Pesquisar este blog

Novidades!!!

terça-feira, 19 de abril de 2016

Valtorta e o Bispo torto...

Já publiquei o tema, como um das sugestões de leitura do último Drops, mas pela gravidade e a seriedade do assunto reputo imprescindível publicar o texto aqui também, para que fique registrado e sirva de alerta para os pais e responsáveis por nossas crianças. É grave e é sério! LEIAM!

Como se não bastasse "corrigir" ou "reinterpretar" Nosso Senhor Jesus Cristo na questão das "árvores" — aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui — Dom Williamson, o Imprudente Mor, aconselha a leitura, e para crianças!, dos escritos daquela vidente de meia pataca de que já falamos aqui — e aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui, aqui — ao comentarmos acerca de T.S. Eliot, aquele poeta herético que DW idolatra e por causa do qual pronunciou a heresia de que "fora da Tradição, há salvação" (Comentários Eleison 438, "Novus Ordo Missae III"). Claro, astuto como é, não usou o termo "Igreja", mas o que é a "Tradição" se não a própria Igreja? Pode ser imprudente, mas não é louco. Sabe bem o que faz e diz!!!  
E aqui quero fazer um necessário Mea culpa! Lembram-se quando eu dizia que ele falava imprudências (até então, eram meras imprudências) porque estaria senil ou com Alzheimer? Pois é! Me enganei redondamente! É um pérfido

TODAS AS HERESIAS DE VALTORTA 

Bom, a "obra de Maria Valtorta apresenta tantas irregularidades que é difícil entender como é que pôde ter tanta aceitação nos meios católicos, ainda mais tradicionalistas". Confira mais aqui, onde encontrará, detalhadamente explicadas, todas as heresias da Valtorta

 
O QUE DIZIA, MONSENHOR LEFEBVRE SOBRE AS VISÕES DE VALTORTA

Monsenhor Lefebvre chegou a falar desse livro em particular — Poema do Homem-Deus —, mas se compreende que ele não leu todo o livro ("Admito que li uma parte, visto que o Padre Barrielle promoveu muito este libro de Maria Valtorta"), confiando no tal do Padre Barrielle, que o afiançava. Se o tivesse lido, teria jogado no fogo. Basta ver o que diz, a respeito de uma passagem que ele chegou a ler: "Inclusive, eu li algo da obra de Maria Valtorta, e encontrei uma passagem que não me agradou muito, vos asseguro: a conversação de Maria Madalena com a Santíssima Virgem ao pé da Cruz. Verdadeiramente não creio que Santa Maria Madalena tenha dito coisas como essas à Sma. Virgem Maria. Foi quase grosseira. Maria Madalena dizendo à Santíssima Virgem Maria: «Tu, tu és pura; e eu, tudo o que eu conheci em minha vida o converti em algo impuro. Eu sou isso e aquilo, enquanto tu és isto e isto outro.» Isto me impactou, falar assim à Santíssima Virgem! Porque lembrar de seus adultérios, sua vida dissoluta, e de uma maneira quase grosseira? Não creio que seja possível que Santa Maria Madalena pudesse se dirigir dessa maneira à Santíssima Virgem ao pé da Cruz. Não é possível." (uma nota explicativa esclarece que o Ven. Monsenhor Lefebvre faz uma pequena confusão entre personagens do livro, parecendo se tratar não do diálogo entre Madalena e a Santíssima Virgem Maria, mas de outro personagem: Aglae. Mas isso não muda nada. A menos que haja desonestidade intelectual, querendo manipular a opinião de Mons. Lefebvre a respeito do livro). Para Monsenhor Lefebvre essas visões particulares - ainda que reconhecidas pela Igreja, o que não é o caso desse livro, condenado pelo Santo Ofício em 1950 - são perigosas na medida em que detalham demasiadamente o dia a dia de Nosso Senhor, porque, embora Ele quis se fazer Homem e viver conosco e como nós, esse tipo de narrativa o faz muito similar a nós, demasiadamente similar a nós. Se nos ativermos às Escrituras, iremos manter um nível espiritual elevado. Ademais, prossegue Mons. Lefebvre, há narrativas da vida privada de Nosso Senhor escritas por autores insuspeitos e já aprovados inequivocamente pela Igreja que podem ser certamente bem mais proveitosas e menos perigosas. Confira o que mais foi dito por Mons. Lefebvre, aqui.  

 
MEU COMENTÁRIO 

Lendo as palavras de Monsenhor Lefebvre acima, pronunciadas em uma conferência aos Carmelitas de Quievrain, em 21 de julho de 1986, se vê claramente que, se ele tivesse lido o que se segue, teria não só jogado ao fogo esse PORCARIA, como teria repreendido severamente quem defendesse essa IMORALIDADE!  

Dom Williamson recomenda a leitura dessa imundíce no Comentário Eleison 275, de 20 de outubro de 2012 (em espanhol, no blog do Pe. Trincado), com o sugestivo título de "Leitura Domiciliar" ou "Ler em Família". Não achei o texto em Português... Estranho. Talvez estivesse no Site do Mosteiro, mas depois da mudança no layout, vimos que foi feito um "limpa" nos textos do imprudente Bispo deles... 

No decorrer do texto abaixo, irei fazer outros comentários. 

 
LEIAM TAMBÉM: 

1. Muito boa a análise do tema do sempre atento Pacientes na Tribulação: O problema todo é somente o suposto milagre na missa nova? (13 de março de 2016). Leiam, vale a pena! 

2. O Virtude Feminina, nosso outro blog para temas femininos, também publicou (hoje) um artigo a respeito: Aviso aos Pais de Família e às Pessoas de Bem

3. Sugiro também a leitura do artigo Qual das seguintes afirmações é aceitável para você? O "Syllabus da Desistência", publicado ontem, que traz uma série de afirmações para responder "sim" ou "não", a fim de se auto-avaliar, caro leitor. E, se "a resposta for 'nenhuma das anteriores', então você pode ser feliz: você não caiu na propaganda modernista e nem mudou ao longo do tempo. Está, no entanto, ao contrário do Bispo Williamson, P. Zendejas, os Dominicanos de Avrillé e D. Tomás de Aquino" e de todos os celerados que os seguem, como os peixe-bois que DW tanto recrimina! Cá pra mim, acho que ele se diverte zombando de seus próprios "fãs". 

 
* * *


Vamos ler, então, trechos do texto de Anselmo de la Cruz, publicado aqui (em inglês) e aqui (trechos, em Português) e visto aqui. Grifos e [comentários] meus.      

 





"Poema do Homem-Deus", de Maria Valtorta...... (E de Dom Williamson!)


Reproduzimos aqui algumas passagens do Livro de Maria Valtorta, tirem suas próprias conclusões se devemos ler este livro todas as noites para nossas crianças, como recomenda Dom Williamson

Para ver mais do original, clique aqui.



Poema do Homem-Deus (Maria Valtorta)


Resenha do livro "Poema do Homem-Deus" de Maria Valtorta, 10 volumes, edição on-line.

Recentemente um amigo me enviou um e-mail perguntando sobre Maria Valtorta e seu Poema do Homem-Deus. Ela recebeu uma edição recente do Comentário Eleison do Bispo Richard Williamson intitulado "Home Reading" - "Leitura Domiciliar" (20 de outubro de 2012). Nesse Eleison, o bispo recomenda aos pais lerem selecionados capítulos do Poema do Homem-Deus para as crianças todas as noites.

Ele admite que o poema é controverso e que possui muitos inimigos, mas ele defende o enorme livro de Valtorta (4.000 páginas em 10 volumes de supostas visões que ela recebeu da vida de Cristo). O Bispo apoia-o, apesar das objeções que ele lista: que contém vários erros doutrinais, que humaniza Nosso Senhor Jesus Cristo, e que o trabalho foi colocado na lista de livros proibidos da Igreja na década de 1950. [1]

Ele rejeita levemente todos os argumentos contra o livro e conclui que as crianças vão aprender muito sobre Nosso Senhor e Nossa Senhora no poema, que ele irá "fortalecer a sua casa." (...) [2]
1. Isto é típico de DW: "eu sei que é errado, mas indico ainda assim"... Fez o mesmo em relação à assistência à missa nova. Lembram?

2. Vamos ver, logo abaixo, o que é que DW quer que as crianças "aprendam muito", da boca dos próprios pais, sobre Nosso Senhor e Nossa Senhor. Depois me digam como esse LIXO vai "fortalecer a casa" dos pais. DE ASCO!


Um Cristo humanizado 

Creio que minha amiga deva seguir o bom senso Católico dela. O próprio título, Homem-Deus, expressa o espírito da obra. É Jesus como um homem que Valtorta apresenta: um bebê amamentando avidamente os seios de sua mãe, um jovenzinho que parece nem ter consciência de Quem Ele seja, um Homem que ri e brinca [3] com os seus Apóstolos, beijando-os na boca constantemente e abraçando-os bem apertados. Parece ser difícil não suspeitar que esse "aparecido" Jesus, retratado de forma tal, tenha tendências homossexuais.(...) 
3. Vejam bem as "brincadeiras" do Jesus de Valtorta com S. Thiago e com S. Pedro...


Jesus de Valtorta 

O Poema do Homem-Deus, eu creio, está repleto de banalidades, vulgaridades, blasfêmias e até mesmo erros doutrinários. Há conversas ociosas intermináveis ​​entre Nosso Senhor, Nossa Senhora e os Apóstolos, tudo em um nível natural. Eu acho que a melhor maneira de confirmar estes pontos é simplesmente citar alguns textos, que são tão repugnantes que eles falam por si.

As citações que se seguem são retiradas de uma edição on-line do poema do Homem-Deus. Uma crítica de 48 páginas escrito na década de 1980 (...). 


Uma criança concebida com o pecado original 

Valtorta retrata o Menino Jesus como uma criança gulosa e de Mãe sentimental. É difícil encontrar o respeito que devemos a Nosso Senhor Jesus Cristo nesta imaginária e imodesta descrição de uma cena de amamentação:

Jesus e Maria
O Poema do Homem-Deus apresenta uma visão naturalista de Nossa Senhora e o Menino Jesus:
"Jesus abre os olhos, vê sua mãe, sorri e estende as mãozinhas para seu peito."
"[Maria] 'Sim, amor da mamãe. Sim. O seu leite. Antes da hora habitual. Mas você está sempre pronto para mamar no peito da Sua Mamãe, meu pequeno Cordeiro santo! '
"Jesus ri e joga, chutando seus pés para fora dos cobertores, movendo os braços alegremente em um estilo típico infantil, tão bonito de ver. Ele empurra seus pés contra o estômago de sua mãe. Ele arqueia as costas inclinando a cabeça justo ao peito, e depois atira-se para trás e ri, segurando com as mãos os laços que amarram o vestido de Maria no pescoço, tentando abri-lo...
"Maria amamenta Ele e Jesus avidamente chupa o bom leite de sua mãe, e quando Ele sente que apenas um pouco de leite sai do seu seio direito, Ele olha para a esquerda, rindo ao fazer isso e olhando para a sua mãe. Então, Ele adormece novamente em seu peito, Sua redonda e rosada bochecha descansando no branco e redondo peito Dela." (Vol. 1, n. 35, p. 106). 


Um adulto com tendências homossexuais 

O Jesus de Valtorta apresenta tendências homossexuais suspeitas, pois ele está constantemente beijando e abraçando os Apóstolos. Quando Jesus fala a Tiago sobre Sua Paixão estar se aproximando, Tiago reage com grande emoção. Jesus conforta-o assim:
"... 'Venha, eu vou te beijar então, vou ajudá-lo a esquecer o fardo do meu destino como Homem. Aqui, eu beijo seus lábios, que terão de repetir as minhas palavras para o povo de Israel, e o seu coração que terá de amar como eu te disse, e ali, em seu templo, onde a vida irá cessar.'... Eles permanecem abraçados por um longo tempo e Tiago parece cochilar na alegria dos beijos de Deus que o fazem esquecer seu sofrimento".

Quando Valtorta descreve João, o Apóstolo "favorito", como tendo um rosto de uma jovem mulher com o "olhar de uma amante", dificilmente podemos evitar a impressão de que eles têm uma relação homossexual. Aqui Jesus está beijando João para despertá-lo:
"Jesus se inclina e beija a bochecha de João, que abre os olhos e fica pasmo ao ver Jesus. Ele se senta e diz: 'Você precisa de mim? Aqui estou.' …
João, semi-nu em sua sub-túnica, pois ele usou a sua túnica como manto, como colchas, abraça o 'pescoço de Jesus e coloca a cabeça entre Seu ombro e a bochecha."

Depois João professa sua crença e amor em Jesus como Filho de Deus, "ele sorri e chora, ofegante, inflamado pelo seu amor, relaxando no peito de Jesus, como se ele estivesse esgotado pelo seu ardor. E Jesus o acaricia, ardendo de amor Ele também. "

João implora Jesus para não contar aos outros [Apóstolos] sobre o que se passou entre eles. Jesus responde: "Não se preocupe, João. Ninguém vai estar ciente de seu casamento com o Amor. Se vista, venha. Temos de sair. "(Vol. 2, n. 165, pp. 57-58) 


Jesus sugere um caso de amor entre São Pedro e Nossa Senhora 

O próprio Jesus brinca impropriamente com seus apóstolos. Aqui, Jesus se levanta e grita em voz alta e com raiva a Pedro:
" ... 'Vem cá, seu usurpador e corruptor!'
"'Eu? Por quê? Que fiz eu, Senhor?
" 'Você corrompeu minha mãe. É por isso que você queria ficar sozinho [com ela]. O que vou fazer com você?" [4]
(...)
"Jesus sorri, e Pedro recupera sua confiança. 
"Você realmente me assustou! Agora você está rindo."(Vol. II, n. 199, p. 185) [5]


4. Imagino o que Mons. Lefebvre diria se tivesse lido ESTE trecho... Se achou "quase grosseira" a forma como Madalena falou com a Virgem Santíssima, o que diria desse Jesus tão desrespeitoso com a honra da Mãe e do Apóstolo dEle? Aprovaria? Sério?...  

5. Tudo em Cristo tem um quê de pedagógico, de ensino. O que pretendia esse Jesus de Valtorta ensinar a Pedro? Ele, que era a própria Pureza, usaria da vulgaridade para que mesmo? "Isto" parece mais consonante com o comportamento "fino" de certo teólogo de butiquim 


Como Lutero, Maria pensa: Vamos pecar para sermos perdoados.

Algumas passagens são equivalentes a heresia. Por exemplo, Valtorta apresenta a criança Maria [6] expressando o desejo de ser uma grande pecadora, a fim de merecer a graça da Redenção:
"[Maria]: 'Diga-me, mamãe, pode-se ser um pecador por amor de Deus?
"[Ana]: 'O que você está dizendo, minha querida? Eu não entendo você.
"[Maria]: 'Eu quero dizer: cometer um pecado, a fim de ser amado por Deus, que se torna o Salvador. Quem está perdido, está salvo. Não é mesmo? Eu gostaria de ser salva pelo Salvador para receber o olhar amoroso". (Vol. 1, n. 7, p. 23).


6. A Virgem Maria!!!



Uma Eva sensual tendendo à bestialidade 

O trabalho também não é desprovido de erros doutrinais. Ex. quando Valtorta afirma que o pecado de Eva não foi de desobediência, mas de um ato sexual. Há, também, uma insinuação de tendência para a bestialidade de Eva. Esta descrição erótica foi supostamente feita por Jesus:
"Com sua língua venenosa Satanás mandou a lábia e acariciou os membros de Eva ... Sua carne ficou excitada ... A sensação é de prazer para ela. E 'ela entendeu'. Agora a Malícia estava dentro dela e foi roendo seus intestinos. Ela viu com outros olhos e ouviu com novos ouvidos os hábitos e as vozes dos animais. E ela ansiava por eles com uma cobiça insana. Ela começou a pecar consigo mesma. Ela conseguiu isso com seu companheiro." (Vol. 1, n. 17, p. 49). [7]


7. Ok. Alguém vai me convencer que (1) Cristo, PURÍSSIMO e CASTÍSSIMO, teria este tipo de conversa com quem quer que seja? E que (2) Monsenhor Lefebvre, se tivesse lido, aprovaria? Tentem! Se for pessoalmente, retribuirei com sonoros tabefes, seus APÓSTATAS, BLASFEMOS E PERVERTIDOS!!! 



Estes são alguns trechos que eu ofereço aos meus leitores para avaliar a obra de Valtorta. Eu acredito que eles são suficientes para o leitor fazer um julgamento como um todo. [8]
8. Sim, porque usar o argumento de que também há partes "boas" nesse LIXO seria a confissão de que és um modernista fantasiado de tradicionalista, um lobo em pele de cordeiro, CANALHA!

É, portanto, compreensível que o Santo Ofício tenha colocado o trabalho no Índice de Livros Proibidos [9], que é reproduzida abaixo. É compreensível, também,  que o Salesiano Irmão James tenha concluído sua crítica dos dois primeiros volumes com estas palavras:  
"O Poema do Homem-Deus é tão demoníaco que, sem uma graça especial de Nosso Senhor Jesus, podemos ser enganados pelas declarações aparentemente inofensivas do Jesus de Valtorta, mas elas incluem mentiras e heresia, contrárias aos ensinamentos da Una e Santa Igreja Católica ".

9. Index Librorum Prohibitorum, em 1950. 

_____________________

E o pior é constatarmos que ainda existem muitos defendendo este bispo... Blasfêmias contra Nosso Senhor, Nossa Senhora? Tudo bem. Criticar "nosso bispo"? Bravata! Causadores de divisão! Fanáticos! 

Pois eu agradeço a Deus por dividir, por não me deixar ter parte alguma com um bispo que indica tão insaciavelmente (todas as noites, e quando terminar, começar novamente) estas leituras para nossas crianças!!!  

Algo de muito podre [10] se esconde nisso tudo...
10. Me faz recordar aquela determinação da Alta Vendita (Maçonaria) para desvirtuar as crianças. E vem a pergunta que não quer calar: SERÁ DOM WILLIAMSON UM MAÇOM ESCONDIDO ENTRE NÓS? De onde ele vem, esse anglicano convertido tardiamente? Terá mesmo se convertido? Qual a verdadeira FÉ dele? Porque ele quer que crianças inocentes percam a pureza pela boca de seus próprios pais? Por que ele quer que as crianças CATÓLICAS percam o amor pela PUREZA e pela CASTIDADE de Nosso Senhor Jesus Cristo? Creio que aquele estranho ardor que Dom Williamson tem pelo T.S.Eliot seja a chave de tudo isso...

Aqueles que tiverem olhos para ver, que vejam!  


Fontes:
1. http://traditioninaction.org/religious/e075_Valtorta-1.htm
2. http://stdominic3order.blogspot.com.br/2016/04/poema-do-homem-deus-de-maria-valtorta-e.html
3. http://missaocristorei.blogspot.com.br/2016/04/poema-do-homem-deus-de-maria-valtorta-e.html?m=1
4. http://farfalline.blogspot.com.br/2012/11/as-heresias-de-maria-valtorta.html (muito bom, tem todas as HERESIAS de Valtorta).






    
COMENTARISTA, LEIA ANTES O 
LEIA ANTES DE COMENTAR
THANKS! 
  
* * *
 
http://edicoescristorei.blogspot.com.br

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA