Pesquisar este blog

domingo, 31 de maio de 2015

A Santíssima Trindade na arte e literatura cristã

Um Domingo após o Domingo de Pentecostes ocorre o Domingo da Santíssima Trindade, em virtude disso, publico um trabalho imenso e ricamente adornado com imagens do blog "Ecclesia.com". Substituí ou retirei algumas imagens porque infelizmente nem todos sabem que as três Pessoas Santíssimas não podem se representadas na forma de três homens iguais.


Santíssima Trindade



Placeat Tibi Sancta Trinitas

sexta-feira, 29 de maio de 2015

Santa Maria Madalena de' Pazzi

29 de  maio 

Santa Maria Madalena de' Pazzi

Virgem - Carmelita e Mística


Em 25 de maio de 2007, celebrou-se o quarto centenário da morte de Santa Maria Madalena de' Pazzi (1566-1607), carmelita florentina e mestra de vida espiritual. Tamanha era a fama de sua santidade entre o povo e o clero que, muito cedo, em 1611, deu-se início a seu processo de beatificação. Importantes estudiosos afirmam que "Maria Madalena de' Pazzi, ao lado de Ângela de Foligno e de Catarina de Sena, é, entre as santas italianas, a escritora espiritual mais conhecida".

Numa das famílias de maior destaque da nobreza florentina (de Florença, Itália), Catarina nasceu em 2 de abril de 1566, segunda filha de
Camillo di Geri de' Pazzi e Maria Buondelmonti. Em dois períodos (de 1574 a 1578 e de 1580 a 1581), foi educanda em San Giovannino, pelas Cavaleiras de Malta.

quinta-feira, 28 de maio de 2015

28 de abril: São Luis Maria Grignion De Montfort (II)

28 DE ABRIL

SÃO LUIS MARIA GRIGNION DE MONTFORT

 

* * *

História de vida de São Luís Maria Grignion de Montfort



“Deus Pai juntou todas as águas e chamou-as ‘mar’.
De igual modo reuniu todas as graças e chamou-as ‘Maria’”

(São Luís Maria Grignion de Monfort, “Tratado da Verdadeira Devoção à Santíssima Virgem”, Capítulo segundo [23].)

A história de sua vida no-lo mostra continuadamente enlevado pelos encantos da Virgem Santíssima, vivendo sob a sua dependência, entregando-se a Ela de corpo e alma, e buscando receber tudo da sua mão maternal, para, por meio dela, elevar-se à mais alta santidade. O ideal de São Luís G. de Montfort é conduzir as almas a Jesus Cristo por Maria.


I. A infância de São Luís

Em vez de procurar os brinquedos próprios de sua idade, retirava-se num lugar solitário para meditar, ou recitar o terço diante de uma pequena imagem da querida Mãe do Céu.


O pensamento de Maria encantou os primeiros anos de Luís Grignion de Montfort. “O amor desta boa Mãe parece ter nascido junto com Ele”, – diz seu historiador Blain. “Desde a mais tenra infância, Luís não teve outro prazer que pensar em Maria e em seu amor”.

“Em vez de procurar os brinquedos próprios de sua idade, retirava-se num lugar solitário para meditar, ou recitar o terço diante de uma pequena imagem da querida Mãe do Céu”.

segunda-feira, 25 de maio de 2015

SÃO GREGÓRIO VII

25 MAIO

SÃO GREGÓRIO VII

Papa e Confessor 


São Gregório não só foi  uma das figuras  mais importantes entre os Papas da Igreja Católica, bem como foi extremamente caluniado e perseguido  durante seu pontificado. É uma das figuras que mais defendeu  os direitos da esposa de Cristo.

O Século XI foi para a Igreja  um período de grande humilhação. Não fosse ela uma instituição divina, edificada sobre a rocha, os próprios filhos tê-la-iam destruído.

O Clero superior e inferior, em sua maioria, tinha esquecido de sua alta missão. A simonia (tráfico ou venda ilícita de coisas sagradas), corrupção e indisciplina, tinham tomado conta dos altos e baixos setores da Igreja.   Frequentíssimos escândalos, e os príncipes seculares, quais lobos famintos, invadiam o aprisco do Senhor. Os reis Filipe e Augusto I da França, Boleslau II da Polônia, Henrique IV, imperador da Alemanha, eram verdadeiros monstros de crueldade e imoralidade. A palma, porém, coube ao imperador, que em crueldade, devassidão e ambição não achava semelhante.

domingo, 24 de maio de 2015

PENTECOSTES





Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

quarta-feira, 20 de maio de 2015

São Bernardino de Sena

20 de maio

São Bernardino de Sena

Confessor

 

Nasceu em Massa, perto de Siena, em 1380 e morreu em L'Aquila, Abruzzi, aos 20 de Maio de 1444. Da nobre família senense dos Albizzeschi, ficou órfão da mãe quando tinha três anos, e do pai aos sete, sendo criado na cidade de Sena por duas tias extremamente religiosas, que o levaram a descobrir a devoção a Nossa Senhora e a Jesus Cristo.

Depois de estudar na Universidade de Sena, formando-se aos vinte e dois anos, abandonou a vida mundana e ingressou na Ordem de São Francisco, cujas Regras abraçou de forma entusiasmada e fiel. Apoiando o movimento chamado "observância", que se firmava entre os franciscanos, no rigor da prática da pobreza vivida por São Francisco de Assis, acabou sendo eleito vigário-geral de todos os conventos dos franciscanos da observância.

terça-feira, 19 de maio de 2015

19 de maio: São Pedro Celestino, Papa e Confessor

19 de maio 

São Pedro Celestino

Papa e Confessor

 

clique para ampliar
Ao escrever sobre este santo elogiado pelo Igreja sobretudo pela sua humildade, quero em primeiro lugar transcrever, em português, o que a Santa Madre Igreja dele diz na sua Liturgia, no Breviário. Creio primeiramente ser útil observar que este Breviário é o tradicional, ou seja, o que foi restaurado e canonizado pelo Sacrossanto Concílio de Trento, editado por São Pio V, reformado pela autoridade de São Pio X e, no que se refere a São Pedro Celestino, Papa e Confessor. Assim reza o Breviário:
"Pedro, que recebeu o nome de Celestino como Papa, nasceu de pais católicos virtuosos, em Sulmona da Isérnia [Itália]. Tendo apenas entrado na adolescência, para guardar a alma livre das seduções do mundo, retirou-se para a solidão. Aí nutrindo a mente com a contemplação, reduzindo o corpo à servidão, trazia sobre a carne nua [sob às vestes] uma corrente de ferro. Fundou uma Congregação que depois foi chamada dos Celestinos, sob a Regra de São Bento. Daí, como uma luz colocada sobre o candelabro, ele, como não conseguisse se esconder, (a Igreja Romana estava sem pastor há muito tempo) sem saber e ausente, elevado à Cátedra de Pedro, impressionou a todos pela grande admiração da notícia não menos do que pela inesperada alegria. Colocado, porém, no cume do Pontificado, repleto de vários cuidados, como reconhecesse dificilmente poder se entregar às costumadas meditações, renunciou voluntariamente não só ao peso mas também à honra. Voltando, então, ao antigo sistema de vida, dormiu no Senhor, e uma cruz brilhando no ar diante da porta de sua cela tornou mais preciosa ainda a sua morte. Ainda em vida e depois da morte, tornou-se célebre pelos seus muitos milagres; por estes milagres, correta e religiosamente examinados, Clemente V, onze anos após sua morte, incluiu-o no número dos santos".

segunda-feira, 18 de maio de 2015

18 de maio: São Venâncio

18 de maio

São Venâncio

Mártir 


Clique para ver mais imagens
Venâncio, após sofrer vários suplícios, foi decapitado em 18 de maio de 253, em Camerino, Itália, onde, na igreja com seu nome, está conservada uma pedra na qual o santo deixou a marca de seus próprios joelhos. Localizada na cripta, a pedra possui poderes terapêuticos e cura a parte dolorida que for apoiada sobre ela. 

Resta-se maravilhados diante do enorme e antiquíssimo culto tributado a este santo mártir em Camerino, como em toda a Itália central. Assim como se fica interdetti ao ler acerca dos martírios sofridos. Venâncio, um menino de 15 anos, pertencia a uma família nobre de Camerino, convertendo-se ao Cristianismo, deixou todos os confortos nos quais havia vivido até então e foi viver junto ao Sacerdote Porfírio.

Procurado pelas autoridades pagãs da cidade, e ameaçado com torturas e morte se não voltasse ao culto dos deuses pagãos, por ordem dos éditos imperiais. Venâncio, adolescente pela idade, mas de forte personalidade, se recusa a obedecer e, então, é submetido a flagelações, penas de fumaça, fogo, ecúleo (cavalletto), saindo delas sempre incólume e, por isso, colhe conversões entre os pagãos que assistem às torturas e entre os próprios carrascos.

Ainda assim, continua na prisão e continuam os tormentos com carvões acesos sobre a cabeça (por isso, é requisitado pelos que sofrem de dores de cabeça). Lhe são quebrados os dentes e a mandíbula, é jogado em um chiqueiro. Mas Venâncio não cede. Então, é jogado como alimento a cinco leões famintos, mas estes se deitam, inofensivos, a seus pés.


Na prisão, pôde acolher enfermos de todo gênero que o visitam admirados e implorando-lhe ajuda. E ele lhes devolve a saúde do corpo e da alma, convertendo-os ao Cristianismo. 


Já em desespero, o prefeito o manda jogar do alto dos muros da cidade, mas mais uma vez sai ileso, cantando louvores a Deus.

Então, é amarrado e arrastado pelos campos, e ainda nessa ocasião opera uma milagre fazendo surgir uma nascente de uma rocha para saciar a sede dos soldados, operando novas conversões.

quinta-feira, 14 de maio de 2015

Os bons frutos das Missões Cristo Rei...

Os bons frutos das Missões Cristo Rei...



Editado em 28/06/2016




IPATINGA (MG): Em Ipatinga, teve lugar mais uma procissão em honra a Nossa Senhora de Fátima, que saiu do início da Av. Selim José de Sales, no bairro Canaã,  seguindo pela mesma avenida, até o bairro Bethânia. Encerrada a procissão, um grupo de 15 pessoas, resolveu subir, com a imagem de Nossa Senhora no andor, a ladeira que leva à residência do Reverendo Padre Cardozo, que está em convalescência. Ao chegarem diante da residência, o Padre apareceu na sacada e, emocionado, abençoou a imagem e os fiéis, que depois seguiram com a imagem, cantando,  até à Capela Cristo Rei. As fotos foram tiradas com um celular, mas guardam a beleza da piedade ainda assim, e até ressaltam. Aqui as fotos da Missão Cristo Rei






OS NOVOS PADRES JURAMENTADOS & REVOLUCIONÁRIOS

Publicamos mais um vídeo-sermão do Reverendo Padre Cardozo, desta vez falando sobre os novos padres juramentados e revolucionários que transitam com desenvoltura entre a Tradição e o Modernismo, não vendo mal algum em conviver com o Vaticano II, contanto que possam continuar a brincar de igrejinha, com a capelinha bonitinha e cheia de gente, a cama quente, o prato cheio... enquanto a Doutrina se esvazia e todos perdem a Fé. Ouvimos muito por ai: "mas é um padre sério!", "tem que ver os sermões dele! Ele arrasa com Francisco!", "você precisa conhecer! Ele reza a missa tridentina (sic!!!)!... Com o missal de São Pio V... comprado no Priorado!", "ele está subordinado ao bispo, mas nunca rezou a missa nova!"... e coisas assim. A coisa vai mal quando você começa a dizer: "que mal tem fazer isso...". Foi o que disse a serpente a Eva, e olha onde fomos parar! Quando relaxamos na Fé, na liturgia, na moral, nos costumes... como pode acabar bem? E a grande desculpa para assistir às novas missas juramentadas (as do Motu Proprio, da neo-FSSPX etc.) sabem qual é? "É que eu preciso dos sacramentos!", "Sabe o que é? na minha cidade não tem a verdadeira Missa Tridentina...", "Os Padres da Resistência vêm uma vez por ano aqui e olha lá, como posso ficar sem a Missa?"... Sem a Missa ficamos rezando o Rosário (ou Terço) em casa! Porque a Fé é mais importante do que a Missa porque sem Missa guardamos a Fé com a oração, mas sem Fé do que adianta a Missa? E perdemos a Fé indo a tais missas bonitinhas, bem rezadinhas, com o padre com sua casula estilosinha, de costas para o povo, em latim, com o Missa certinho, mas subordinado à "autoridade" (sic!!!) modernista! Não reza a missa nova, ok! É um padre sério, ok! Seus sermões são um arraso, ok! Mas ele continua sub Vaticano II. Ainda que rejeite o concílio com a boca, ou aceita com o coração e a mente. Não se serve a dois Senhores. Ou você está com Cristo (ou seja contra o CVII) ou contra Ele (ou seja sob o CVII). De mais a mais... você pode mentir para mim, pode mentir para você mesmo... mas não pode enganar a Deus. E os frutos dessa convivência desavergonhada com o Modernismo os vemos no comportamento de certos "tradicionalistas", em seu falar, nas intrigas, nas mentiras que semeiam, no espírito de confusão... Sim, ninguém pode enganar a Deus. 

Mas vamos ao que interessa, vamos ouvir quem sabem mais do que nós e tem autoridade para falar!

Giulia d'Amore  


OS NOVOS PADRES JURAMENTADOS & REVOLUCIONÁRIOS 


​Vídeo e transcrição do Sermão do Pe. Ernesto Cardozo na Missa de São Bernardo, em Betim/MG, do dia 20 de agosto de 2014.

quarta-feira, 13 de maio de 2015

OS PEDIDOS DE NOSSA SENHORA EM FÁTIMA

OS PEDIDOS DE NOSSA SENHORA EM FÁTIMA 


Você sabe quais são os pedidos de Nossa Senhora de Fátima para trazer a paz ao mundo? Você está fazendo o que Nossa Senhora lhe pediu para fazer enquanto ainda há tempo?
  1. Você está oferecendo suas tarefas cotidianas como um sacrifício de reparação?
  2. Você está rezando o Terço todos os dias?
  3. Você traz consigo o Escapulário do Carmo, como um sinal de consagração pessoal - e fazendo atos de consagração ao Imaculado Coração de Maria?
  4. Você está fazendo alguma outra reparação?

I. Você está cumprindo o pedido de Nossa Senhora, das Comunhões dos Primeiros Sábados? (Veja n. 16)

II. Você está fazendo visitas frequentes a uma igreja? Você está fazendo adoração a Nosso Senhor no Santíssimo Sacramento? Você está indo à Missa com frequência? E está recebendo a Comunhão em estado de graça? Você está fazendo uma Hora Santa, pelo menos uma vez por semana, em reparação pelos pecados do mundo e pela conversão dos pecadores, de acordo com o pedido de Nossa Senhora, assim como o Anjo de Fátima ensinou aos pastorzinhos, prostrando-se ante o Santíssimo Sacramento, para adorar, para oferecer a Deus Todo-poderoso, para pedir perdão pelos pecados do mundo e para rezar pelos pecadores?

13 de maio: São Roberto Belarmino



13 DE MAIO (beatificação) e 17 DE SETEMBRO (natalício)

São Roberto Belarmino

Bispo, Confessor e Doutor 

1542-1621



Roberto Francisco Rômulo Bellarmino veio ao mundo no dia 4 de outubro de 1542, em Montepulciano, Itália. Terceiro de cinco filhos, nasceu de uma família de origens nobres, seja por parte de pai que de mãe, mas na época do nascimento de Roberto estavam em via de declínio econômico. O pai, Vincenzo Bellarmino, foi gonfaloneiro¹ de Montepulciano, e sua mãe, Cinzia Cervini, muito pia e religiosa, era irmã do Papa Marcelo II. Foi batizado pelo cardeal Roberto Pucci, a quem, certamente, deve a honra do primeiro nome,  enquanto o segundo é em honra de São Francisco de Assis, o santo honrado no dia de seu nascimento; Rômulo era um antepassado da família.

O menino Roberto nasceu franzino e doente. Talvez por ter tido tantos problemas de saúde nos primeiros anos de existência, dedicou atenção especial aos doentes durante toda a vida.

Embora constantemente enfermo, Roberto demonstrou desde muito cedo uma inteligência surpreendente, que o levou ao magistério, e uma profunda inclinação religiosa, que o levou à vida religiosa e a uma carreira eclesiástica vertiginosa. Em 1563, foi nomeado professor do Colégio de Florença e, um ano depois, passou a lecionar retórica no Piemonte. Em 1566, foi para o Colégio de Pádua, onde também estudou teologia e, em 1567, mudou para a Escola de Louvain, sendo, então, já muito conhecido em todo o país como excelente pregador.


Apesar do parentesco com um Papa, sempre lhe foi reconhecida uma grande humildade e grande empenho nos estudos; sua vida se conformava aos ensinamentos de  um de seus livros espirituais preferidos: a Imitação de Cristo.

Desde muito jovem mostrou dotes literários e, inspirando-se em autores latinos como Virgílio, compôs vários pequenos poemas, tanto em latim quanto em língua vulgar. Um de seus hinos, dedicado à figura de Maria Madalena, foi inserido, depois, no Breviário. 


Em 1571, tendo concluído todos os estudos, recebeu a ordenação sacerdotal e entrou para a Companhia de Jesus. Unindo a sabedoria das ciências terrenas, o conhecimento espiritual e a fé, escreveu os três volumes de uma das obras teológicas mais consultadas de todos os tempos: "As controvérsias cristãs sobre a fé" [baixe o PDF, em latim], um tratado sobre todas as heresias. 


Mais tarde, em 1592, Belarmino foi nomeado diretor do Colégio Romano, que contava com duzentos e dois professores e dois mil estudantes, entre os quais duzentos jesuítas. Teve a dita de guiar os últimos anos de São Luís Gonzaga, de pureza exímia, que faleceu em 1591. Lá, realizou um trabalho de tamanha importância que, algum tempo depois, foi nomeado para o cargo de superior provincial napolitano, função em que ficou apenas por dois anos, pois o papa Clemente VIII reclamava sua presença em Roma, para auxiliá-lo como consultor no seu Pontificado. Nesse período, produziu outra obra famosa: "Catecismo" [baixe o PDF, em italiano], que teve dezenas de edições e foi traduzido para mais de cinqüenta idiomas, tornando-se um dos três Catecismos oficiais da Igreja Católica, até a publicação do Catecismo Maior de São Pio X. Os outros eram: a  Declaração mais copiosa da Doutrina Cristã (do próprio Belarmino - Aqui o link para baixar o PDF) e o Catecismo de Trento (Aqui o link para ler online o texto, em italiano. Em português há uma obra do frei Leopoldo Pires Martins, OFM, de 1951, que pode ser baixada aqui. O Catecismo começa à página 70 do PDF - p. 79 do livro). 


Fátima: 98 anos da 1ª Aparição, a 13 de maio de 2017

98º ANIVERSÁRIO DA 1ª APARIÇÃO EM FÁTIMA 


O que foi publicado no Pale Ideas sobre Nossa Senhora de Fátima e a aparição e os segredos:
  1. 13 de Maio: Viva Nossa Senhora de Fátima: http://farfalline.blogspot.com.br/2013/05/13-de-maio-viva-nossa-senhora-de-fatima.html; com vídeo-sermão do Rev. Pe. Cardozo; 
  2. (As) Armas do Céu: http://farfalline.blogspot.com.br/2012/02/as-oracoes-de-fatima.html;
  3. A Treze de Maio (hino): http://farfalline.blogspot.com.br/2012/05/treze-de-maio.html
  4. Cruzada Cordimariana: http://farfalline.blogspot.com.br/2011/04/cruzada-cordimariana.html;
  5. E Bergoglio consagra o mundo a Nossa Senhora: http://farfalline.blogspot.com.br/2013/10/e-bergoglio-consagra-o-mundo-nossa.html;
  6. Escândalos de Assim, mais uma vez...: http://farfalline.blogspot.com.br/2011/07/escandalo-de-assis-mais-uma-vez.html;
  7. Imaculado Coração de Maria: http://farfalline.blogspot.com.br/2011/08/imaculado-coracao-de-maria.html;
  8. Ipatinga: procissão em honra a Nossa Senhora de Fátima: http://farfalline.blogspot.com.br/2014/05/ipatinga-fotos-da-procissao-em-honra.html;
  9. Se perdemos o Dogma, perdemos a nossa alma: http://farfalline.blogspot.com.br/2013/07/se-perdermos-o-dogma-perdemos-nossa-alma.html
  10. (As) Sete Orações de Fátima: http://farfalline.blogspot.com.br/2015/05/as-sete-oracoes-de-fatima.html;
  11. (O) Terceiro Segredo de Fátima (o que diz a igreja conciliar): http://farfalline.blogspot.com.br/2011/11/o-terceiro-segredo-de-fatima.html;
  

O TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA

O TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA


Publicamos, em 19 de março 2013, um post sobre o TERCEIRO SEGREDO DE FÁTIMA, por ocasião da posse de Mario Jorge Bergoglio como Presidente das "Igrejas Católicas Reunidas na Caridade", a ONG que surgiu como fruto do herético Vaticano II. Há quem considere tal concílio 95% bom e 5% discutível. E há quem siga, em uma OBEDIÊNCIA CEGA, um tolo desses. Bom, a palavra certa nem é tolo! Deixemos os respeitos humanos para trás! Quem professa uma coisas dessas é um herege! Tal concílio foi anatematizado por 2000 anos de Tradição e Magistério, e por São Pio X, em sua Pascendi. Quem aprova, ainda que em parte, o Vaticano II, é tão herético quanto o concílio. Enfim, vamos ao que interessa! Clique aqui

Viva Cristo Rei e Maria Rainha! Viva Nossa Senhora de Fátima!


As Sete Orações de Fátima

As Sete Orações de Fátima

As armas do Céu
  

Durante o processo das aparições de Fátima, às três crianças foram ensinadas cinco orações únicas e poderosas, duas pelo Anjo da Paz e três pela Mãe de Deus. Mais tarde, aparecendo à Irmã Lúcia em Rianjo, Espanha, Nosso Senhor Jesus Cristo ditou mais duas orações. Para milhões de pessoas, estas orações são hoje uma personificação viva da mensagem de esperança e de paz que Nossa Senhora deu ao mundo em Fátima. Nos últimos anos, através dos esforços do Apostolado de Nossa Senhora, tem desenrolado a prática piedosa de recitar uma (ou mais) destas orações, em uma base diária. O seguinte horário de orações é apenas uma sugestão; tome a liberdade de as recitar em qualquer ordem que lhe pareça cômoda ou apropriada. 


Segunda-feira

Meu Deus! Eu creio, adoro, espero e amo-Vos. Peço-Vos perdão para os que não crêem, não adoram, não esperam e não Vos amam.

terça-feira, 12 de maio de 2015

12 de maio: São Pancrácio, Mártir

12 de maio 

São Pancrácio 

Mártir 

clique para ampliar
Tudo o que pode haver de edificante na vida de um jovem é encontrado na vida de Pancrácio, um dos mais gloriosos mártires do Século IV. Contava com apenas 14 anos quando rendeu a alma a Deus, recebendo a palma do martírio, e foi elevado aos altares num grande exemplo de coragem, personalidade e fé na doutrina de Cristo Salvador.

Filho de pais nobres e ricos, Pancrácio era natural de Symnado, na Frígia, no ano 289 d.C. O pai ocupava altas e honrosas posições no governo de Diocleciano, que muito o estimava e com sua amizade pessoal o distinguia. Mas, dando preferência à sua Fé, seu pai pagou esta fidelidade com o Martírio. Pancrácio não conheceu seu progenitor, tendo sido confiado à guarda de seu tio Dionísio, que, apesar de pagão, educou seu sobrinho a quem devotava o mais terno amor paternal.

12 de maio: Santos Aquiles, Domitila (Virgem) e Nereu, Mártires

12 de maio 

Santos Aquiles, Domitila (Virgem) e Nereu 

Mártires 

Santos Aquiles e Nereu com Santa Domitila
Etimologicamente, os nomes "Aquiles" e "Nereu", de origem grega, significam, respectivamente, "força" e "me pertence".

Irmãos, ambos eram soldados adscritos ao tribunal militar durante o governo do imperador Diocleciano. Tempos em que a maldade perpetrava ataque feroz contra os seguidores de Cristo. Contudo, quanto mais se alargavam as fileiras do Martírio, tanto mais florescia o Cristianismo revestido com a força do testemunho vivo da Verdade Cristã.

Aquiles e Nereu eram flores que se encontravam em meio a um jardim de espadas, sangue e guerra quando converteram-se ao Cristianismo. Diante disso, o dilema que se lhes apresentava não era fácil: se, por um lado, renegassem sua Fé e adorassem os ídolos, se livrariam da morte. Por outro, se abandonassem o exército, seriam mortos, já que as regras militares eram rigorosíssimas nesse sentido. Abrasados, porém, pela lembrança de Jesus Crucificado e pelas convicções que lhes inflamavam o coração, não era difícil prever o inevitável desenlace por amor a Deus e à Igreja. Cumpriam perfeitamente com seu dever de militares, mas passaram a se apresentar como dois jovens fervorosíssimos, fazendo orações ao Deus dos cristãos, tornando-se propagadores exemplares da Palavra de Deus.

segunda-feira, 11 de maio de 2015

O caminho para a Santidade

"Medita em todo momento as palavras de Deus, persevera na fadiga, dá graças em todas as coisas, fuja dos aplausos dos homens, ama a quem te corrige no temor de Deus. Que todos te sejam de proveito, para que tu sejas de proveito a todos. Persevera em tua obra e em palavras de bondade. Não dês um passo adiante e outro atrás, a fim de que Deus não deixe de te amar. A coroa, com efeito, será para quem haja perseverado. Obedece sempre mais a Deus, e Ele te salvará".

(São Pacômio - Rancor de um Monge)  


LADAINHAS MENORES: 2ª, 3ª e 4ª FEIRA DA ROGAÇÕES

clique para ampliar

LADAINHAS MENORES: 2ª, 3ª e 4ª FEIRA DA ROGAÇÕES

Em 2016: dias 2, 3 e 4 de Maio 


As "rogações", do latim, rogatio (pedido, petição), são as orações de petição que uma comunidade faz em determinados tempos ou por algumas intenções especiais, muitas vezes em forma de procissão e com o canto das Ladainhas dos Santos. As rogações – dando graças a Deus, pedindo a chuva, uma boa colheita, o fim de uma epidemia ou a libertação de algum outro mal que ameaça toda a comunidade – relacionam-se sobretudo com as Quatro Têmporas do ano.


HISTÓRIA

Em consequência das calamidades naturais e um terremoto que, no século V, destruiu casas e colheitas, na Diocese de Vienne (ou Viena), no Delfinado, atual Departamento de Isère (França), o Santo Bispo Marmeto (antes de 463-475; Bispo em 452; memória no dia 11 de maio), um dos Santos de Gelo, organizou, em 474, três dias antes da Ascensão, uma procissão solene de penitência nos três dias que precedem imediatamente a Ascensão. Mais tarde, em 511, o Primeiro Concílio de Orleans (combate ao arianismo; regulamentação das relações entre o poder real e a Igreja; estabelecido o direito de asilo) estendeu este costume a toda França; e Leão III, em 816, adotou-o em Roma, donde passou a toda Igreja.

domingo, 10 de maio de 2015

Qual mulher você quer ser?

Ainda para o Dia das Mães, publicamos um texto escrito pela sra. Laise Esteves, de João Monlevade, MG. Uma indagação oportuna e atualíssima, para as senhoras e senhoritas católicas. Essa leitura é utilíssima também na outra data do feminismo, que é mais conhecida: o Dia da Mulher. Não vou, aqui, desta vez, trazer a história dessas duas datas, porque não nos interessam, não são datas cristãs. Às nossas mães podemos dedicar o dia de hoje ou outro qualquer dia que se queira, devolvendo-lhes um pouco do muito que fizeram e ainda fazem por nós. Algumas de nós já não as têm por perto, mas a todas, presentes ou ausentes, podemos dedicar uma Ave Maria neste dia.


Qual mulher você quer ser?


por Laise Esteves 


Toda mulher nasce com uma dádiva dada por Deus. Não precisamos de manual para sermos boas esposas ou mães, isso é um dom natural que Deus concedeu por bondade a todas as mulheres. É certo que algumas têm renunciado a esse direito em busca dos direitos oferecidos pelo liberalismo, o que é uma lástima, pois o direito adquirido em Deus é perfeito. Tudo aquilo que Deus faz é perfeito.

Mulher alguma precisa de dicas de como amamentar seu bebê, como colocá-lo para dormir, o que deve ou não deve dizer ao seu filho em cada idade. Todas nós sabemos e chamamos isso de extinto materno, dom natural; aquelas menos sensíveis podem chamar de bom senso. Mas o certo é que não precisamos de alguém se fazendo de Mestra das Ciências naturais, achando-se mais apta que outras por quaisquer motivos. Uma mulher que cria um filho tem total capacidade de criar três, cinco, dez ou quantos filhos Deus enviar. Jamais Deus enviaria a alguém uma responsabilidade que naturalmente não conseguisse suportar e devolver a Ele como um bom fruto. Ninguém tem o direito de nos dizer o contrário. Ninguém tem o direito de invadir a privacidade do outro dando-lhe conselhos desnecessários ou não solicitados. Privacidade é o meu direito privado, são as atitudes e vivência que ninguém além das pessoas da minha intimidade precisa saber. As mulheres dessa geração precisam aprender a ser mais discretas e não se incomodarem tanto com a vida de outras famílias, com as asneiras proferidas na mídia, com as mentiras tiranas inventadas pelo meio empresarial. Mulheres não precisam de nenhum sucesso que não seja necessário a Deus e ao seu marido. O resto é tolice. Mulheres podem e devem ser mães de quantos filhos quiserem, sem pensar nessa besteira de controle de natalidade ou do padrão estabelecido pela sociedade. Quem estabelece os padrões de nossa vida é a Divina Providência. Nem o governo, nem as estapafúrdias pesquisas da mídia, nem as pessoas devem controlar o ciclo da vida. Deus é quem tem este controle, e qualquer atitude de mudar isso é desobediência a Deus. Não dê ouvidos a tolos, nem aos inimigos do Altíssimo.

DIA DAS MÃES: A santa mãe de São Gregório de Nazianzo

Para o Dia das Mães, uma data criada pelo feminismo, para expor e valorizar as "conquistas sociais" contra a ordem e o direito natural, proponho uma mãe que santificou a si mesma e à família toda: o marido e os três filhos. Vale a pena ler esta bela página do livro "Novo Manual das Mães Cristãs", do Rev. Padre Theodoro Ratisbona (Vozes. 1938). É uma reflexão oportuna na atualidade quando foi superada, de certa forma, a gênese feminista e se caiu no consumismo vazio, no qual se limitam os filhos a dar presentes às mães. E nada mais. Nem mesmo propósitos de se tornarem melhores filhos, de um lado, e melhores mães, do outro. À leitura, então.

A mãe de São Gregório de Nazianzo


clique para ampliar
No meado do século IV, venerava-se em Nazianzo uma família da qual todos os membros se inscreveram, cada um por sua vez, no catálogo dos Santos.

A bem-aventurada mãe destes santos se chamava Nonna. Deus lhe havia dado três filhos: São Gregório, São Cesário e Santa Gorgônia. Seu marido, chamado também Gregório e igualmente santo, por seus vastos conhecimentos se tornara ilustre; mas, infelizmente, se havia deixado seduzir pelas seitas heterodoxas que nesse tempo viciavam as igrejas do Oriente.

A sua admirável esposa é que o fez voltar ao bom caminho, não por meio de contínuas exortações, senão pelas suas ardentes preces e pelos encantos da sua piedade. Ela exercia uma irresistível influência tanto sobre a filha e os dois filhos como sobre o marido. Àqueles, desde os mais ternos anos, inspirou ela o horror ao pecado e o amor à virtude e, ao mesmo tempo que lhes aperfeiçoava a vida moral, desenvolvia neles o espírito pela cultura das ciências, das artes e das letras.


O jovem Gregório, todo o tempo que estudava em Atenas, cuja célebre academia era frequentada por um mocidade licenciosa, nutriu bem na alma, sem se esquecer jamais os princípios que sua mãe lhe havia insinuado. Sempre em guarda contra as tentações desta famosa e corrupta cidade, ele soube se conservar íntegro e firme na sua Fé, no meio de uma sociedade essencialmente pagã. Felizmente, a Providência lhe encontrou um jovem companheiro e amigo que também se esforçava por seguir à risca os exemplos de uma santa mãe. Este amigo inseparável também veio a ser santo mais tarde: trata-se do ilustre São Basílio Magno, um dos mais brilhantes fachos da Fé Católica.

10 de maio: Santo Antonino de Florença

10 de Maio 

Santo Antonino de Florença

Bispo e Confessor  


Santo Antonino de Florença
Antonino Pierozzi nasceu no 1º de março de 1389 em Florença, Itália. Quando tentou pela primeira vez entrar para a Ordem dos Dominicanos, foi recusado por causa da sua saúde precária. Quando persistiu, o Prior disse que ele só entraria se recitasse toda a lei canônica de memória, e assim ele ficou a decorar um livro considerado impossível de decorar durante um ano inteiro. Um ano depois voltou, recitou para o Prior o livro e foi admitido. Mais tarde foi ordenado padre e indicado Prior. Foi membro do Concílio de Florença, que procurava acabar a divisão entre as igrejas do leste e do oeste; também foi Vigário-Geral dos Dominicanos e Arcebispo de Florença. Foi um grande teólogo e conseguia curar varias doenças apenas com sua benção e oração.

Era um escritor de leis internacionais e de teologia moral. É muito conhecido pelo seu notável trabalho “Summa moralis”, o qual é considerado o alicerce da moderna teologia moral. Estava sempre consciente dos problemas sociais e econômicos, e ensinava que o Estado tinha o dever de intervir nos negócios comercias do bem comum, para ajudar os necessitados e desafortunados. Foi um dos primeiros cristãos a ensinar que o dinheiro investido no comércio e indústria era um verdadeiro capital - era ilegal não usá-lo no interesse do País e de seu povo, mas também era ilegal cobrar juros sobre ele, e foi um forte oponente da usura.

sábado, 9 de maio de 2015

São Pacômio

9 de maio 

São Pacômio 


São Pacômio (c. 292-348), também conhecido como Abba Pacômio, é reconhecido geralmente como o fundador do monasticismo cenobita (monasticismo comunitário, não de ascetismo).

Nasceu em 292, em Tebas, no Egito, de pais pagãos. Contra sua vontade, foi alistado no exército Romano quando tinha 20 anos, e mantido em cativeiro. Ali conheceu Cristãos que alimentavam os famintos e consolavam os aflitos, o que causou forte impressão nele, fazendo um voto de investigar mais a fundo o Cristianismo quando saísse de lá. Por fim, conseguiu sair do exército sem ter lutado, converteu-se e foi batizado em 314. Então, conheceu alguns ascetas e decidiu seguir o mesmo caminho, procurando por Palemon, e tornando-se seu discípulo em 317.

São Gregório Nazianzeno, Bispo, Confessor e Doutor

9 de Maio 

São Gregório Nazianzeno

Bispo, Confessor e Doutor 


clique para ampliar
Gregório nasceu de uma família nobre, em Arianzo, por volta de 330 d.C., filho de São Gregório e Santa Nonna, os quais tiveram ainda São Cesário e Santa Gorgônia, A mãe, uma santa mulher, o consagrou a Deus desde o nascimento.

Depois da primeira educação familiar, frequentou as mais célebres escolas da sua época: primeiro foi a Cesárea da Capadócia, onde estreitou amizade com Basílio, futuro Bispo daquela cidade; deteve-se, em seguida, em outras metrópoles do mundo antigo, como Alexandria do Egito e Atenas, onde reencontrou Basílio (cf. Oratio 14-24: SC 384, 146-180). Reevocando a sua amizade, Gregório escreverá mais tarde:

“Então não só eu me sentia cheio de veneração pelo meu grande Basílio, devido à seriedade dos seus costumes e à maturidade e sabedoria dos seus discursos, mas induzia a fazer o mesmo também a outros, que ainda não o conheciam... Guiava-nos a mesma ansiedade de saber... Esta era a nossa competição: não quem era o primeiro, mas quem permitisse ao outro de o ser. Parecia que tínhamos uma só alma em dois corpos” (Oratio 43, 16.20: SC 384, 154-156.164).

sexta-feira, 8 de maio de 2015

8 de maio: Festa da aparição de São Miguel no Monte Gargano

8 de Maio 

Aparição de São Miguel no Monte Gargano



clique para ampliar
Nos fins do século V (490), sendo Papa São Gelásio, um pastor que apascentava uma manada de vacas no alto do Monte Gargano, na Itália, província da Apúlia (Puglia), querendo obrigar um novilho a sair de uma Caverna onde se refugiara, desferiu lá dentro uma flecha, a qual voltou com a mesma velocidade, ferindo quem a lançara. Este fato causou admiração nos que presenciaram o acontecimento, e a notícia correu longe e chegou também aos ouvidos do Bispo de Siponto, cidade que ficava no sopé da montanha.

O Bispo, julgando se tratar de algum misterioso sinal da parte de Deus, ordenou um jejum de três dias em toda a Diocese, pedindo ao Senhor se dignasse revelar-lhe do que se tratava. Deus escutou as orações do Prelado e, passados três dias, apareceu-lhe o Arcanjo São Miguel, Anjo tutelar da Igreja,
revelando-lhe o que Senhor queria que se edificasse naquela caverna, onde se manifestou o prodígio, uma igreja em sua honra, para reavivar a fé e a devoção dos fiéis no seu amor e proteção, como Anjo  custódio da Igreja Católica. O Arcanjo apareceu-lhe diversas vezes. Estas foram as primeiras aparições do Arcanjo Michael na Europa Ocidental.

quinta-feira, 7 de maio de 2015

Francisco, Thatcher y los valores cristianos - ABORTO

La Thatcher y la revolución sexual disparada en Gran Bretaña


Durante el mandato de Tatcher se incrementaron los abortos casi en un 25%

-     Año         Niños asesinados por aborto quirúgico
-     1979        149.746
-     1980        160.903  
-     1981        162.480
-     1982        163.045
-     1983        162.161
-     1984        169.993
-     1985        171.873     
-     1986        172.286
-     1987        174.276
-     1988        183.798
-     1989        183.974
-     1990        186.912

https://www.gov.uk/government/uploads/system/uploads/attachment_data/file/147289/dh_127061.xls.xls 




Con Margaret Thatcher se prepara y se aprueba la "Human Fertilisation and Embryology Act 1990" de 1 Noviembre de 1990, la cual amplia la ya de por sí muy liberal "Abortion Act 1967", en la que se produce la eliminación de restricciones para la práctica de abortos tardíos (cuando la gestación superaba las 24 semanas), en los "casos de riesgo" para la vida, anormalidad fetal, o lesiones graves físicas o psíquicas de la mujer.

O sea el aborto libre.  


Beata Rosa Venerini

7 de Maio

BEATA ROSA VENERINI



Viterbo, 09 de fevereiro de 1656 - Roma, 07 de maio de 1728
Festa litúrgica: 07 de maio.
Etimologia: a partir do nome da flor = rosa

Martirológio Romano: Em Roma. A Santa Rosa Venerini, virgem de Viterbo (não confundir com Santa Rosa de Viterbo), que, junto com as Pias Mestras, abriu as primeiras escolas na Itália para a educação da juventude feminina.

Nascida em Viterbo, Itália, no dia 9 de fevereiro de 1656, Rosa Venerini viveu um conflito. Um jovem apaixonado queria desposá-la, mas o seu desejo era consagrar-se a Deus. Sua vida muda radicalmente quando uma série de acontecimentos culmina com a morte do pretendente e, mais tarde, de seus pais. Rosa assume, então, a educação dos dois irmãos. Mesmo com essa responsabilidade ela não abandona seu desejo de consagrar-se a Deus. Passa a convidar as jovens da vizinhança para rezar o Rosário.

quarta-feira, 6 de maio de 2015

CASA DE ESTUDOS SANTO ANSELMO

COMUNICADO À RESISTÊNCIA CATÓLICA NO BRASIL E NO MUNDO. 

CASA DE ESTUDOS SANTO ANSELMO


Buscando vocações de jovens para o verdadeiro sacerdócio católico, sem compromisso com a Igreja Conciliar, o Mosteiro da Santa Cruz, situado em Nova Friburgo, oferece aos que se interessarem a possibilidade de receber algo da boa formação e cultura de ontem, a qual não visava à Química, nem à Física, nem à Matemática, nem à Tecnologia, mas sim a conhecimentos mais altos que perfazem a verdadeira sabedoria.

Oferecer-se-ão, para começar, cursos de História, Música, Literatura, Gramática Portuguesa, Catecismo e, sobretudo, Latim. Tentaremos adaptar-nos ao nível dos jovens que se apresentarem. Cada um permanecerá perfeitamente livre para ir-se a qualquer momento, e nada os obrigará a seguir uma vocação religiosa ou sacerdotal.

Trata-se de oferecer-lhes um pouco da boa e clássica cultura cristã, a da Antiga Ordem Mundial, a do Cristo Rei,  diametralmente oposta à anti-cultura da Nova Ordem Mundial.

Os jovens interessados devem contactar o professor Carlos Nougué pelo e-mail carlosnougue@gmail.com.

In nomine Christi,

Dom Tomás de Aquino, OSB.
http://www.beneditinos.org.br

Cf. também http://aboamusicacat.blogspot.com.br (Blog do Prof. Carlos Nougué).



Vide também em: http://estudostomistas.blogspot.com.br/2015/05/casa-de-estudos-santo-anselmo.html.

Fonte original: AQUI


terça-feira, 5 de maio de 2015

5 de Maio: São Pio V

05 DE MAIO

São Pio V, Papa 


Pontificado: 1565 a 1572

clique para ver mais imagens
Antonio nasceu na cidade de Bosco (hoje Bosco Marengo, Província de Alessandria), no Ducado de Milão, em 17 de janeiro de 1504, de uma nobre família. Aos quatorze anos de idade, entrou para a Ordem dos Pregadores (Dominicanos), em Voghera, na qual tomou o nome de Michele1 (Miguel). De Voghera passou a Vigevano (em 1519, onde professou os votos solenes), e desta para Bolonha (onde completou os estudos na Universidade de Bolonha). Nos anos de preparação para o sacerdócio, junto com uma sólida formação teológica, facilitada por uma vívida inteligência, manifestou aquela austeridade de vida que lhe mereceria no futuro tanta estima. Em 1528, foi ordenado presbítero em Gênova e, de lá, foi mandado para Pavia, onde ficaria por dezesseis anos. Depois foi para Parma, onde escreveu trinta teses em defesa da Cátedra de Pedro e contra as heresias de seu tempo. Como reitor de vários conventos dominicanos, caracterizou-se pela rígida disciplina e, a seu expresso pedido, recebeu a nomeação a inquisidor na cidade de Como.

Voltando a Roma, no ano de 1550, ainda como inquisidor, foi eleito comissário geral da Inquisição Romana. Sob Paulo IV, tornou-se (1556) Bispo de Sutri e Nepi2. No consistório de 15 de março de 1557, foi criado Cardeal padre, com o título de Santa Maria Sopra Minerva. Por fim, foi nomeado Inquisidor-mor em 1558. Muitas cidades e regiões inteiras lhe devem por terem ficado livres da peste de heresia. Em 1560, tornou-se Bispo de Mondovì, no Piemonte.

Com a morte de Pio IV, foi inesperadamente eleito o 225º Papa da Igreja Católica, no conclave ocorrido de 20 de dezembro de 1565 a 7 de Janeiro de 1566. Foi coroado dez dias depois, em seu aniversário de 62 anos. Seu pontificado durou seis anos e três meses. A sua eleição fez tremer a Cúria Romana: nada de comemorações e baquetes suntuosos para solenizar o evento, pois Pio V tinha um caráter rígido e intransigente. Continuo a usar o hábito dominicano, de cor branca, costume papal que perdura até os dias de hoje.

domingo, 3 de maio de 2015

3 de maio: Santo Alexandre I, Papa, e Companheiros, Mártires

3 DE MAIO  

Santo Alexandre I, Papa, e Companheiros Evencio e Teódulo (Presbíteros)

Mártires
Pontificado 107 a 116 d.C. 


Relicário de Cabeça do Papa Alexandre, com o rosto de Alexandre I
ao topo e pinturas dos três santos mártires na base do relicário:
Alexandre I, Santo Evêncio Presbítero (retratado como Bispo) e
São Teódulo Presbítero (retratado como Diácono).
Abadia Stavelot em Valônia, na Bélgica,
à época do Abade Wibald (cerca de 1145)
.
Santo Alexandre I, natural de Roma, foi o sexto Papa da Igreja. Sucedeu a Santo Evaristo, no ano 107, e tinha apenas 30 anos de idade quando assumiu a Cadeira de São Pedro. Apesar da idade, exercia já grande influência sobre as pessoas, pela sua extrema piedade e reconhecida santidade. Foi o sexto Papa da Igreja e também o sexto a tombar em defesa da Fé.

Era com muita força que suas pregações atingiam o coração das pessoas, de forma que foi o responsável pela conversão de muitos senadores e grande parte da nobreza romana, dentre os quais um prefeito de nome Hermes e de seus parentes, totalizando a conversão de mil duzentas e cinquenta pessoas. Isto acabou culminando na sua prisão, por força de mandado expedido pelo Governador Aureliano.

Trancafiado na cadeia, fez muitos e grandes milagres. Certo dia, estando nela algemado, veio à noite um menino com uma tocha acesa nas mãos e lhe disse: “Siga-me, Alexandre”; e havendo feito uma oração, entendendo que o menino era um Anjo do Senhor, o seguiu, sem que as paredes, nem portas, nem guardas lhe impedissem a saída do cárcere. O menino o guiou até a casa do tribuno Quirino, onde se encontrava preso Hermes. Quirino desejava muito ver Santo Alexandre, e Hermes lhe havia dito que, por mais que estivesse preso, Alexandre viria à sua casa.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA