Convite

 
Feminismo: o maior inimigo da mulher
Grupo do Facebook • 157 membros
Participar do grupo
Grupo criado com o propósito de desmascarar o feminismo.
 

Pesquisar este blog

terça-feira, 31 de julho de 2018

Missas de Agosto 2018


MISSAS DE AGOSTO

Rev. Padre Ernesto Cardozo



ARAGUATINS (TO)
02/08 quinta-feira 19h 
03/08 sexta-feira Batizado às 9:30 e Missa às 19:00
04/08 sábado Batizado às 9:30 Missa às 19:00
05/08 Domingo 10h 

IMPERATRIZ (MA) 
06/08 segunda-feira 8h 

CONTAGEM/MG — Missão Nossa Senhora das Graças 
07/08 terça-feira 20h 
08/08 quarta-feira 20h 

MUZAMBINHO (MG) – Centro de Missas 
09/08 quinta-feira 18h 
10/08 sexta-feira 11h 

POÇOS DE CALDAS/MG — Missão Santa Gema Galgani 
11/08 Sábado 19h 
12/08 Domingo 10:30 

16/08 quinta-feira a determinar 

POUSO ALEGRE/MG — Missão São José 
17/08 sexta-feira 19h 
18/08 Sábado 19h 
19/08 Domingo 10h

CONTAGEM/MG — Missão Nossa Senhora das Graças 
19/08 Domingo 19h 
20/08 segunda-feira 20h 
21/08 terça-feira 20h 
22/08 quarta-feira 20h 

IPATINGA/MG — Missão Cristo Rei 
23/08 quinta-feira 19:30 
24/08 sexta-feira 19:30
25/08 sábado 19:30 
26/08 Domingo 10:30 

CONTAGEM/MG — Missão Nossa Senhora das Graças 
26/08 Domingo 21h 
27/08 segunda-feira 20h 
28/08 terça-feira 20h 

29/08 quarta-feira a determinar 

BARBACENA (MG) – Centro de Missas
30/08 quinta-feira 19h 
31/08 sexta-feira 19h 



31 de julho: Santo Inácio de Loyola

Inácio de Loyola - verdadeira efígie

clique para ler a VIDA dele que já publicamos no Pale Ideas

quarta-feira, 18 de julho de 2018

São José


"O Senhor reuniu em (São) José,  
como em um sol,  
tudo o que os Santos têm de luz e esplendor."


São Gregório Nazianzeno, Doutor da Igreja (329-390) 

segunda-feira, 16 de julho de 2018

Aniversário da Missão Cristo Rei de Ipatinga - 6 anos!

O Pale Ideas congratula-se com a Missão Cristo Rei de Ipatinga que comemora seis anos de existência e de combate, no dia de Nossa Senhora do Carmo. Bem dirigidos, os fortes resistiram verdadeiramente e se fortaleceram ainda mais. Parabéns! Viva Cristo Rei! 










A DEFINITIVA PROMESSA LIGADA AO ESCAPULÁRIO DE NOSSA SENHORA DO CARMO

Salve Maria!

Prezados, seria interessante todos os membros de nossas Capelas terem o santo Escapulário, e terem devoção para com este privilégio que a Santíssima Virgem legou para os Católicos. 



A PROMESSA DA VIRGEM


Cliquem para mais imagens
Um livro chamado “Viridarium”, escrito em 1389 por João Grossi, geral da Ordem do Carmo, narra o seguinte:

“O nono santo da Ordem é o sexto geral da mesma, chamado Simão Stock, ou Simão da Inglaterra, que suplicou à gloriosíssima Mãe de Deus que concedesse algum privilegio aos Carmelitas, que se regozijavam de ser especialmente conhecidos pelo nome da “Ordem da Virgem”. Um dia, acompanhada por uma multidão de Anjos e segurando em Suas mãos o Escapulário da Ordem, apareceu-lhe a Santíssima Virgem e lhe disse: “ISTO SERÁ UM PRIVILÉGIO PARA TI E PARA TODOS OS CARMELITAS; QUEM MORRER REVESTIDO COM ISTO NÃO SOFRERÁ O FOGO ETERNO: E OS QUE A HORA DA MORTE, O TIVEREM SOBRE SI, SERÃO SALVOS.”

(...)

Poderosíssima ajuda para a salvação, o Escapulário pertence a uma categoria única. “O Escapulário é um dos maiores meios de Salvação, porque Maria ligou ao Escapulário uma promessa de salvação, e, portanto, também uma proteção especial, o que significa que Ela nos dá um meio muito poderoso para levarmos a bom termo a nossa peregrinação terrena.” (Padre Houdry.) 

(...)

O abuso dos Sacramentos de Nosso Senhor constitui pecado horrível de sacrilégio. O abuso do Escapulário de Maria é, de igual forma, uma grande ofensa. Seria rematada loucura aproveitar-se alguém da Promessa de Maria, usando o Escapulário como desculpa para poder levar uma vida de pecado! 

(...)

Acontece, às vezes, que uma pessoa é tentada a cometer uma falta grave, por exemplo de impureza ou de roubo, e vem-lhe ao pensamento: “Porque não o fazes? Usas o Escapulário, passado este momento, não há que ter receio da tua eterna salvação”. Temos aqui Satanás, servindo-se da promessa de Maria para arrastar uma alma ao pecado. É disto exemplo típico para nós, certo milagre do Escapulário, bem comprovado: 
Um homem desculpava abertamente sua perversa vida, jactando-se de usar o Escapulário; reivindicava para si a certeza da salvação, ao mesmo tempo em que desedificava o próximo com abomináveis excessos. Perseverou nesta presunçosa crença até que foi surpreendido pela morte. Então, aqueles a quem tinha escandalizado foram testemunhas de um acontecimento que não era raro nos anos em que os homens procuravam compenetrar-se do sentido da Promessa de Maria acerca do Escapulário. Ao avizinhar-se da morte, o infeliz pensou que o Escapulário era a causa da sua angustia. Chamou, dolorosamente, que o escapulário o estava a queimar. Num último e supremo esforço, arrancando-o, atirou-o para longe de si... Morrendo assim, sem o Escapulário, foi encontrar-se com o Juiz Divino... (pe. Huguet, “La devocion à Maria en exemples”, Tomo II).

(...)

Na última aparição de Fátima, a Santíssima Virgem apareceu no céu, trazendo nas mãos o Escapulário marrom, um sinal de consagração que nos pedia, sinal que é um dos auxílios para se levar uma fervorosa vida cristã. É um auxiliar importante, muito importante. Caso contrário, Nossa Senhora, ao aparecer pela última vez em Fátima, não o teria trazido nas mãos. O Escapulário não seria, então, juntamente com o Rosário, o mais privilegiado e indulgenciado sacramental que existe na Igreja? (...) Se o mundo não apreciar este profundo sentido das devoções do Escapulário e do Rosário, foi inútil a vinda de Nossa Senhora de Fátima até nós.(...) Se, do mesmo modo, não compreendermos que o Escapulário é um sinal de consagração a Nossa Senhora e a insígnia da fórmula “Maria, nosso caminho”, teremos trocado novamente a substancia pela aparência.

A única sobrevivente dos três pastorzinhos de Fátima, irmã Maria Lúcia do Coração Imaculado, foi interrogada no dia 15 de agosto de 1950, sobre a razão por que, na última aparição de Fátima, Nossa Senhora trazia em suas mãos o Escapulário. Ao que ela respondeu: “Porque Nossa Senhora quer que todos usem o Escapulário”

Sendo-lhe pedida uma explicação mais completa, ela continuou: “A razão disto é que o Escapulário é um sinal de consagração ao Coração Imaculado de Maria”. 

Depois lhe perguntaram se, para a realização dos pedidos de Nossa Senhora, o Escapulário é tão importante como o Rosário, a Irmã respondeu: “O escapulário e o Rosário são inseparáveis”

Tirado do livro “Maria na sua promessa do Escapulário”, 1954, John Haffert


domingo, 15 de julho de 2018

Nosso Senhor não nos deixa sós nas tentações




Nosso Senhor não nos deixa sós nas tentações 


(...) Magnífica também a história do combate de Santa Catarina de Sena, sempre sobre o mesmo tema. Eis-la aqui, brevemente: 

O espírito maligno recebera de Deus a licença para atacar a castidade daquela santa virgem com toda a raiva que quisesse, contanto que não a tocasse. Se pôs, então, à obra, insinuando-lhe no coração todo tipo de obscenidades e, para criar nela uma emoção ainda mais forte, se-lhe apresentou, com todos os seus diabos com aparência de homens e mulheres, os quais se exibiam diante dela, em todo tipo de obscenidade e de indecências, e com palavras e convites indecentes; não obstante todas aquelas manifestações fossem exteriores, contudo, por meio dos sentidos, penetravam muito profundamente no coração da jovem mulher; o coração estava saturado daquilo. Livre dessa tormenta de obscenidades e de prazeres carnais, lhe restava apenas a sutil e pura vontade superior.  

Isso tudo durou por muito tempo; até que um dia lhe apareceu Nosso Senhor. Logo lhe perguntou: “Onde estavas, meu doce Senhor, quando o meu coração estava tão cheio de trevas e de feiuras?”. Respondeu o Senhor: “Filha minha, Eu estava em teu coração”. “E como”, replicou ela, “podias habitar em meu coração, onde havia tantas obscenidades? Tu habitas em lugares tão vergonhosos?”. Respondeu-lhe Nosso Senhor: “Me diga, aqueles pensamentos sujos do teu coração te davam prazer ou tristeza, amargura ou deleite?”. E ela: “Grande amargura e tristeza”. Replicou-lhe o Senhor: “Quem colocava aquela grande tristeza e amargura no teu coração se não eu que me mantinha escondido na profundeza de tua alma? Creia-me, filha minha, se Eu não estivesse presente, aqueles pensamentos que premiam ao redor de tua vontade sem a poder dobrar, sem mim a teriam vencido e nela teriam penetrado, e o teu livre arbítrio os teria acolhido com prazer, e assim teria dado à morte a tua alma; mas, como Eu estava nela, inculcava desgosto e resistência ao teu coração, de modo que com todas as forças não cedesse à tentação. Não podendo aniquilar a tentação, como teria gostado, provava um desgosto ainda maior e um ódio mais profundo contra ela e contra si mesma; e assim aqueles tormentos eram um grande mérito e uma grande vitória para ti, um grande crescimento de tua virtude e de tua força”. 

São Francisco de Sales, Filotéia ou a Introdução à Vida Devota, Parte IV, Capítulo 4: Avisos necessários contra as tentações mais comuns: Dois belos exemplos sobre este assunto (tentação). 

Libertação de Jerusalém pelos Cruzados


Aos 15 de julho de 1099, os exércitos Cruzados, que haviam partido 3 anos antes com a benção e as indulgências do beato Urbano II, entram triunfantes em Jerusalém, e liderados por Godofredo de Bulhão, libertam o Santo Sepulcro da ocupação islâmica. A Terra Santa é reconquistada à Santa Romana Igreja!

  

sábado, 14 de julho de 2018

O duplipensar de Francisco


Recebi hoje por email uma notícia dos EUA que me remeteu imediatamente a outra notícia que havia lido um dia desses. Os assuntos em si não tem nada a ver, mas a atitude de Roma apóstata é a mesma. 

Assunto 1. Nos EUA, há uma Associação Norte-Americana de Virgens Consagradas - USACV, que ficou chocada com um documento a respeito das virgens consagradas - mulheres que não vivem em conventos/mosteiros, mas no mundo e se consagram a Deus - que o Vaticano publicou a pedido de bispos do mundo todo, tendo em vista o aumento de interessadas nesse estilo de vida. Na sessão 88 de dito documento, consta que, a partir de agora, para ser uma virgem consagrada, a candidada não precisa ser virgem... sim! Isto mesmo! Parece até dizer que se for virgem, muito bem, parabéns, mas não é tão meritório assim; e se não for virgem o que importa é que não tenha se casado nem tido uma vida pecaminosa pública... HIPOCRISIA!!!  

O documento se intitula: "ECCLESIAE SPONSAE IMAGO", que trata da "Ordem das Virgens" e foi publicado pela Congregação para os Institutos de Vida Consagrada e as Sociedades de Vida Apostólica. 

A USACV afirmou: "É chocante ouvir da Igreja Mãe que a virgindade física não pode mais ser considerada um pré-requisito essencial para a consagração a uma vida de virgindade. Toda a tradição da Igreja tem firmemente confirmado que uma mulher deve ter recebido o dom da virgindade - isto é, material e formal (físico e espiritual) - para receber a consagração das virgens. No rito de consagração a um vida de virgindade, uma mulher é consagrada como “noiva de Cristo”, para que ela possa ser “uma escatológica imagem do mundo por vir e da Noiva celestial de Cristo" (da Introdução ao Rito de Consagração a uma Vida de Virgindade). "Os pré-requisitos para a consagração como declarados na Introdução ao Ritual de Consagração a uma Vida de A virgindade não muda com a emissão desta Instrução". 

Ou seja, para ser uma virgem esposa de Cristo não precisa ser virgem... 

Assunto 2. O outro assunto é Medjugorje. Quando eu li o título me enchi de esperanças, mas logo voltei à normalidade: as "forças malignas" de que fala o título do artigo não é a falsa aparição, mas... businessRoma apóstata não reconhece a aparição como verdadeira, e o diz com todas as letras, contudo tutela os peregrinos e todos os que acreditam nisso, e, por isso, permite e acompanha as romarias e o turismo religioso que se fazem lá.  
Bom, a bem da verdade, quem acompanha mesmo, ao que parece, é a máfia napolitana, que está instalada em Medjugorje e controla tudo. Mas isto é outro assunto.  
O que interessa, hoje, é que Roma parece ter enlouquecido. Mas não enlouqueceu. Essa confusão é própria de Satanás e de suas obras. Esse duplipensar e a ambiguidade são próprios do modernismo e do CVII. 

Dizer que a Igreja pode permitir romarias a Medjugorje apenas para tutelar os peregrinos é o mesmo que dizer que permitiria romarias a um bordel para tutelar os peregrinos que por lá se hospedem. O exagero aqui é proposital!  

Oras, se Roma apóstata não reconhece a aparição de Medjugorje como sendo Nossa Senhora... é o que, então? Charlatanismo, possessão?... A Igreja DEVE se pronunciar CLARAMENTE a respeito das questões que se apresentam, sobretudo se estão a usar a imagem de Nossa Senhora para enganar pessoas. 

E, por outro lado, quando diz que para ser virgem não precisa ser virgem... o que exatamente quer dizer? 

E não é à toa que padres como o Fabio de Melo tomam o microfone para falar sobre moral ensinando o erro. Não é à toa que vemos seminaristas sendo ensinados que, antes de serem ordenados, eles PRECISAM vivenciar o sexo, seja com quem for, porque somente assim poderão cuidar dos problemas do rebanho. E se no rebanho tiver drogados, o seminarista deve fazer uso de drogas?...  

Senhores, Francisco certamente não é o Anticristo, mas está a serviço dele. Ele e toda a corja que ocupou a Cúria Romana. E se preparem porque os escândalos não têm fim.  

Recentemente, saiu um documento vaticano que possibilita o diaconato feminino (coisa que Francisco quer muito), mesmo após os "prelados" conciliares terem jurado que isso é algo no qual não mexeriam. Logo virá o sacerdócio feminino... Podem ter certeza que tudo está pronto e está sendo tornado público aos poucos, para ir preparando os ânimos. Se trata das janelas de Overton. Já ouviram falar? Não? Então, percam um pouco de tempo para ler a respeito, e logo individuarão as janelas nas ações de Roma modernista, desde o último grande cisma que foi o CVII. 

Boa noite. 


Leiam os passos do inimigo para acabar com o Santo Sacrifício: http://farfalline.blogspot.com/2017/02/liaisons-bergueilleuses.html

14 de julho: 448º Aniversário da Bula Quo Primum Tempore, de São Pio V e o Missal Romano

Clique para ver mais imagens


448º Aniversário da Bula Quo Primum Tempore, de São Pio V e o Missal Romano 


O “Missal Romano” é o livro onde estão contidas as preces e leituras, os cantos e rubricas da Santa Missa. O Sacrossanto Concílio de Trento, em 1562, começou a cuidar da editio typica[1] do livro, mas depois se remeteu à diligência dos Papas. E, em 14 de julho de 1570, com a Bula “Quo primum”, São Pio V deu à Igreja a edição oficial. Exceto por algumas mudanças introduzidas nele por Clemente VIII, Urbano VIII, Leão XIII, São Pio X/Bento XVPio XII e a adição de Missas dos novos santos, o Missal Romano, desde então, permaneceu idêntico. 
1. Clemente VIII: Em 1604, 34 anos após a publicação do Missal de São Pio V, Papa Clemente VIII publicou, com várias mudanças, uma nova editio typica do Missal Romano, com o título de Missale Romanum, ex decreto sacrosancti Concilii Tridentini restitutum, Pii Quinti Pontificis Maximi iussu editum, et Clementi VIII. auctoritate recognitum. Com base no título também a nova edição pode ser qualificada como Missal Romano Tridentino. O texto do cânon da Missa permaneceu o mesmo, mas as rubricas foram alteradas em diversos pontos. Em particular, apareceu uma nova indicação a respeito do momento sucessivo à consagração do cálice: as palavras Haec quotiescumque feceritis, in mei memoriam facietis, que na Missa de Pio V eram ditas pelo sacerdote enquanto mostrava ao povo o cálice consagrado, passaram a ser pronunciadas durante a genuflexão do sacerdote, antes da elevação do próprio cálice. Entre outras mudanças, se pode mencionar que a benção no final da Missa, que no  Missal de 1579 era dada pelo sacerdote com três sinais da cruz, passaria a ser dada com um único sinal da cruz, a menos que o sacerdote fosse um Bispo. 
2. Papa Urbano VIII: Trinta anos depois, em 2 de setembro de 1634, Urbano VIII promulgou uma nova revisão do Missal Romano. A nova editio é chamada Missale Romanum, ex decreto sacrosancti Concilii Tridentini restitutum, Pii V. iussu editum, et Clementis VIII. primum, nunc denuo Urbani Papae Octavi auctoritate recognitum. De registrar que não houve modificação no cânon da Missa. 
3. Papa Leão XIII publicou, em 1884, uma nova editio typica, com poucas mudanças, fora a inclusão das Missas dos Santos acrescentadas depois de 1634: Missale Romanum ex decreto ss. Concilii Tridentini restitutum S. Pii V. Pontificis Maximi jussu editum Clementis VIII., Urbani VIII. et Leonis XIII. auctoritate recognitum
4. São Pio X começou uma revisão que levou à publicação, em 25 de julho de 1920, por parte de seu sucessor, Papa Bento XV, do Missale Romanum ex decreto sacrosancti Concilii Tridentini restitutum S. Pii V Pontificis Maximi jussu editum aliorum Pontificum cura recognitum a Pio X reformatum et Ssmi D. N. Benedicti XV auctoritate vulgatum. As novidades introduzidas nas rubricas formaram um novo capítulo com o título Additiones et variationes in rubricis Missalis
5. Papa Pio XII reformou, em 1955, a liturgia da Semana Santa e da Vigília Pascoal; modificando não apenas o texto das preces, mas também a hora da celebração, estabeleceu que as funções da Quinta-feira Santa, Sexta-feira Santa e da Vigília Pascal fossem celebradas na  parte da tarde ou ao entardecer. Na celebração da Vigília Pascoal, Pio XII também introduziu oficialmente, pela primeira vez, o uso das línguas vernáculas modernas na liturgia eucarística. Sem publicar uma nova editio typica do Missal Romano, ele deu permissão para substituir o texto anterior pelo novo. 

14 de julho: O Assunto é... Revolução Francesa

Memória da Revolução Francesa no Pale Ideas 


Beatas Mártires de Orange 
32 freira de diversas Ordens martirizadas em Orange, França
durante a Revolução Francesa. 


Posts relativos à Revolução Francesa, ou que fazem menção a ela. 


Catecismo Anticomunista - Dom Geraldo Sigaud – XIII: http://farfalline.blogspot.com/2013/06/catecismo-anticomunista-dom-geraldo_15.html.  
Como se chega a um culto satânico?: http://farfalline.blogspot.com/2014/06/como-se-chega-um-culto-satanico.html.  
Depravação do corpo: "eles" começam pelas crianças: http://farfalline.blogspot.com/2017/01/depravacao-do-corpo-eles-comecam-pelas-criancas.html.  
Discurso sobre a ditadura pronunciado pelo Marquês de Valdegamas: http://farfalline.blogspot.com/2013/07/discurso-sobre-ditadura.html.  
Dom Lefebvre: dessa união adúltera só pode provir bastardos: http://farfalline.blogspot.com/2014/08/dom-lefebvre-dessa-uniao-adultera-so.html
Entrevista com o professor Roberto de Mattei – Um docente católico é ‘indigno’ de ser premiado - De Mattei fala sobre a Revolução Francesa: http://farfalline.blogspot.com/2011/11/prof-roberto-de-mattei-e-o-premio-aqui.html.  
Franceses da Vendéia pedem para massacre da Revolução ser denominado “genocídio”: http://farfalline.blogspot.com/2014/06/vendeanos-pedem-para-massacre-da.html.  
Maçonaria e as Instruções da Alta Vendita: http://farfalline.blogspot.com/2015/08/maconaria-e-as-instrucoes-da-alta-vendita-vennari.html.  
Mártires da Revolução Francesa: https://farfalline.blogspot.com/2018/07/os-Martires-da-revolucao-francesa.html
Mártires da Revolução: 09 de abril: Beata Margarida Rutan: http://farfalline.blogspot.com/2014/04/beata-margarida-rutan-martir-da.html.  
Mártires da Revolução: Padre Noël Pinot, mártir de Vandéia: http://farfalline.blogspot.com/2016/02/padre-noel-pinot-martir-de-vandeia.html.  
Metamorfose da Revolução, segundo B-XVI: http://farfalline.blogspot.com/2012/09/metamorfose-da-revolucao-segundo-b-xvi.html.  
MONS. LEFEBVRE: "A favor e contra o Syllabus". A condenação das ações e intenções de dom Fellay: http://farfalline.blogspot.com/2013/12/mons-lefebvre-favor-e-contra-o-syllabus.html.  
Monsenhor de Ségur, um Cego Clarividente: A Revolução na Igreja: http://farfalline.blogspot.com/2014/03/um-cego-clarividente-revolucao-na-igreja.html.  
Padre. H. Démaris. Consolações para os fiéis em tempo de perseguições, de cismas e de heresias: http://farfalline.blogspot.com/2016/10/consolacoes-em-tempo-de-perseguicoes.html.  
Pe. Pierre de Clorivière: Remédios para os males da Revolução: http://farfalline.blogspot.com/2012/12/pe-pierre-de-cloriviere-remedios-para.html.  
Prudência e discernimento - Um exemplo histórico na família do Santo Cura de Ars durante a Revolução Francesa: http://farfalline.blogspot.com/2012/01/prudencia-e-discernimento.html (republicado aqui: http://farfalline.blogspot.com/2014/11/um-exemplo-historico-de-prudencia-e-de.html).  
Revolução Francesa e a anarquia atual: http://farfalline.blogspot.com/2016/05/sobre-revolucao.html.  
Santos da Revolução: A vocação e as santas almas: Adélaide-Marie Champio Cicé: http://farfalline.blogspot.com/2012/01/vocacao-e-as-santas-almas-adelaide.html.  
Viva a França Católica, Primogênita da Igreja! Viva Cristo Rei!: http://farfalline.blogspot.com/2014/07/viva-franca-catolica-primogenita-da.html


Os Mártires da Revolução Francesa

Clique para ver mais imagens 

Os Mártires da Revolução Francesa


“... É até um elenco tão vasto e tão admirável que hesitamos em destacar alguns dos episódios mais comoventes. Não será injusto dar sequer a impressão de que queremos fixar um palmares, um elenco de vencedores, quando em todas as páginas desse livro escrito com sangue brilham o heroísmo e a santidade? Padres, religiosos, religiosas, simples leigos, homens e mulheres, todas as condições sociais à mistura - mas certamente a maioria gente humilde, gente do povo -, foram às dezenas, às centenas, os que preferiram morrer a abjurar, apesar de, em muitos casos, abjurar fosse apenas um gesto exterior, mera formalidade. Como escolher entre eles? 

sexta-feira, 13 de julho de 2018

É simpático!

Ontem, o novo superior geral da Neofrat, dom Davide Pagliarani (lê-se: palharani, como Bergoglio se lê Bergolhio) concedeu a primeira entrevista após a eleição. Foi água com açúcar, mas está longe de ser tudo aquilo que o blogger INtrincado despejou no Non Possumus mexicano. Ele se queixa de que dom Davide não falou nada sobre a crise na Igreja e o ACORDO. De fato, não falou, mas também nada lhe foi perguntado a respeito. O que o blogger queria, que ele enfiasse o assunto sem qualquer conexão com as perguntas? Certamente, não faltará ocasião para dom Davide falar sobre o tema, até porque é apenas isso que todo mundo espera ouvir dele. 

Mas o que chamou a atenção foi o que dom Davide respondeu quando lhe perguntaram sobre o 2º assistente filo-sionista: 
"Me considero muy afortunado de poder trabajar con personas mayores que yo, que serán buenos consejeros y, debo decir, con un padre tan simpático como el Padre Bouchacourt..."  

Tradução livre: "Considero-me muito afortunado de poder trabalhar com pessoas mais velhas do que eu, que serão boas conselheiras e, devo dizer, com um padre tão simpático como o Padre Bouchacourt..."...  

Simpático? Pagliarani é um pândego, ou um falso, porque de Bouchacourt pode-se dizer tudo menos que seja simpático: suas vítimas (e não são poucas, pelo mundo afora) que o digam.  

Francês... simpático? kkkkkk 

Estive lendo a mídia nos vários países que falaram desta eleição - de dizer que desta vez tomou mesmo os noticiários, inclusive os vaticanos - e se tem uma ideia generalizada de que o acordismo acabou. Ledo engano: os três novos chefes da Neofrat são liberais e, uma ou outra vez, tem deixado claro o que pensam disso. O simpaticão, por exemplo, quando houve a insurgência francesa sobre a questão do matrimônio supervisionado pelos modernistas, puniu todos os que assinaram o documento que estavam sob seu comando. Um deles, deixou a bela igreja de Saint Nicolas du Chardonnay para ir em "missão" nas Filipinas, em uma zona ocupada pelo ISIS (leiam o n. 2).. Muy simpatico, el tipo! Os outros signatários que não estavam sob seu comando, porque pertencentes às "Ordens amigas da Neofrat", podem não terem sido punidas diretamente, mas... só Deus sabe! 

Uma boa e santa noite a todos os leitores!  

quinta-feira, 12 de julho de 2018

Títeres. De quem são as mãos que os movimentam?

Bom, a esta altura todos já estão sabendo da "eleição" do novo comando da Neofrat. Uns cantaram o Te Deum, outros... não.  

E outros, ainda, como eu, continuam seguindo católicos. 


Não comentei nada ontem porque estava com preguiça - mea culpa! - de fazê-lo, pois, tendo em vista que isso não muda em nada a minha vida, me pareceu que não deveria desperdiçar meu precioso tempo com isto. Hoje, tenho alguns minutos de folga, e aqui estou.  


As repercussões pela Cristandade foram várias e díspares, inclusive DENTRO da Neofrat. E nos próximos dias veremos ainda mais...  


Quando recebi a foto dos eleitos, não pude não me lembrar de "Os Três Patetas", sobretudo pelas expressões faciais que ficarão eternizadas: 





O títere principal, no meio, é o novo superior geral da Neofrat: pe. Davide Pagliarani, "incardinado" em Argentina, como todos sabem. A seu lado direito, o títere 1º assistente, dom Afonso De Galarreta (seu verbete já foi atualizado no Wikipedia), e de seu lado esquerdo, o títere filo-sionista 2º assistente, pe. Christian Bouchacourt (com verbete no Wikipedia somente em francês; para refrescar a memória, este é aquele que, em uma entrevista a um jornal argentino, em 01/12/2013, disse que os judeus não são deicidas...).  






Porque "títeres"? Porque é óbvio que estão lá para inglês ver, e nem me refiro a dom Williamson!  


Segundo minhas fontes especializadas sobre o tema, a "eleição" tinha cartas marcadas e já estaria decidida, mais ou menos como foi no caso da eleição do Francisco Bergoglio, o qual certamente deu (e quiçá dará publicamente também) sua benção ao trio (o site do Vaticano publicou a notícia)...  

Mas sobretudo porque, por trás do trio está... dom Bernard Fellay, que os moverá segundo o que lhe será conveniente para levar as almas sob sua responsabilidade até Francisco. 
Mais uma vez, vou tentar desenhar: se somos católicos, apesar do CVII, por que devemos "voltar" à Igreja Católica? Se é verdade que não estamos na Igreja Católica... então somos cismáticos! A Neofrat precisa se decidir a respeito: ou é católica, e então não precisa estar na Igreja do CVII, ou não é católica e precisa... De certa forma, eles pensam como os desistentes, que se julgam misteriosamente unidos ao último grande cisma. 
Ontem, se leu de tudo, em vários idiomas, acerca disso... O que me fez rir - mas com uma profunda tristeza interior - foi que, agora, o acordismo acabou...  

Santa (e patética) ingenuidade!!!  

São todos farinhas do mesmo saco traidor, e cabe um questionamento: estaria Pagliarani finalmente sendo recompensado? Afinal, no Capítulo de 2012, defendeu Fellay, com unhas e dentes, quando já se sabia que o então superior geral da Neofrat seria repreendido por causa do preâmbulo doutrinário (leia-se ACORDO), com o qual, segundo fontes fidedignas, ele já teria concordado e pretendia usar o Capítulo para enfiar goela abaixo da Neofrat esse acordaço. E não obteve êxito, como é público e notório, mesmo conseguindo calar a voz destoante (Williamson).  

Há quem diga também que o novo superior geral, que até então dirigia o Seminário de La Reja, lá estava com o beneplácito de Francisco... Será? Se não agora, naquele último dia o saberemos com certeza.  

Well, os três "eleitos" são liberais de carteirinha e levarão a cabo o acordo feito entre Fellay e a Igreja cismática do CVII. Não tenham ilusões! Afinal, depois de 6 anos de governo Fellay, não imagino como se possa recuperar algo na Neofrat. Quem tinha que sair já saiu. Quem ficou foi cozido como sapo, e está contaminado pelo liberalismo, mais ou menos a depender da tolerância que teve aos erros de Fellay. Ninguém vai gritar. 


Hoje, recebi esta mensagem da França. Sinceramente, não sei quem é o remetente: 

"bravo aux capitulants 
ils ont élu l'équipe qui a obtenu du cardinal Bergoglio la reconnaissance en Argentine (era apenas para conseguir um plano de saúde, diziam eles).
il y avait une équipe germanique pour l'interlocuteur allemand
il y a une équipe hispanique pour l'interlocuteur argentin 
on ne change pas une équipe qui gagne (em time que está ganhando não se mexe, diz a sabedoria popular...)
"bon vent, bonne voile et que le bateau ...

Ao bom entendedor... 

Que Deus nos guarde atentos e vigilantes, e nos livre de cairmos na tentação de capitular por causa do cansaço na defesa da Fé. Amém. 

Biografias: Daniel-Rops

Henry Jules Charles Petiot, filho de um oficial militar, nasceu em Épinal (França), no dia 19 de janeiro de 1901. Quando tinha poucas semanas de vida, seus pais se mudaram para Grenoble, nos Alpes, onde ele cresceu e morou até se formar em História, Geografia e Direito em Lyon, no ano de 1922. Posteriormente mudou-se para Tresserve, na Savoia

Aos seus antepassados, todos camponeses de diversas regiões da França, Henry confessou dever a sua energia e a sua capacidade de aplicação em cada trabalho, que nele são tão fortes. Casou-se com Madeleine Bouvier em 1924, e com ela adotou um filho, Francis. Tornou-se professor de História com apenas 21 anos, para ter uma fonte de renda, e ensinou no Liceu de Chambéry, de 1923 a 1928, no de Amiens, de 1928 a 1930, e no de Neuilly Sur Seine, de 1930 a 1944, quando se aposentou. Foi professor durante vinte anos, e abandonou o ensino definitivamente em 1945 para dedicar-se somente à carreira de escritor.  

Na realidade, quando era ainda muito jovem, seu desejo era ser literato. Tornou-se professor porque sabia que, como escritor, os rendimentos seriam muito precários. Com doze anos escreveu seu primeiro romance, um romance histórico, e aos dezesseis anos quatro ou cinco obras já estavam concluídas. Foi inspirado numa personagem dessas breves histórias que Henry adotou o pseudônimo “Daniel-Rops”, utilizando-o em todas as suas obras posteriores. Esses primeiros trabalhos, no entanto, foram lançados ao fogo. Em 1926, foi publicado o seu primeiro livro, e desde então seu trabalho como escritor intensificou-se. Primeiro em Neuilly, depois em Tresserve, continuou a escrever. Chegou a produzir mais de cinquenta livros, algumas brochuras e inumeráveis artigos.

terça-feira, 10 de julho de 2018

Carta Pastoral: Castidade, Humildade, Penitência – Dom Antônio de Castro Mayer.

DOM ANTÔNIO DE CASTRO MAYER 

CARTA PASTORAL 

CASTIDADE, HUMILDADE, PENITÊNCIA

Características do cristão, Alicerces da ordem social



15 de agosto de 1963

As raízes da crise progressista

A Igreja se prepara para a realização da segunda fase das assembleias gerais do II Concílio Ecumênico do Vaticano. De fato, uma das primeiras resoluções de S.S. o Papa Paulo VI, gloriosamente reinante, foi a de continuar o Concílio iniciado pelo seu venerando antecessor, de saudosa memória, João XXIII; e marcou, para reinício dos trabalhos, o dia 29 de setembro, XVII domingo depois de Pentecostes e festa de S. Miguel Arcanjo. Estamos, assim, em vésperas do prosseguimento do maior acontecimento deste século.

Com efeito, este Concílio deverá não só revigorar a unidade da Igreja, mediante resoluções que tornem a adesão aos dogmas da Fé mais plena, mais ardente, mais viva, com a consequente plenitude na prática da Moral cristã e integridade da disciplina eclesiástica, mas, além disso, e através disso, deverá ainda o Concílio procurar obter a unidade de todos os povos no redil do único pastor de almas, Nosso Senhor Jesus Cristo, sob a direção de seu Vigário na terra, o Santo Padre, o Papa. Tarefa ingente e de importância singular na História.

De importância e gravidade. Porque, podemos facilmente perceber que este Concílio não pode deixar de atingir os nobres fins colimados pelo Papa que o convocou. O contrário acarretaria para a Igreja e a humanidade consequências imprevisíveis. Uma vez reunido, ou ele fortalece os vínculos da Fé, e torna mais viva a prática da caridade, de maneira a mostrar a Igreja na sua verdadeira face, como “signum levantum in nationes” (Conc. Vat. I, s. III, c. 3), que a todos os povos afirme a verdade e excelência da Revelação de Jesus Cristo; ou a decepção geral será tão grande, que seria difícil imaginar maior.

segunda-feira, 9 de julho de 2018

448º ANIVERSÁRIO DA BULA QUO PRIMUM TEMPORE

Caríssimos, Salve Maria! 

Dia 14 de julho comemoraremos os 448 anos da Bula Quo Primum Tempore, de São Pio V, sobre a Santa Missa Católica, que não pode ser alterada por ninguém e que é conhecida como Missa Tridentina

Em comemoração a este jubiloso aniversário, a Editora faz uma promoção FRETE GRÁTIS na compra da Bula, de hoje até o dia 19 de julho próximoVale para 1 exemplar por pessoa. Aproveitem!!! 

Se desejar mais de um exemplar, até o limite de 5 exemplares, o frete será do valor de 1 exemplar: R$5,60.  

Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA