Pesquisar este blog

segunda-feira, 25 de abril de 2016

24 de abril: São Fidelis de Sigmaringa

24 de abril 

São Fidelis de Sigmaringa


Mártir da ortodoxia da Fé



São Fidelis (ou Fiel), chamado no batismo Marco Rey, nasceu em Sigmaringa (ou Sigmaringencidade da Alemanha localizada no distrito de Sigmaringen, região administrativa de Tubinga, estado de Baden-Württemberg), em 1577. Estudou Direito em Friburgo (é uma cidade suíça do cantão de Friburgo, às margens do rio Saarne ou Sarine), e exerceu a Advocacia com tal amor à Justiça que foi chamado de o "advogado dos pobres".  

Era um cristão reto e piedoso, um advogado justo e cheio de caridade, assumindo sempre gratuitamente a defesa dos necessitados. Pode ser comparado, neste âmbito, a São Ivo da Bretanha (Padroeiro dos Advogados), Santo Afonso Maria de Ligório e Santo André Avelino.

Aos 35 anos, para evitar os perigos morais que comportava a sua carreira, deixou as leis e decidiu seguir outra vocação. Disse alguém que ele teria deixado a sua profissão de advogado pelo medo que tinha de vir a cair em alguma daquelas injustiças que parecem inevitáveis nesta profissão.

Fez-se capuchinho na própria Friburgo, onde tinha frequentado os estudos de Direito. Impôs-se a si mesmo viver os votos de obediência e pobreza, na humildade e com espírito de penitência, de austeridade e de sacrificada renúncia. Foi ordenado presbítero em 1612, tornando-se um grande pregador da Palavra de Deus.


Eleito Guardião do Convento de Weltkirchen, na Suíça, entregou-se fervorosamente ao apostolado num momento particularmente difícil da vida da Igreja. No cantão suíço dos Grijões, verificou-se, naquela altura, a dolorosa separação que dividiu católicos e calvinistas, tendo degenerado numa sangrenta guerra política entre os Valijões e o Imperador da Áustria.

O Papa Bento XIV assim escreveu acerca do nosso Santo:
"São Fiel exprimia a plenitude da sua caridade em confortar e ajudar o próximo, abraçava, com coração de pai, todos os aflitos, sustentava imensas multidões de pobres com esmolas que recolhia em toda a parte. Aliviava a solidão dos órfãos e das viúvas, procurando para todos eles a ajuda dos poderosos e dos príncipes. Ajudava, sem descanso, os encarcerados com todos os auxílios espirituais e corporais ao seu alcance, visitava com carinho e atenção os doentes, entretinha-os, reconciliava-os com Deus e preparava-os para enfrentarem a última batalha. Este homem, fiel no nome e na realidade, foi notável na defesa incansável da Fé Católica".

São Fiel alimentou sempre em seu coração o desejo de derramar o seu sangue pelo Senhor, e foi ouvido por Deus. Enviado para a Suíça pela Congregação da Propaganda da Fé com o fim de orientar uma missão entre os hereges, sucedeu que as numerosas conversões ali verificadas lhe atraíram a ira e o ódio das autoridades (calvinistas) que acabaram por interrompê-lo com disparos de espingarda numa das suas pregações em Seewis. A seguir, foi agredido fora da igreja em que pregara, e, depois, ferido de morte. O seu corpo acabou por ser barbaramente esquartejado. Era o dia 24 de Abril de 1622. Tinha 45 anos.  

A sua morte impressionou até os seus mais acirrados inimigos e teve como fruto imediato a pacificação entre eles. Os acontecimentos que se seguiram imediatamente mostraram bem que o sacrifício de São Fiel não tinha sido em vão. É o protomártir da Sagrada Congregação da Propaganda da Fé. Foi canonizado por Bento XIV, em 1746.


ORAÇÃO 


Senhor, que destes a São Fiel uma admirável fortaleza para testemunhar, com o próprio sangue, o anúncio missionário do Evangelho ao serviço da propagação da Fé, concedei, aos que hoje celebram o seu triunfo, a graça de viverem abrasados no mesmo amor de Cristo, para poderem experimentar também a glória do Senhor ressuscitado. Ele que é Deus convosco na unidade do Espírito Santo.

_

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA