Pesquisar este blog

quarta-feira, 13 de maio de 2015

13 de maio: São Roberto Belarmino



13 DE MAIO (beatificação) e 17 DE SETEMBRO (natalício)

São Roberto Belarmino

Bispo, Confessor e Doutor 

1542-1621



Roberto Francisco Rômulo Bellarmino veio ao mundo no dia 4 de outubro de 1542, em Montepulciano, Itália. Terceiro de cinco filhos, nasceu de uma família de origens nobres, seja por parte de pai que de mãe, mas na época do nascimento de Roberto estavam em via de declínio econômico. O pai, Vincenzo Bellarmino, foi gonfaloneiro¹ de Montepulciano, e sua mãe, Cinzia Cervini, muito pia e religiosa, era irmã do Papa Marcelo II. Foi batizado pelo cardeal Roberto Pucci, a quem, certamente, deve a honra do primeiro nome,  enquanto o segundo é em honra de São Francisco de Assis, o santo honrado no dia de seu nascimento; Rômulo era um antepassado da família.

O menino Roberto nasceu franzino e doente. Talvez por ter tido tantos problemas de saúde nos primeiros anos de existência, dedicou atenção especial aos doentes durante toda a vida.

Embora constantemente enfermo, Roberto demonstrou desde muito cedo uma inteligência surpreendente, que o levou ao magistério, e uma profunda inclinação religiosa, que o levou à vida religiosa e a uma carreira eclesiástica vertiginosa. Em 1563, foi nomeado professor do Colégio de Florença e, um ano depois, passou a lecionar retórica no Piemonte. Em 1566, foi para o Colégio de Pádua, onde também estudou teologia e, em 1567, mudou para a Escola de Louvain, sendo, então, já muito conhecido em todo o país como excelente pregador.


Apesar do parentesco com um Papa, sempre lhe foi reconhecida uma grande humildade e grande empenho nos estudos; sua vida se conformava aos ensinamentos de  um de seus livros espirituais preferidos: a Imitação de Cristo.

Desde muito jovem mostrou dotes literários e, inspirando-se em autores latinos como Virgílio, compôs vários pequenos poemas, tanto em latim quanto em língua vulgar. Um de seus hinos, dedicado à figura de Maria Madalena, foi inserido, depois, no Breviário. 


Em 1571, tendo concluído todos os estudos, recebeu a ordenação sacerdotal e entrou para a Companhia de Jesus. Unindo a sabedoria das ciências terrenas, o conhecimento espiritual e a fé, escreveu os três volumes de uma das obras teológicas mais consultadas de todos os tempos: "As controvérsias cristãs sobre a fé" [baixe o PDF, em latim], um tratado sobre todas as heresias. 


Mais tarde, em 1592, Belarmino foi nomeado diretor do Colégio Romano, que contava com duzentos e dois professores e dois mil estudantes, entre os quais duzentos jesuítas. Teve a dita de guiar os últimos anos de São Luís Gonzaga, de pureza exímia, que faleceu em 1591. Lá, realizou um trabalho de tamanha importância que, algum tempo depois, foi nomeado para o cargo de superior provincial napolitano, função em que ficou apenas por dois anos, pois o papa Clemente VIII reclamava sua presença em Roma, para auxiliá-lo como consultor no seu Pontificado. Nesse período, produziu outra obra famosa: "Catecismo" [baixe o PDF, em italiano], que teve dezenas de edições e foi traduzido para mais de cinqüenta idiomas, tornando-se um dos três Catecismos oficiais da Igreja Católica, até a publicação do Catecismo Maior de São Pio X. Os outros eram: a  Declaração mais copiosa da Doutrina Cristã (do próprio Belarmino - Aqui o link para baixar o PDF) e o Catecismo de Trento (Aqui o link para ler online o texto, em italiano. Em português há uma obra do frei Leopoldo Pires Martins, OFM, de 1951, que pode ser baixada aqui. O Catecismo começa à página 70 do PDF - p. 79 do livro). 



Com a morte do papa Clemente VIII, o seu sucessor, papa Leão XI, governou a Igreja apenas por vinte e sete dias, vindo a falecer também. Foi assim que o nome de Roberto Belarmino recebeu muitos votos nos dois conclaves para a eleição do novo Sumo Pontífice. Mas, no segundo, surgiu o nome do novo papa, Paulo V, que imediatamente o chamou para trabalharem juntos no Vaticano. Esse trabalho ocupou Belarmino durante os vinte e dois anos seguintes. 

Morreu aos setenta e nove anos de idade, em 17 de setembro de 1621, apresentando graves problemas físicos e de surdez, consequência dos males que o acompanharam por toda a vida. Com fama de santidade ainda em vida, suas virtudes foram reconhecidas pela Igreja, sendo depois beatificado, em 1923. A canonização de são Roberto Belarmino foi proclamada em 1930, no dia 13 de maio. 


Seu corpo descansa, desde 21 de junho de 1923, na 3ª capela da direita da Igreja de São Inácio de Loyola, no Colégio Romano, em Roma. Os ossos de seu esqueleto foram recompostos e unidos com fios de prata e revestidos com o hábito cardinalício, enquanto seus rosto e mãos foram recobertos de prata, como se vê na tumba de vidro, sob o altar a ele dedicado.



No ano seguinte, recebeu o honroso título de Doutor da Igreja. Seu natalício é comemorado aos 17 de setembro.

Teve participação ativa em dois casos polêmicos: Giordano Bruno e Galileo Galilei. Deixou uma grande obra escrita..
 


do Martirológio Romano de 1856, pg. 144.

Beatificação, aos 13 de maio de 1923, em Roma, pelo Papa Pio XI
Canonização, aos 29 de junho de 1930, em Roma, pelo Papa Pio XI
Declarado Doutor da Igreja em 1931, pelo Papa Pio XI.

Memória no dia 17 de setembro 




* * *

OBRAS

A lista completa dos escritos de Belarmino pode ser encontrada na biblioteca da Companhia de Jesus de Sommervogel. São as seguintes as mais importantes:
  • Disputationes de controversiis christianae fidei adversus hujus temporis hereticos
  • De exemptione clericorum, e De indulgentiis et jubilaeo, publicada como monografia em 1599, mas sucessivamente incorporada ao De controversiis
  • De transitu Romani Imperii a graecis ad francos (1584)
  • Responsio ad praecipua capita apologiae [...] pro successione Henrici Navarreni (1586)
  • Judicium de libro quem lutherani vocant concordiae (1585)
  • Responsio Matthaei Torti ad librum inscriptum triplici nodo triplex cuneus (1608)
  • Apologia Bellarmini pro responsi one sub ad librum Jacobi Magnae Britanniae Regis (1609)
  • Tractatus de potestate Summi Pontificis in rebus temporalibus, adversus Gulielmum Barclay (1610)


Obras de catequese e de espiritualidade:

  • Dottrina cristiana breve e Dichiarazione più copiosa della dottrina cristiana (1598)
  • Dichiarazione del simbolo (1604), para uso dos padres
  • Admonitio ad Episcopum Theanensem nepotem suum quae sint necessaria episcopo (1612)
  • Exhortationes domesticae
  • Conciones habitae Lovanii
  • De ascensione mentis in Deum (1615)
  • De aeterna felicitate sanctorum (1616)
  • De gemitu columbae (1617)
  • De septem verbis Christi (1618)
  • De arte bene moriendi (1620)
  • De scriptoribus ecclesiasticis (1615)


Exegese e outros:

  • De editione latinae Vulgatae, quo sensu a Concilio Tridentino definitum sit ut ea pro authenticae habeatur
  • In omnes Psalmos dilucida expositio (1611)

A edição completa da obra de Belarmino foi publicada em Colônia (1617), Veneza (1721), Nápoles (1856) e Paris (1870).


NOTAS
¹ Golfaloneiro era uma função muito prestigiada nas comunas da Itália renacentista e medieval, principalmente na República Florentina. O termo deriva da palavra "gonfalone", bandeira ou estandarte das cidades-Estado. No sistema político de Florença, a palavra denominava os nove cidadãos eleitos em cada bimestre de forma rotativa, para formar o governo e também o principal cargo da cidade ocupado por Piero Soderini durante oito anos. Era quem detinha a bandeira da cidade de Florença e tinha a custódia do seu estandarte. Para se distinguir dos outros oito membros, o seu escudo de armas, fabricado em arminho, estava adornado com estrelas douradas. Cada bairro de Florença ("rione") tinha o seu próprio prior, que podia ser seleccionado para o conselho, e o seu próprio "gonfaloniere di compagnia", eleito entre as principais famílias de cada zona.

FONTES

  1. http://it.wikipedia.org/wiki/Roberto_Bellarmino.
  2. http://pt.wikipedia.org/wiki/Gonfaloneiro.
  3. http://www.catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=62F15119-3048-313C-2E87036A54515CE2&mes=Setembro2009
  4. http://www.derradeirasgracas.com/3.%20Os%20Santos%20do%20Dia/Santos%20do%20M%C3%AAs%20de%20Setembro/17.09%20-%20S%C3%A3o%20Roberto%20Belarmino.htm.
  5. http://martyrologioromano.blogspot.com/2013/05/beatificacao-de-sao-roberto-belarmino.html.

 
Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA