Pesquisar este blog

Novidades!!!

sexta-feira, 6 de novembro de 2015

FELLAY: quem te viu, quem te vê!

FELLAY: quem te viu, quem te vê! 


Traduzimos outro texto sobre mais uma fellayada do superior geral da Neo-Frat. Já é público e notório que bate um vento e... "Sua Excelência" muda de opinião! Este texto comprobatório é do blog Syllabus, que li no Catolicismo de Sempre e traduzo diretamente do espanhol:





ONTEM E HOJE DE DOM FELLAY  


Sobre a reunião inter-religiosa em Fátima, em outubro de 2003, disse o Superior Geral da FSSPX:
"Como poderíamos deixar passar em silêncio tais aberrações? Nós rechaçamos qualquer acordo diferenciado; afirmamos a contradição entre o verdadeiro e o falso e nossa firme vontade de não ter "nullam partem" em semelhante empresa, já que, simplesmente, queremos seguir sendo católicos. É com horror e repugnância que nos afastamos dessa forma de considerar a Igreja e de viver em "comunhão". Como se pode pretender que a "Roma" modernista tenha mudado, que se tenha tornado favorável à Tradição? Quantas ilusões!"

Mons. Fellay, Carta aos amigos e benfeitores nº 65. Dezembro de 2003 [não achei a carta nem no site brasileiro (onde tem a de n. 62 e depois a de n. 68), nem no DICI (onde só achei a de n. 82, em várias línguas). Interesting...]

Sobre as reuniões inter-religiosas propiciadas por Francisco, como as recentes em Nova York ou no Vaticano, em audiência geral, estas são as declarações de Dom Fellay a respeito:

Sobre o recente Sínodo destruidor da família, Dom Fellay, já sem sentir "horror e repugnância", como anos atrás, atinou-se apenas em dizer, sobre Francisco:

"rezamos pelo Papa: oremus pro pontifice nostro Francisco, e permanecemos vigilantes; non tradat eum in manus inimicorum ejus [9], para que Deus não o entregue nas mãos de seus inimigos".

Mas, como comentou  acertadamente um leitor, em um site pró Neo-Fraternidade:

"... rezamos pelo Papa: oremus pro pontifice nostro Francisco, e permanecemos vigilantes: non tradat eum in manus inimicorum ejus [9], para que Deus não o entregue nas mãos de seus inimigos...". Leio isto e me pergunto... Quem Monsenhor Fellay pensa que são os inimigos de Francisco? Porque, na verdade, há uma tonelada de Santos, Doutores da Igreja e 2000 anos de Magistério que são inimigos declarados de Bergoglio. Digo, nada mais...".

Exatamente: Francisco declarou a guerra à Tradição, a todos nós, e tem ao autêntico Catolicismo por inimigo. Dom Fellay não o vê, ou não o quer ver? 


MEU COMENTÁRIO


Então, diz que os fiéis da neo-frat são PROIBIDOS de acessar a net e, particularmente, de acessar sites e blogs que "falem mal" de Fellay. Daí que me pergunto: onde fica o livre arbítrio?, como fica o "fazer uso da razão"?, o "2 + 2 = 4"?  

Quem comanda o "seu próprio" rebanho com coação e ameaças é DONO DE SEITA, como o Rev. Moon, ou os dois finados inomináveis (quero me poupar da choradeira dos sequazes, que SEI que também acompanham o Pale Ideas) que viraram santos de altar das respectivas seitas..

E agora a neo-frat também entrou na vibe do "culto ao chefe", o qual tomou para si uma infalibilidade que nem o Papa - me refiro a Papa Católico - possui, e que fulmina com excomunhão a quem quer que se oponha a ele, no alto de seu trono em Menzigen!  

Retomando, sabemos que é proibido aos fellaystas LER especialmente o Pale Ideas, mas eu SEI que alguns dormidos acompanham o blog, desobedecendo a seus superiores, não por virtude, contudo, pois ESPIONAR não é virtude!... 

Uma pena que não aproveitem para fazer uso da razão...  

Mas aproveito o ensejo para lhes fazer a mesma pergunta colocada acima: "Quem Monsenhor Fellay pensa que são os inimigos de Francisco?".  

Já posso responder, de minha parte, e no tanto que Francisco não se retrate de tudo o que disse contra a Fé, que, em sendo assim as coisas, eu me orgulho de estar na honrosa lista dos "inimigos de Francisco", visto que para ser amigo dele é preciso perder o Céu.  

Nestes tempos de guerra, é preciso tomar decisões, e não se pode tomá-las por simpatia ou admiração, ou... sob o domínio do orgulho!!!  

As decisões inerentes à Fé, à alma, ao Céu, devemos tomá-las com base na Doutrina: gosto dessa pessoa?, não gosto?, preciso me humilhar para ficar do lado certo, do lado de Cristo, do lado da verdadeira Fé e não por em risco a minha alma? ERRADO!!! O que devo me perguntar é: tal pessoa (padre, bispos, papa) é doutrinariamente CATÓLICA?  

Engula o seu orgulho e FAÇA A COISA CERTA!
 
 
Tradução, grifos, comentários e notas: Giulia d'Amore.
Visto em: http://catolicismodesempre.blogspot.com.br/2015/11/ontem-e-hoje-de-dom-fellay.html.
Fonte: http://syllabus-errorum.blogspot.com.ar/2015/11/ayer-y-hoy-de-monsenor-fellay.html.

 *

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA