Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de maio de 2015

8 de maio: Festa da aparição de São Miguel no Monte Gargano

8 de Maio 

Aparição de São Miguel no Monte Gargano



clique para ampliar
Nos fins do século V (490), sendo Papa São Gelásio, um pastor que apascentava uma manada de vacas no alto do Monte Gargano, na Itália, província da Apúlia (Puglia), querendo obrigar um novilho a sair de uma Caverna onde se refugiara, desferiu lá dentro uma flecha, a qual voltou com a mesma velocidade, ferindo quem a lançara. Este fato causou admiração nos que presenciaram o acontecimento, e a notícia correu longe e chegou também aos ouvidos do Bispo de Siponto, cidade que ficava no sopé da montanha.

O Bispo, julgando se tratar de algum misterioso sinal da parte de Deus, ordenou um jejum de três dias em toda a Diocese, pedindo ao Senhor se dignasse revelar-lhe do que se tratava. Deus escutou as orações do Prelado e, passados três dias, apareceu-lhe o Arcanjo São Miguel, Anjo tutelar da Igreja,
revelando-lhe o que Senhor queria que se edificasse naquela caverna, onde se manifestou o prodígio, uma igreja em sua honra, para reavivar a fé e a devoção dos fiéis no seu amor e proteção, como Anjo  custódio da Igreja Católica. O Arcanjo apareceu-lhe diversas vezes. Estas foram as primeiras aparições do Arcanjo Michael na Europa Ocidental.


Tendo o Bispo comunicado ao povo a visão que tivera e o que lhe fora pedido, foi ele próprio, com muita gente, observar o local. Encontraram uma caverna espaçosa em forma de templo, cavada na rocha, com uma fenda natural na abóbada, de onde jorrava a luz que a iluminava. Nada mais era preciso que pôr um altar-mor para celebrar os Divinos Mistérios. Levantado o altar, o Bispo consagrou-o. Todos os povos vizinhos acudiram para a cerimônia cheios de alegria e a festa durou vários dias. 




Nunca mais até hoje se deixou de celebrar ali a Santa Missa, como também os outros ofícios litúrgicos, e Deus consagra este lugar através dos séculos, com graças e milagres de toda a espécie, em favor dos que lá acorrem, doentes de corpo e alma, mostrando quanto Lhe é grata a devoção em honra do glorioso Arcanjo São Miguel, o qual defendeu, quando da revolta de Lúcifer, a fidelidade ao Deus Uno e Trino, soltando este grito: "QUEM É COMO DEUS?". De onde vem seu nome: Miguel. 

O Santuário do glorioso São Miguel Arcanjo na gruta do Monte Gargano é considerado um dos mais antigos, célebres e devotos de todo o mundo. A Igreja, para atestar este fato histórico, marcou no Calendário Litúrgico Universal a festa comemorativa desta Aparição no dia 8 de maio. O papa Gelásio I determinou que uma basílica fosse erigida no local. A Basílica de São João na Tumba é o lugar de descanso final do rei lombardo Rotário (falecido em 652). A designação de tumba é agora aplicada à cúpula sobre "squinches". A Tumba de Rotário é um batistério do século II com cobertura em forma de arredondada. O complexo de edifícios consiste na Batistério de São João, danificado em 1942 (Segunda Grande Guerra), e a Igreja de Santa Maria Maior. O Batistério apresenta um piso retangular sobre a qual apoia um suporte octógono que suporta alta cúpula. A igreja erguida no século XI pelo Arcebispo Leoa está em cima dos restos de uma antiga necrópole.

O Castelo foi ampliado pelos Normandos acima de uma residência episcopal do Bispo de Benevento, para proporcionar um assento apropriado para a "Honra Montis Sancti Angeli", posteriormente foi modificado por Frederico II. O maciço campanário octogonal foi construído no final de XIII século também por Frederico II, como uma torre de vigia. Ele foi transformado em uma torre sineira por Carlos I de Anjou.

A caverna no seu lado esquerdo, com seu poço sagrado, está cheio de ofertas votivas, especialmente o trono em mármore,do século XII, apoiado sobre leões agachados.


O Monte Gargano onde está este santuário, fica perto do convento de Nossa Senhora da Graça, onde viveu e morreu o célebre estigmatizado Padre Pio de Pietrelcina, falecido em odor de santidade.  

A igreja fica situada no município de Monte Sant'Angelo, que se ergue nas encostas do Monte Gargano, que faz parte do Promontório do Gargano. O Santuário do Monte de São Miguel Arcanjo (em italiano: Santuário de Monte Sant'Angelo), às vezes chamado simplesmente de Monte Gargano, é um santuário católico no monte Gargano, Itália, parte do município de Monte Sant'Angelo, na província de Foggia, no norte de Apúlia. É o mais antigo santuário na Europa Ocidental dedicado ao Arcanjo Miguel e tem sido um importante local de peregrinação desde a Idade Média. O sítio histórico e seus arredores são protegidos pelo Parque Nacional do Gargano. A lenda (de legenda, história real, não fantasiosa, como o termo significa hoje) da Aparição do Arcanjo no Gargano está relatada no Breviário Romano em 08 de maio, bem como na Legenda Áurea, o compêndio de mitologia cristã compilado por Jacopo de Varazzee entre 1260-1275.  





Leia mais sobre São Miguel Arcanjo aqui: http://farfalline.blogspot.com/2012/09/sao-miguel-arcanjo.html (artigos, orações e imagens).  


Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA