Pesquisar este blog

Novidades!!!

terça-feira, 22 de setembro de 2015

São Maurício, Exupério, Cândido, Vitório e Companheiros da Legião Tebana, Mártires

22 de setembro 

São Maurício, Exupério, Cândido, Vitório e Companheiros da Legião Tebana

Mártires

Martirológio Romano: Em Saint-Maurice-en-Valais (Suiça), memória dos Santos Mártires Maurício, Exupério, Cândido, soldados que, como narra S.  Euquério (Bispo) de Lião, com seus companheiros da Legião Tebana e o veterano Vitório, enobreceram a História da Igreja com sua gloriosa paixão, sendo mortos por Cristos sob o imperador Maximiano.  


São Maurício foi um dos capitães da Legião Tebana (também conhecida como os Mártires de Agauno), uma unidade do exército romano com "seis mil, seiscentos e sessenta e seis homens" que fora recrutada no Alto Egito, na cidade de Tebas, e que se convertera em massa ao Cristianismo e foi martirizada em 286 d.C. Foram os primeiros santos Legionários do Cristianismo.

Durante a insurreição da Gália, principalmente contra os Bagaudes, por volta do ano 286, era Imperador de Roma Maximiano, que marchou para lá, com a Legião Tebana, comandada por Maurício, Cândido e Exupério, sendo uma parte do seu exército. Depois de suprimida a revolta, e no seu retorno para Agauno (agora Saint-Maurice-en-Valais) na Suíça, Maximiano deu ordem para que todo exército fizesse sacrifícios aos deuses romanos em agradecimento ao sucesso da campanha. Como parte da celebração, o imperador também ordenou a execução de vários prisioneiros cristãos. A Legião Tebana recusou-se a obedecer à ordem e se retirou dos ritos, deixando o acampamento e se distanciando bem longe do resto do exército para não ser impelida a ver o martírio dos demais cristãos. Maximiano repetidamente ordenou que a Legião Tebana obedecesse às suas ordens, e quando eles continuaram recusando, ele ordenou a decimatio (dizimação), ou seja a morte de um em cada dez soldadosA Legião, contudo, não se abalou, apesar das ameaças de uma segunda dizimação, que foi executada. O imperador disse aos remanescentes que seriam todos mortos, mas seu capitão, Maurício, inspirou neles o exemplo dos soldados já martirizados, e lhes falou que a todos eles estava assegurado um lugar no Céu. Todos foram decapitados por outros soldados, sem resistência. Maximiano chegou a ponto de levar as execuções até mesmo contra os membros da Legião Tebana estacionada em outro lugar no Império da Gália, incluindo a própria Roma. Os corpos identificados como os mártires de Agauno foram descobertos e identificados por Teodoro, bispo de Octuduro, em 350. A basílica que ele construiu em homenagem aos Mártires atraía muitos peregrinos; seus restos ainda podem ser visitados hoje. Euquério esteve pessoalmente em Agauno. A existência da "Legio I Maximiana", também conhecida como "Maximiana Thebaeorum" foi relatada no "Notitia Dignitatum".


Fontes: 
https://pt.wikipedia.org/wiki/Legi%C3%A3o_Tebana
https://pt.wikipedia.org/wiki/S%C3%A3o_Maur%C3%ADcio
https://www.paulinas.org.br/diafeliz/?system=santo&id=451
http://www.santiebeati.it/dettaglio/34800


*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA