Pesquisar este blog

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2016

A Quaresma antes do Concílio? Eis as regras.

Como se fazia a Quaresma, antes do Concílio?  Quais eram as instruções para o jejum e a abstinência? A quais outros dias do ano se aplicavam estes preceitos?

- A LEI DO JEJUM obriga a todos os fiéis que tenham completado 21 anos de idade e que ainda não iniciaram o 60º ano.

- A LEI DA ABSTINÊNCIA de carne obriga aos fiéis a partir dos 7 anos de idade.


O JEJUM consiste em fazer apenas uma refeição completa (simples) por dia e duas pequenas refeições no curso da jornada (os moralistas quantificam em 60 gramas de manhã e 250 gramas de noite).

A ABSTINÊNCIA proíbe o uso da carne, de extrato ou caldo de carne, mas não o (uso) de ovos, de laticínios e de qualquer tempero de gordura animal.


DIAS DE ABSTINÊNCIA DE CARNE:

– todas as sexta-feira do ano (exceto se cair em dia de festa de preceito).


DIAS DE ABSTINÊNCIA E DE JEJUM:

– Quarta-feira de Cinzas;

– toda sexta-feira e sábado de Quaresma;

– a quarta-feira, a sexta-feira e o sábado das Quatro Têmporas;

– as Vigílias de de Natal (24 de dezembro), de Pentecostes, da Imaculada Conceição (7 de dezembro), e de Todos os Santos (31 de outubro).


DIAS SÓ DE JEJUM SEM ABSTINÊNCIA: todos os outros dias feriais da Quaresma (aos Domingos não há jejum).


PODEM NÃO PRATICAR A ABSTINÊNCIA:

- Os pobres que recebem carne em esmola, e não têm nada mais para comer;

- os doentes, os convalescentes, os fracos de estômago, as mulheres que amamentam, as mulheres grávidas se débeis; – os trabalhadores que fazem trabalhos mais pesados no dia a dia;

- esposas, filhos, servos, todos os que exercem um serviço porque obrigados, e que não podem ter outro alimento suficientemente nutritivo.


PODEM NÃO PRATICAR O JEJUM:

- aqueles que jejuariam com grave inconveniente: doentes, convalescentes, fracos dos nervos, mulheres que amamentam ou grávidas;

- os pobres que já têm pouco alimento à disposição;

- aqueles que executam um trabalho que é moralmente e ordinariamente incompatível com o jejum (por exemplo, trabalhos pesados);

- aqueles que fazem um trabalho intelectual muito árduo (por exemplo, estudantes em época de exames);

- aqueles que têm que fazer uma longa e árdua viagem, para um bem maior ou para uma obra de piedade maior, se esta é moralmente incompatível com o jejum (por exemplo: assistência aos doentes).

Fonte: http://www.radiospada.org/2014/03/la-quaresima-prima-del-concilio-ecco-le-regole/

Tradução: Giulia d'Amore. 


    
http://edicoescristorei.blogspot.com.br

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA