Pesquisar este blog

Novidades!!!

quinta-feira, 12 de setembro de 2013

Festa do Santíssimo Nome de Maria (III)

clique para ver mais imagens

Festa do Santo Nome de Maria, ou simplesmente Santo Nome de Maria, é um festa da Igreja Católica que se celebra em 12 de setembro. Foi instituída como festa universal pelo Papa Inocêncio XI para comemorar a vitória sobre os turcos na Batalha de Viena em 1683. A festa celebra o nome de Maria, mãe de Jesus.

A festa exemplifica o foco católico romano na Mariologia e na veneração da Bem-aventurada Virgem Maria. Em Roma uma das duas igrejas gêmeas no Fórum de Trajano é dedicada ao nome de Maria.

História


A festa era apenas realizada em Cuenca, Espanha, quando foi instituída em 1513. Era inicialmente comemorada em 15 de setembro. Em 1587, o Papa Sisto V mudou o dia da celebração para 17 de setembro. O Papa Gregório XV estendeu a festa para a Arquidiocese de Toledo em 1622. Em 1666 os Carmelitas Descalços receberam a permissão para recitar o Ofício do Nome de Maria quatro vezes por ano (dúplice). Em 1671, a festa foi estendida para toda a Espanha. Após a vitória dos cristãos, conduzida pelo rei Jan III Sobieski da Polônia, sobre os turcos na Batalha de Viena, a 12 de setembro de 1683, a festa foi estendida a toda a Igreja pelo Papa Inocêncio XI, e atribuída ao domingo após o Nascimento de Maria. Antes da batalha, o rei Jan Sobieski colocou suas tropas sob a proteção da Virgem Maria. Após a batalha, o Papa Inocêncio XI, pretendendo homenagear Maria, estendeu a festa para toda a Igreja.

Batalha de Viena 


Jan III Sobieski
Depois de dois meses de cerco a Viena, as tropas do Império Otomano comandadas por Merzinfolu Kara Mustafa Paşa foram impedidas de avançar com a islamização da Europa pela Santa Liga (forças polaco-austro-alemães) lideradas pelo Rei da Polónia Jan III Sobieski. Foi uma vitória da resistência europeia sobre o islão e também uma vitória do Catolicismo, pois, anos antes do cerco, as forças protestantes da região foram reforçadas com um contigente significativo de muçulmanos otomanos até ao momento em que estes últimos tomaram o "Reino de Viena". 

Antes da batalha, nas primeiras horas do dia 12 de Setembro, foi rezada uma missa para o Rei da Polónia e para o seus nobres. Sobieski aproveitou na ocasião para colocar as suas tropas sob a protecção da Virgem Maria. Após a batalha, Sobieski parafraseou a famosa citação de Júlio César ao dizer Venimus, Vidimus et Deus vicit - "Viemos, vimos e Deus conquistou" - e enviou a mensagem de vitória para o Papa Inocêncio IX, que apoiou a Santa Liga. Em sua homenagem, os austríacos construíram uma igreja no alto de uma colina na montanha de Kahlenberg e o Papa Inocêncio IX estabeleceu que o dia 12 de Setembro será sempre lembrado como o dia em que se comemora a festa do Santíssimo Nome de Maria. 


A vitória na batalha de Viena foi para a Europa um momento de Glória, de Liberdade, de Identidade e da Cristandade.

Data da festa
 

No Calendário Ambrosiano de Milão, a festa do Santo Nome de Maria foi atribuído a 11 de setembro. No tempo do Calendário Geral Romano como em 1954, a data foi fixada como 12 de setembro. Após um curto período, quando ela foi removida, porque foi considerada uma duplicação da festa do Nascimento da Virgem Maria em 8 de setembro, foi restabelecida a 12 de setembro.

VIDE DEVOÇÕES E TEXTOS SOBRE O SANTÍSSIMO NOME DE MARIA


+
Inscreva-se para receber as publicações do Pale Ideas: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA