Pesquisar este blog

Novidades!!!

quarta-feira, 17 de fevereiro de 2016

CONVERSAS IMAGINÁRIAS

Aos 3 de outubro de 2012, o (todo mundo já sabe quem é) Arsenius publicava um texto interessante no site do Mosteiro da Santa Cruz: "Duas Conversas Imaginárias", no qual simulava uma possível conversação entre dois cardeais da Cúria romana e, depois, outra, entre Dom Williamson e seu antigo Superior, Fellay, atual líder da Neofrat. Compartilho, aqui, um trecho do segundo hipotético diálogo, que chamou a minha humilde atenção: 
Dom Fellay: Várias vezes já lhe dei ordem expressa de parar com seus artigos na internet, nos quais Vossa Excelência desrespeita a minha pessoa; e Vossa Excelência não me obedece. Isso é revoltante e é uma rebeldia.

Dom Williamson: Excelência, sou um bispo da Santa Igreja, e meu múnus episcopal me obriga a denunciar os erros doutrinais, mesmo que eles se encontrem no Papa ou em meu Superior Geral.
Ok, Arsenius... pimenta no Superior dos outros é refresco, ein?! É lícito a Dom Williamson denunciar os erros doutrinários do Papa ou do Superior Geral, mas não é lícito denunciar os erros de Dom Williamson quando ele os pronuncia, ainda por cima publicamente? 

Direi, então: Excelência, Dom Williamson, com todo respeito, o senhor não pode dizer que, "fora da Tradição há salvação", porque isto vai contra a doutrina da Igreja. Ainda com todo respeito, não pode também dizer que "a missa nova é boa", porque isso também vai contra a doutrina da Igreja. A Católica, não a parasita, que nem Igreja é, mas igreja, seita, neo-religião...  Também com todo respeito, não pode falar asneiras publicamente esperando ser aplaudido de pé. Com todo respeito, é claro.  

Mas... quem seria Arsenius


Recordar é viver, então vamos rememorar um post antigo do Pale Ideas: "de Arséne para Fellay" (nas notas).  

Em meus arquivos, há um e-mail que me dá a seguinte indicação: "[Arsénius, osb - monastère de Santa Cruz, Brésil] Le problème concderne la foi et il est grave". É um post interessante porque, nele, Arsenius faz um comparativo entre o que disse Mons. Lefebvre e o que dizia à época (2012) Fellay de Menzingen. Hummmm, daí pode? Ok. Se pode, vamos por aí, então. 

Mas não só naquele site! Neste forum se revela quem assinou um artigo no Sel de la Terre n°81, été 2012: aqui. Para quem não compreende francês: não se preocupe! No mesmo post há o link para o artigo (um Consideranda) em português, publicado em 20/04/2016, no site do Mosteiro de Nova Friburgo: "Considerando". Um texto interessante e atemporal. Dele, destacamos o ítem 4: 
"4º) Que, assim como Dom Lefebvre o julgou, não devemos colocarmo-nos debaixo da obediência de alguém que não professa a Fé em sua integridade;"
E a conclusão, magnífica:
"União jurídica com Roma? Sim, mas na integridade da Fé católica, sem a qual ninguém pode se salvar e na liberdade de cumprirmos nossos deveres para com Deus e o próximo."  
Aqui tem mais, e em alemão: aqui

Obrigada, Arsenius, por nos dar tantos bons exemplos e textos doutrinariamente corretos. Só não entendo por que, a partir de março de 2015, a conversa mudou... Nós não mudamos nosso discurso, e, por isso, não devemos nos justificar por fazer o que é certo. Me pergunto se vocês continuam resistindo...
 







2 comentários:

  1. Salve Maria!

    Escrevo anonimamente pois prefiro resguardar minha identidade para evitar perseguições.

    Este é um texto para se meditar... Eu e minha esposa nos questionamos sobre qual a REAL finalidade dessa mudança de "script" por parte do Mosteiro da Santa Cruz... A troco do quê se venderam? Nada é em vão.

    Além disso, nós ficamos escandalizados com a orientação que recebemos de não receber o Rev. Pe. Cardozo, nem assistir às Missas, o que nos fez lembrar quando saímos da FSSPX.

    Rezo para que as pessoas de boa fé fiquem atentas e que tenham muito cuidado com a vileza desses senhores, que se aproveitam de uma lista de email e da ignorância das almas para injetar seu veneno. E isto todos podemos constatar nos emails NÃO SOLICITADOS que temos recebido frequentemente desses senhores.

    Ninguém sabe quem terá a reputação assassinada amanhã, pois já deu para notar que não há mais temor de Deus, nem hombridade e nem honra.

    Reze por nós.

    Que Deus tenha piedade de nós!

    ResponderExcluir
  2. Rezarei, prezado senhor. E qdo rezar peça para guardar a Fé e a lucidez. Ânimo e não ligue para a ofensas, elas serão pérolas na coroa de glória no Céu, se Deus permitir. Aqui, na Terra, são estímulo para seguirmos sendo católicos. Sem olhar para a direita nem para a esquerda. Somos da Igreja dos mártires, não da Igreja dos Ursinhos Carinhosos. Fique em paz.

    ResponderExcluir

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA