Pesquisar este blog

Novidades!!!

quinta-feira, 24 de setembro de 2015

Nossa Senhora das Mercês

24 de setembro

Nossa Senhora das Mercês 

 O "Resgate" dos cristãos das mãos dos muçulmanos



Nossa Senhora das Mercês é um dos títulos da Virgem Maria.

A devoção originou-se na Espanha, daí também ser conhecida por Nossa Senhora das Mercedes. A Virgem é a protetora dos cristãos cativos dos mouros (muçulmanos) na África, principalmente os marinheiros e mercadores subjugados no Mar Mediterrâneo.  


A Ordem Real e Militar de Nossa Senhora das Mercês da Redenção dos Cativos, ou simplesmente Ordem de Nossa Senhora das Mercês foi fundada por São Pedro Nolasco e São Raimundo de Pennafort, em 1223, por ocasião da libertação dos escravos cristãos, tendo generalizado-se  sua festa na Igreja em 1696.

Foi no dia primeiro de agosto de 1223 que São Pedro Nolasco foi agraciado com uma Aparição de Nossa Senhora, a qual lhe indicou os meios para libertar os cristãos das mãos dos mouros. A França, na época, era palco de graves desordens devido aos abusos dos albigenses, que infestavam todo o sul do país. Achava-se Pedro associado ao conde Simão de Monfort, comandante do exército católico e com ele lhe chegou à Espanha, onde lhe foi confiada a educação do príncipe Jaime de Aragão. Investiu toda a sua fortuna e arrecadou somas avultadas com pessoas caridosas , a fim de resgatar cristãos escravos que tiveram a infelicidade de cair em poder dos muçulmanos.


Maria Santíssima, mostrando grande satisfação pelo bem que fizera aos cristãos, deu-lhe a ordem de fundar uma congregação como fim determinado da Redenção dos cativos. Pedro comunicou tal fato a São Raimundo de Pennafort, seu confessor e ao rei Jaime, e grande surpresa teve, quando deles soube, que ambos, na mesma noite, haviam tido a mesma aparição. Organizaram, então, as constituições da regra da nova Ordem, que teve gratíssimo acolhimento do povo e dos nobres. Já em 1235, a nova regra obteve aprovação da Santa Sé.

Durante a invasão moura na Espanha, os cristãos estavam sendo perseguidos, e muitos eram escravizados. Numa noite, Pedro Nolasco, Raimundo e o rei de Aragão, Dom Jaime I, tiveram o mesmo sonho: apareceu-lhes a Virgem Maria, dizendo-lhes para fundar uma ordem com o objetivo de proteger os cristãos. Pedro Nolasco e Raimundo descobriram que tiveram o mesmo sonho e ambos pediram a permissão do rei para fundar a ordem, e para sua surpresa o rei revelou que também tivera o mesmo sonho. Então, foi criada a Ordem de Nossa Senhora das Mercês, e Pedro foi nomeado o grão-mestre da Ordem, sendo depois canonizado com o nome de São Pedro Nolasco. E assim, a devoção à Virgem das Mercês foi se espalhando por toda a Europa
.  


A devoção chegou a Portugal, onde difundiu-se de Alenquer para Santarém e para Lisboa, e foi trazida pelos frades mercedários para o Brasil, onde floresceram diversas confrarias, formadas principalmente por escravos, os quais consideravam Nossa Senhora das Mercês padroeira de sua libertação (1)

Nota 
1 - LIMA JÚNIOR, Augusto de. História de Nossa Senhora em Minas Gerais: origens das principais invocações. Belo Horizonte: Editora Autêntica, 2008, p.117. 

Fontes:
  • https://pt.wikipedia.org/wiki/Nossa_Senhora_das_Merc%C3%AAs#cite_note-1
  • http://www.paginaoriente.com/titulos/nsmerces2309.htm
  • http://www.paginaoriente.com/santos/nsm.htm

Vide também:
 

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA