Pesquisar este blog

Novidades!!!

quarta-feira, 25 de junho de 2014

25 DE JUNHO: SÃO GUILHERME, ABADE

25 de junho

SÃO GUILHERME, ABADE



São Guilherme de Vercelli (Vercelli, 1085 – Sant'Angelo dei Lombardi, 25/06/1142) doi monge e avade, fundador de mosteiros, entre os quais o famoso mosteiro de Montevergine. 


De nobre família, após muitas peregrinações (entre as quais a Palestina), retirou-se como eremita nos montes próximos a Avellino. Entre 1118 e 1124, apareceu-lhe Nossa Senhora, pedindo-lhe a edificação do Santuário de Montevergine. Em 1119, fundou o mosteiro dos eremitas de Montevergine, de onde se originou a Congregação Verginiana da Ordem de São Bento (unida, em 1879, à de Cassinese). 

.
Na estátua que o retrata em São Pedro, Roma, há um lobo deitado a seus pés, em memória de um milagre que lhe é atribuído pela Tradição. Quando vivia nas montanhas como eremita, o asno que era seu precioso meio de transporte foi devorado por um lobo que São Guilherme transformou em um manso animal de montaria. Em suas peregrinações, ele passar por Santiago de Compostela, Roma, Puglia (Apúlia), para onde pretende embarcar para a Terra Santa. Mas foi dissuadido primeiro pelo futuro São João de Matera, que encontrou perto de Taranto (em Ginosa) e, depois, alguns assaltantes, perto de Brindisi (em Orla) que o surraram ferozmente porque decepcionados por ter os bolsos vazios. "Não é lá (Terra Santa) que te quer o Senhor", lhe havia dito João. 

Guilherme, então, atravessa a Lucânia e, quando chega a Atripalda (Avellino), ouve a VOZ de Deus que o chama a rezar e fazer penitências nas asperezas de Montevergine, não longe de um lugar onde, na era pagã, havia um templo dedicado à deusa Cibele. Montevergine fica no grupo dos Apeninos de Partênio, perto de Avellino, uma terra ainda cheia de ursos e lobos, onde vive só por um ano em uma cela que mandou construir para si. Um dia, o Salvador lhe aparece e lhe ordena que construa uma igreja no local. A igreja foi consagrada pelo bispo de Avellino em 1124



Aos poucos, começam a chegar homens - até sacerdotes - atraídos pela vida eremítica, formando uma comunidade a seu redor. Em seguida, começam a chegar peregrinos e "fiéis", a quem é preciso pregar e ministrar os sacramentos, na igrejinha consagrada em 1124. 

Guilherme adota a regra beneditina, com uma acento marcadamente eremita, mas essa afluência de gente requer também uma atividade pastoral, uma "cura de almas". 

Em 1128, ele confia a comunidade ao futuro Beato Alberto e se muda para a Lucânia, no Monte Cognato, onde logo nasce um mosteiro. Depois que se estabelece, Guilherme se põe a peregrinar novamente, parando em Goleto (ainda Avellino), onde por uma ano lhe serve de cela um buraco em uma gigantesca árvore, nascendo alí outro mosteiro, um duplo mosteiro, pois há uma comunidade masculina e outra feminina, cada uma com sua própria sede e própria igreja. 



O sul da Itália adota afetuosamente esse piemontês e outros mosteiros nascem em Irpinia e Puglia: "muitíssimos", diz sua primeira biografia do século XII. Forma-se assim a que será chamada Congregação Beneditina de Montevergine, que terá vida por séculos até se fundir, em 1879, coma Congregação Cassinese. 

Guilherme morre na abadia de Goleto, no território de Sant'Angelo dei Lombardi, e logo é venerado como santo. Alguns bispos autorizam o culto público, que será estendido a toda a Igreja em 1785. 

Seu corpo é transladado de Goleto a Montevergine em 1807, onde ainda se encontra atualmente. Esse mesmo mosteiro será refúgio seguro do Santo Sudário de Turim durante toda a Segunda Grande Guerra. 

Papa Alexandre III o beatificou em 1181. Papa Pio VI estendeu a veneração a toda a Igreja em 1785. Papa Pio XII o declarou Patrono primário da Irpinia. Desde 02/09/1807, suas relíquias são veneradas em Montevergine, para onde foram transladadas por ordem de Joaquim Murat, vice-rei de Napoles.

Ao lado da antiga basílica de Montevergine, foi construida outra, de estilo românico, onde é venerada a prodigiosa imagem bizantina, chamada "Madonna Schiavone". 




Fontes: http://www.santiebeati.it/dettaglio/59350 e http://ilcristotuttoamore.blogspot.com.br/2013/05/san-guglielmo-da-vercelli-monaco-e_21.html.
Tradução: Giulia d'Amore


+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

2 comentários:

  1. Pace e Bene,
    il M. R. P. Guglielmo Cappuccino di venerata memoria , scelse questo nome nella Religione perché grande devoto a San Guglielmo e per la sua vita per Gesù con Gesù e in Gesù.
    Il Cristo tutto Amore ti Benedica .
    Francesco di Santa Maria di Gesù
    Terziario Francescano

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Grazie mille Francesco di Santa Maria di Gesú.

      Para quem quer saber quem é o M.R.P. Guglielmo Maria Raele , OFM Cappuccino aqui o link: http://ilcristotuttoamore.blogspot.com.br/2012/02/in-memoria-del-m-r-p-guglielmo-maria.html (notem a casula).

      Excluir

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA