Pesquisar este blog

segunda-feira, 3 de março de 2014

Conferência de D. Bernard Fellay sobre o acordo

OPERAÇÃO MEMÓRIA. Conferência de D. Bernard Fellay sobre os acordos com Roma. Ops! Acordos, não! Porque essa palavra é um... palavrão!
 
Mas fato é que estou tentando ouvir, com caridade e paciência, a quilométrica conferência - me lembra os discursos de Fidel Castro... - do Superior da Neo-FSSPX em La Reja, em outubro de 2012, tentando justificar por que é uma boa coisa integrar-se à igreja conciliar, deixando, assim, a Igreja Católica. E a cada minuto mais que ouço me pergunto: como é possível que alguém creia nele ou nisso ou naquilo!!! É um desfile de absurdos amaciados pela voz, pela escolha das palavras, pelas risadinhas - sic! - de tal forma que, se eu estivesse presente, certamente o veria avaliando a plateia para saber melhor por onde ir para conseguir o que quer. 

A conferência está em espanhol, mas dá para entender perfeitamente. É dividida em três partes, porque é realmente looooooooooooooooooooooooooonga. Dourar a pílula é uma tarefa demorada, tanto quanto cozinhar os sapos. 
 
E realmente é de se perguntar do que M. Fellay ri? Que Deus o perdoe e lhe dê a graça de voltar à Igreja Católica. 
 
Ler e ouvir a conferência NÃO É PECADO. Pecado é querer permanecer "cego" em uma obediência que não é nada virtuosa e pode levar a um pecado maior, gravíssimo, porque APOSTASIA é pecado mortal.

Conferência transcrita gentilmente pelo Blog Non Possumus e dividida em onze partes:




Conferência em áudio, dividida em três partes: 

 

Comparação dos textos do "Preâmbulo Doutrinal" e da "Declaração Doutrinal": http://nonpossumus-vcr.blogspot.com.br/2014/02/comparacion-de-los-textos-del-preambulo.html.


+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA