Pesquisar este blog

domingo, 28 de fevereiro de 2016

Ai daquele que causa escândalo!

Como sempre, palavras sábias e até mesmo prudentes e caridosas. São para reflexão, não para obedecer cegamente. Não somos uma seita. Não obrigamos ninguém a pensar dentro de uma caixa lacrada. Não expulsamos ninguém. Não proibimos ninguém de receber a um Padre que tem feito um grande (verdadeiro) trabalho pela Fé. Pe. Cardozo deve ter uma pá de defeitos, mas o que importa é o que ele ensina. E no que ele ensina não há erro. Nem há erro na maneira como trata as pessoas, como conduz as coisas, como aconselha. A mim nunca me disse o que outros "diretores espirituais" têm dito a seus dirigidos (conforme e-mails que, licitamente ou não, têm chegado até mim sem eu ter solicitado).  O que me serena a alma é saber que Deus é Onipresente e Onisciente. Que falem as bocas pérfidas... minha alma está em paz. Viva Cristo Rei!

G.

Ai daquele que causa escândalo!


O escândalo é algo tão funesto que Nosso Senhor advertiu “ai daqueles que causam escândalo”. Todos nós temos o dever de nos vigiar para não sermos causa de escândalo. Ainda mais quando estamos vivendo com a Igreja um período de grande provação, é com a atenção redobrada que devemos tratar dos assuntos relativos a essa crise.


Não se admite, nem a um simples leigo, que tente minimizar os males provocados pelos modernistas. Mas, quanto mais alta a hierarquia de alguém dentro da Igreja, tanto maior o seu dever de ser prudente, porque será seguido por muitos. A quantidade enorme de bispos, sacerdotes, religiosos, leigos e institutos inteiros que um dia foram “tradicionais” mas que depois caíram nas mãos da roma apóstata deveriam servir de alerta para qualquer um a fim de que não se sinta induzido a descrever a “igreja” conciliar menos traiçoeira do que ele realmente  é.

E apesar de tudo, temos tido nos últimos tempos a decepção com alguns daqueles que se tão corajosamente haviam denunciado as tramas de Menzingen. O estopim foi a defesa de um suposto milagre na missa nova, mas a verdade é que os escândalos vão bem além disso. Há outras concessões à missa nova piores que este “milagre”. E ainda pior do que a imprudência de Dom Williamson, foi a reação daqueles que moveram uma verdadeira jihad contra quem ousou discordar do bispo. Incrível como não aprenderam a lição com tudo o que se passou na Neo-FSSPX. É verdade que a traição de Menzingen nem se compara com os erros de Dom Williamson, mas o caminho tomado por este já demonstrou estar errado ao ponto de, em consciência, não podermos mais permanecer em silêncio.

Com certeza vão me acusar também de “cátaro”, “super-tradi”, “fariseu”, etc. Mas a culpa do escândalo é de quem começou. Este primeiro artigo é somente um convite aos leitores para manterem a leitura dos próximos artigos que já estão sendo preparados. Eu recebi uma enxurrada de e-mails e li todos. Li também os artigos dos blogs que defendem Dom Williamson. Agora, já passou da hora da reação. Antes que alguém se escandalize, só peço isso: que vejam realmente quem são os culpados pelo escândalo e que não fechem os olhos.


 
Fonte: https://intribulationepatientes.wordpress.com/2016/02/27/ai-daquele-que-causa-escandalo-2/


 
 
 

COMENTARISTA, LEIA ANTES O 
LEIA ANTES DE COMENTAR
THANKS! 
  
* * *
 
http://edicoescristorei.blogspot.com.br

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA