Pesquisar este blog

terça-feira, 18 de fevereiro de 2014

O “catolicismo adulto” de um herege atrevido de Mariana, MG.

Sem comentários, além dos que ficaram claro nos grifos do fratresiunum.com. Ah! Sim, tenho um: no final, essa criatura de Deus fornece o email dele. Imagino que seja para receber a tua opinião a respeito do artigo. Que seja, então, a mais fraterna possível, com toda a caridade que se deve a uma alma em sua situação, mas com toda a Verdade que deve ser dita. 
Ah! Sim, eu já enviei o meu email...  

Editado para atualizar: recebi resposta. Enviou um doc, com lamúrias sobre a infância pobre, o seminário penoso porque era pobre, o trabalhos com pobres depois de ordenado: sim, é um TL! Se não de direito, de fato, quer ele saiba, quer não! E, depois, as mesmas coisas de sempre, o mesmo linguajar modernista: "eu penso isso", ao se referir aos Dogmas e as Leis e a Doutrina da Igreja; e o indefectível: "eu respeito a opinião dos outros e quero que respeitem a minha"... bla bla bla bla Não sei se rir ou se chorar. Não teve uma palavra sequer de doutrina, de teologia. Fiquei com a impressão que se tratava de um ativista, e não de um padre. Ele tem a própria visão de Cristo, de Igreja, de Sacerdócio, e recusa 2000 anos de Tradição e Magistério. Eu acho - opinião! - que ele deveria ser rotariano (ou coisa parecida), porque tudo o que ele quer fazer na vida é... cuidar dos pobres. Mas não está escrito: "não só de pão vive o homem"? Vá ser padeiro, criatura, e deixa em paz essas pobres almas que está envenenando com essas heresias!!! De mais a mais, não sei porque esses TL não abrem sua própria igrejola, visto que são evidente e definitivamente PROTESTANTES! 
Se eu repliquei? Não. Não o faria, mas, além disso, meu diretor espiritual - que consultei, para ter certeza de minha decisão - me aconselhou a não gastar meu precioso tempo com isso, porque não devemos dar pérolas aos porcos. Como é bom ter um diretor, isso dá uma paz à alma que é indescritível! 

G.


O “catolicismo adulto” de um herege atrevido de Mariana, MG.

Divulgamos a seguir o inacreditável artigo divulgado pela página oficial da Arquidiocese de Mariana, MG. O que esse infeliz sacerdote faz na Igreja Católica, senão trabalhar por sua destruição? Vade Retro, Satana! 
Vale recordar que o Arcebispo da Primaz de Minas Gerais, Dom Geraldo Lyrio Rocha, foi, há poucos anos, Presidente da CNBB.
* * *

Pequenas mudanças, sentido profundo

Por Pe. José Antonio de Oliveira


Artigo divulgado no site da Arquidiocese de Mariana.
clique para ler o original
Escreva sua história pelas suas próprias mãos”, diz o compositor e cantor Zé Geraldo. E o papa Francisco, em sua exortação sobre a alegria do Evangelho, nos convida a ser mais ousados e criativos, abandonando a posição cômoda de dizer: “foi sempre assim” (EG, 33).
Embora Francisco se refira à evangelização, penso que o recado vale para a vida em geral.
Por isso, quero aproveitar o início de ano novo, tempo de recomeço e de mudanças, para oferecer algumas dicas, de modo especial aos irmãos e irmãs católicos. É que, no campo da fé, há sempre a tentação de se parar na tradição, no que sempre existiu; acomodar-se no que já está pronto.
Falo de algumas experiências que tenho feito, que podem servir de exemplo, embora não tenha a pretensão de ser modelo e referência pra ninguém.
Muitos católicos ainda fazem cada dia, sobretudo no início das orações, o “pelo sinal”. Traçam a cruz com o dedo polegar na testa, na boca e no peito, dizendo: “Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos, Deus, nosso Senhor, dos nossos inimigos”. Particularmente, não vejo sentido algum nessa oração. Não sei se é pretensão, mas acho que não tenho inimigos. E se tiver, isso faz parte da vida. Eles nos ajudam a rever nossas atitudes e exercitar o perdão. Por isso, ao começar o dia ou uma prece, costumo traçar uma cruz na testa dizendo: Senhor, ilumina a minha mente, pra que eu tenha bons pensamentos! Faço a cruz no peito dizendo: ilumina o meu coração, pra que eu tenha bons sentimentos! E na boca: abençoa a minha boca, pra que eu possa dizer sempre palavras boas!

Pode-se também usar a sugestão do Ofício Divino: “Estes lábios meus vem abrir, Senhor! Cante esta minha boca sempre o teu louvor”.
Me perdoem os devotos, mas também não gosto muito de rezar a “Salve Rainha”. Aprendi isso com papai. Acho uma oração muito pessimista: “A vós bradamos os degregados filhos de Eva. A vós suspiramos, gemendo e chorando neste vale de lágrimas”. Não me considero um “degredado filho de Eva”, mas um filho muito querido, muito amado de Deus. Nem vivo gemendo e chorando num vale de lágrimas. Vivo feliz e lutando, num mundo lindo, cheio de gente boa, que Deus me ofereceu como presente. Claro que não posso ser insensível a tanta gente que sofre, mas penso que importante é a solidariedade, e não a lamentação.
Ao rezar o terço, normalmente as pessoas usam aquela jaculatória: Ó meu Jesus, perdoai-nos; livrai-nos do fogo do inferno…”. Não gosto! Ficar pensando em fogo é muito esquisito. Inferno é ausência de Deus, ausência do amor, não encontrar sentido para a vida. E Jesus já deu a vida pra nos livrar do mal. Fez a parte dele e ainda nos acompanha com sua bênção, sua Palavra, sua graça. O resto é com a gente. Sugiro então que se troque essa jaculatória por outra bem mais evangélica e positiva: “Jesus, manso e humilde de coração, fazei meu coração semelhante ao vosso!”
Quando o padre, ou diácono, proclama o Evangelho na celebração, o Missal Romano propõe que, no final, se diga: “pelas palavras do Santo Evangelho sejam perdoados os nossos pecados”. Nunca disse isso. No meu modo de entender, o Evangelho é a Boa Notícia de Pai, anúncio da alegria da Salvação, a proposta do Reino, a revelação de Deus, convocação para a vida nova. Ora, reduzir toda essa riqueza à função de perdoar pecados é muita pobreza. Não faz sentido! Ainda mais que o pedido de perdão é feito no Ato Penitencial. Não precisa repetir.
Na introdução ao Prefácio, o presidente tem um diálogo com a assembleia, onde ele convida o povo a dar graças a Deus, e o povo responde: “É nosso dever e nossa salvação”. E o presidente continua: “Na verdade, é nosso dever dar-vos graças…”. Embora a expressão “dever” aqui tenha um sentido mais ameno, parece não ser muito feliz. Prefiro dizer: é nosso PRAZER dar-vos graças. De fato, é um prazer poder cantar as glórias de Deus e bendizê-lo por todas as graças e bênçãos que nos proporciona. A Oração Eucarística V, composta para o Brasil, mais precisamente para o IX Congresso Eucarístico de Manaus, usa uma expressão bem mais bonita: “É justo e nos faz todos ser mais santos/ louvar a vós, ó Pai, no mundo inteiro”.
Esses são apenas alguns exemplos de como precisamos prestar mais atenção naquilo que fazemos e falamos, evitando a mesmice, a simples repetição, e procurando dar mais sentido à nossa oração. Que a prece não venha simplesmente da cabeça, mas sobretudo do coração. Pequenas alterações podem expressar mudanças bem mais profundas.
zeantonioliveira@hotmail.com - 8 janeiro, 2014


* * *

Não deixe de manifestar o seu repúdio às pretensiosas “dicas” do herege de Mariana, preferencialmente por telefone ou fax:
DOM GERALDO LYRIO ROCHA, Arcebispo de Mariana – MG Praça Dr. Gomes Freire, 200 – Centro – Caixa Postal 13 35.420-000 – MARIANA – MG Telefones: (31) 3557-1259 e (31) 3557-1103 Fax: (31) 3557-1103 Email: domgeraldo@terra.com.br
NUNCIATURA APOSTÓLICA
Excelência Reverendíssima Dom Giovanni D’Aniello, Núncio Apostólico
Av. das Nações, Quadra 801 Lt. 01/ CEP 70401-900 Brasília – DF
Cx. Postal 0153 Cep 70359-916 Brasília – DF Fones: (61) 3223 – 0794 ou 3223-0916 Fax: (61) 3224 – 9365 E-mail: nunapost@solar.com.br
SECRETARIA DE ESTADO DA SANTA SÉ:

Excelência Reverendíssima Dom Pietro Parolin Palazzo Apostolico Vaticano 00120 Città Del Vaticano – ROMA Tel. 06.6988-3438 Fax: 06.6988-5088 1ª Seção Tel. 06.6988-3014 2ª Seção Tel. 06.6988-5364 e-mail: vati026@relstat-segstat.vavati023@genaff-segstat.va ; vati032@relstat-segstat.va
CONGREGAÇÃO PARA A DOUTRINA DA FÉ

Excelência Reverendíssima Dom Gerhard Ludwig Müller Palazzo del Sant’Uffizio, 00120 Città del Vaticano E-mail: cdf@cfaith.va – Tel. 06.6988-3438 Fax: 06.6988-5088
CONGREGAÇÃO PARA O CLERO

Excelência Reverendíssima Dom Beniamino Stella: Piazza Pio XII, 3 00193 – Città del Vaticano – ROMA Tel: (003906) 69884151, fax: (003906) 69884845 Email: clero@cclergy.va (Secretário)
SUPREMO TRIBUNAL DA ASSINATURA APOSTÓLICA

Eminência Reverendíssima Dom Raymond Cardeal Leo Burke. Piazza della Cancelleria, 1 – 00186 ROMA Tel. 06.6988-7520 Fax: 06.6988-7553
CONGREGAZIONE PER IL CULTO DIVINO E LA DISCIPLINA DEI SACRAMENTI
Eminência Reverendíssima Dom Antonio Cardeal Cañizares Llovera, Prefeito desta egrégia Congregação, Palazzo delle Congregazioni Piazza Pio XII, 10 00120 CITTÀ DEL VATICANO – Santa Sede – Tel. 06-6988-4316 Fax: 06-6969-3499 e-mail: cultidiv@ccdds.vavpr-sacramenti@ccdds.va

Compartilhe!

Visto em: http://fratresinunum.com/2014/02/18/o-catolicismo-adulto-de-um-herege-atrevido-da-arquidiocese-de-mariana-mg. 
Esclarecendo aos desavisados, que sempre me escrevem reclamando que eu apoio este ou aquele só porque publico algo a respeito: não, eu não acompanho o Fratres! Deixei de fazê-lo há algum tempo, por algumas razões: pela repentina mudança do público, em sua maioria modernistas; pelos comentários idiotas de alguns tradicionalistas; por certos surtos esquizofrênico da linha mestra do blog, que ora pende para um lado e ora para o outro, criando uma confusão desnecessária; e, por fim, mas não por último (se é que me entendem), porque apoiam DOM Fellay. Mas minha recriminação não é "porque" apoiam DOM Fellay - é um direito que lhes cabe o de serem estultos - mas porque o fazem sorrateiramente, como os mornos. Isso é disgusting!

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA