Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

Pesquisar este blog

sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Consolações para os fiéis em tempo de perseguições, de cismas e de heresias

Festa de Cristo Rei – 2016

Queridos fiéis das Missões Cristo Rei, 

Um fiel da Missão de São Miguel de Tucumán (Argentina) me passou esta carta que um sacerdote francês, o Pe. Demarís, em plena Revolução Francesa, escreve da prisão em resposta a seus fiéis que lhe manifestaram sua preocupação ante a eventualidade de ficarem sem sacramentos e a tentação de recebê-los das mãos daqueles sacerdotes juramentados que apostataram.  

Bem, podemos fazer o paralelo com o que nos sucede hoje! ... Quantos são os fiéis que apostatam por receber sacramentos, seja de modernista, seja de conservadores ou tradicionalistas que estão, de fato ou de desejo, unidos à falsa igreja nascida do Concílio Vaticano II!... Estas reflexões vão como meditação e consolo para o que deve ser o vosso agir ante a dura prova a que o Bom Deus nos escolheu para melhor manifesta-Lhe nosso amor e fidelidade.

Quis elencá-la com números, dada sua extensão e a importância dos temas tratados. A mesma foi tomada do blog RC. Omito parte do prólogo, que não nos diz respeito: 

...Se a tirania liberal continua agindo, nos resta o consolo que nos deixou um grande Sacerdote francês, que não teve medo do martírio, o Padre Demarís. Envio-lhe a carta que ele mandou a seus fiéis, quando ficaram sem Missa, por culpa da Revolução, a mesma que hoje ocupa Roma, para que a aproveitem também todos os leitores dos comentários. 

A caridade do Padre Demarís, que via os fiéis ameaçados de ficarem sem Sacerdotes, lhe fez escrever, ainda que aprisionado, a pedido deles e para seu consolo, a Regra de Conduta que segue abaixo: 


Para mais informações ou para adquiri-lo, clique acima



 

3 comentários:

  1. Nunca li nada igual. Edificante! Louvado seja Nosso Senhor JESUS CRISTO!

    ResponderExcluir
  2. Muito boa essa carta. Esclareceu uma dúvida muito antiga que eu tinha. Salve Maria! Deus te pague!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Agradeçamos sempre a Jesus, como dizia Padre Pio. Nada sou, nada sei, apenas repercuto o que chega até mim. É preciso compartilhar o pão.

      Essa carta é uma das preciosidades do tesouro da Igreja para nos consolar em tempos de crise. Não há nada de novo debaixo do sol (inclusive tudo que testemunhamos), mas quando acontece conosco... parece que é original e inusitado. E pesado. Graças a Deus, a História da Igreja, além das tribulações, também tem dessas consolações.

      Penso que o Rev. Padre Demarís nem imaginou, ao escrever essa carta, o bem que nos faria. E às gerações que nos sucederão. Rezemos para que Deus recompense a esse bom pastor de almas. E rezemos uns pelos outros. Fique com Deus.

      Excluir

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui