão. Prometemos, em fim, ó gloriosa Mãe de Deus e amorosa Mãe dos homens, colocar todo o nosso coração ao serviço do teu bendito culto, a fim de apressar e assegurar, através do Reino de vosso Imaculado Coração, o Reino do Coração do Vosso adorável Filho, em nossas almas e nas de todos os homens; em nosso querido país e em todo o universo; assim na terra como no céu. Ó doce Mãe nossa, assim como vos disse o vosso dedicado Papa Pio XII, nesta hora grave da história humana, nos confiamos e nos sagramos ao vosso Imaculado Coração. Que vos comovam tantas ruínas materiais e morais, tanto sofrimento, tantas angústias, tantas almas torturadas, tantas em perigo de perder-se eternamente! Rainha da Paz, rogai por nós e dai ao mundo a paz na verdade, na justiça, na caridade de Cristo. Reconduzi ao único rebanho de Jesus, sob o único e verdadeiro Pastor, o povo separado pelo erro e a discórdia. Defendei a Santa Igreja de Deus dos seus inimigos. Detende o dilúvio de imoralidade desenfreada. Despertai nos fiéis o amor à pureza, a prática da vida cristã e o zelo apostólico. Nós, in perpetuo, nos consagramos a Vós, ao vosso Coração Imaculado, ó Mãe nossa e Rainha do mundo, para que todas as nações, em paz com Deus e uns com os outros, vos proclamem Beata e convosco entoem, de uma extremidade à outra da terra, O "Magnificat" de glória, de amor e de reconhecimento ao Coração de Jesus, no qual somente podem encontrar a Verdade, a Vida e Paz. Amém.

Convite


Feminismo: o maior inimigo da mulher
Grupo do Facebook • 157 membros
Participar do grupo
Grupo criado com o propósito de desmascarar o feminismo.

Leitores

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA