Pesquisar este blog

sábado, 9 de maio de 2015

São Pacômio

9 de maio 

São Pacômio 


São Pacômio (c. 292-348), também conhecido como Abba Pacômio, é reconhecido geralmente como o fundador do monasticismo cenobita (monasticismo comunitário, não de ascetismo).

Nasceu em 292, em Tebas, no Egito, de pais pagãos. Contra sua vontade, foi alistado no exército Romano quando tinha 20 anos, e mantido em cativeiro. Ali conheceu Cristãos que alimentavam os famintos e consolavam os aflitos, o que causou forte impressão nele, fazendo um voto de investigar mais a fundo o Cristianismo quando saísse de lá. Por fim, conseguiu sair do exército sem ter lutado, converteu-se e foi batizado em 314. Então, conheceu alguns ascetas e decidiu seguir o mesmo caminho, procurando por Palemon, e tornando-se seu discípulo em 317.


Estabelecendo uma ermida próximo ao local onde vivia Santo Antão do Egito, passou a imitar suas práticas. Na época um outro asceta, Macário, havia criado comunidades, chamadas Larves (ou celas), onde os devotos, homens ou mulheres, podiam viver juntos sem, contudo, seguir os rigores solitários de Santo Antônio, e Pacômio aperfeiçoou este sistema, estabelecendo uma organização formal sob a supervisão de um abade. Pacômio passou a ser então conhecido como Abba, ou pai, e a palavra abade daí deriva.

O primeiro destes mosteiros primitivos foi estabelecido entre 318 e 323 em Tabennisi, no Egito. O primeiro a se juntar a ele foi o irmão João, e logo outros cem monges estavam vivendo na comunidade. Depois, Pacômio fundou mais sete outros locais de convivência para homens, e um para mulheres; e depois do ano de 336 ele passou a viver a maior parte do tempo no mosteiro de Pabau. Na data de sua morte, outros 3 mil mosteiros já existiam em todo o Egito. Uma geração depois, já eram mais de 7 mil, e haviam se espalhado pela Palestina, o deserto da Judeia, a Síria, o norte da África e mesmo a Europa.

Uma ocasião foi visitado por Basílio de Cesareia, que usou muitas de suas ideias e sistema para criar a Regra Ascética, ainda em uso pela Igreja Ortodoxa, um sistema comparável à Regra de São Bento aplicada pela Igreja Católica. Nem os monges de São Pacômio, nem ele próprio, se tornaram sacerdotes, preferindo viver sua vida como ascetas. Santo Atanásio tentou ordená-lo em 333, mas Pacômio fugiu dele. Faleceu provavelmente de peste, em 9 de maio de 348, com uma reputação de grande santidade. Deixou alguns sermões escritos em copta.  



Leia a Exortação de São Pacômio sobre o Rancor de um Monge



Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA