Pesquisar este blog

terça-feira, 16 de fevereiro de 2016

Neo-Fariseus - o dejá vu da traição da Fé

"Se sou menos amada, tanto faz! Quanto a mim, hei de dizer sempre toda a verdade! Que não me procurem, se não a querem saber..." (Santa Teresinha, "Últimos Colóquios")


ALGUMAS CONSIDERAÇÕES


Uma história para pessoas razoáveis, para falarmos de virtudes e defeitos, de orgulho e humildade. De ausência de espelho moral.


Jesus disse a seus Apóstolos ainda esta parábola, a respeito de alguns que se vangloriavam como se fossem justos, e desprezavam os outros: Subiram dois homens ao templo para orar. Um era fariseu; o outro, publicano. O fariseu, em pé, orava no seu interior desta forma: Graças te dou, ó Deus, que não sou como os demais homens: ladrões, injustos e adúlteros; nem como o publicano que está ali. Jejuo duas vezes na semana e pago o dízimo de todos os meus lucros. O publicano, porém, mantendo-se à distância, não ousava sequer levantar os olhos ao céu, mas batia no peito, dizendo: Ó Deus, tem piedade de mim, que sou pecador! Digo-vos: este voltou para casa justificado, e não o outro. Pois todo o que se exaltar será humilhado, e quem se humilhar será exaltado. (S. Lucas 18,9-14)

Quantos não há que esfolam os joelhos publicamente, fazendo caras e bocas de fingida piedade, ou arrastam as saias pela igreja, ocultando um coração mesquinho e pérfido. São ladrões, injustos e adúlteros... em vários níveis e graus. Clamam por um respeito à autoridade que eles mesmos não respeitam. Não lhes foi proibido ler os nossos blogs? Não lhes foi ordenado que se restringissem a certos blogs "infalíveis", verdadeiros "magistério-da-igreja"? Eu me pergunto porque continuam lendo nossos blogs (e destilando os mesmos ataques pessoais, porque não têm argumentos válidos, a não ser textos manipulados ou descontextualizados)? Que respeito é esse por seus superiores? Fariseus... 

Ademais, respeitar alguém porque é padre, religioso ou bispo é para mornos e acomodados. E acabam se assemelhando aos modernistas, que batem no peito bradando que iriam até o Inferno com o Papa. O que importa, irmãos, não é o status, a simpatia ou o carisma. O que importa é a doutrina, a verdade

Ninguém, além do Papae apenas quando este fala ex cathedra e contanto que não contrarie a Doutrina, o Magistério, a Tradição, enfim... a Fé Católica é infalível. Seja ele quem for. Ainda que tenha passado uma vida a serviço de Deus. Todos estamos sujeitos a errar. E é preciso ter humildade para reconhecer o erro e parar. Enquanto é tempo. Nenhum de nós sabe quando será chamado a estar diante de Deus para que brinque assim com a alma, expondo-a aos caprichos do orgulho, da arrogância, da imprudência... O apego ao amor-próprio não é uma virtude. 

E por falar em Papa... se é para respeitar uma autoridade, e se a igreja modernista é parte da "Igreja Católica" (sic), porque não obedecem a Francisco? Obviamente não obedecem a Francisco porque ele fala asneiras. E é o "Papa". E se um Papa pode falar asneiras, porque não um bispo, um padre, um religioso ou um leigo qualquer? Acaso os bispos, padres, religiosos e certos leigos da "Resistência" são infalíveis? Estão acima do... Papa? E eu que sou sedevacantista? Qual autoridade há na Igreja acima do Papa? 

E não precisa ser profeta para saber que, em breve, estarão defendendo Francisco. Como eu sei? Eu sei porque este filme eu já vi: em 2012. 
  1. Essa conversa de que desrespeitar as autoridades é sedevacantismo... era a mesma que ouvíamos dos padres neofrat. Lembram? Perderam a memória, além da lucidez? 
  2. O patrulhamento ideológico no estilo bolchevista, mandando espionar perfis nas redes de relacionamento ou vasculhar os blogs e sites "rebeldes"; e proibindo ler "certos blogs" para "não expor a alma" e continuar mantendo a hegemonia sobre as mentes e os corações, exigindo OBEDIENTISMO. 
  3. O agir nas trevas, confabulando para assassinar reputações, espalhando de mentiras a calúnias a respeito do próximo. 
  4. O outro expediente bolchevista do "acuse-os do que vocês fazem", tentando virar o jogo, sobretudo pela falta de razão e de argumentos.   
  5. O "cozinhar o sapo" perpetrado à semelhança do que fizeram as "autoridades" da Neofrat, abusando da posição de "superiores", destilando lenta e longamente o veneno do modernismo, até que perdessem de tudo a capacidade de raciocinar por si sós.
  6. A conversa de "não é O QUE dizem, mas COMO dizem", como se as boas maneiras fossem mais importantes do que a verdade! E com isso criticando antes a Cristo, que nos mandou falar sim sim, não não, e não mimimi. O erro não tem direitos, nem mesmo o direito à boa educação. Não dizia São Paulo que aos hereges não devemos dar nem bom dia? Sepulcros caiados... 
  7. O torcer as nossas palavras, reinterpretando o que dissemos a seu bel prazer, pondo palavras em nossa boca. Isto é desonesto! Que virtude há nisso?  
  8. A hipocrisia de exigir respeito pelas autoridades, inclusive padres, e a perfídia de desrespeitar um padre que apenas diz a verdade, proibindo as pessoas de recebê-lo em suas casa. Que padres merecem respeito? Somente os imprudentes e servis?  
E a lista poderia continuar... Mas todos a conhecemos muito bem.



Não sou teóloga, mas sei o Catecismo. E nunca soube que, para conhecer a Verdade, precisava ter diploma. Ou ser homem. A verdade é para todos. Cristo mesmo nos disse que Ela nos libertaria SE a procurássemos. Mas há quem prefira ficar agrilhoado a afeições desordenadas. Eu prefiro a verdade à admiração humana, a solidão e o desprezo, as calúnias e o ostracismo à... vaidade. É a Deus que eu preciso agradar, e não aos homens. Se eu quiser salvar a minha alma. 

Continuo com S. Lucas: "Mas, quando vier o Filho do Homem, acaso achará Fé sobre a terra?" (18,8). 

Giulia d'Amore  


Leiam também:
  1. http://farfalline.blogspot.com/2016/02/cerebrovacantismo.html;
  2. http://farfalline.blogspot.com/2016/01/neologismos-patifarias.html;
  3. http://farfalline.blogspot.com/2012/06/sedevacantismo.html;
  4. http://farfalline.blogspot.com/2015/12/dom-williamson-obediencia-inteligente.html.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA