Pesquisar este blog

sábado, 24 de maio de 2014

BFE - Banco Fellay de Empréstimos... a juros camaradas!

Chegou-me às mãos esta tradução, que eu revisei, de um artigo do site "www.traditio.com", mostrando uma nova faceta do camaleônico Fellay: a de agiota de seus súditos! Ele já é conhecido por sua estudada ingenuidade, pela dissimulação e a arrogância, pela absoluta falta de humildade em reconhecer seus erros, por sua falsa caridade, por suas perseguições e ameaças... Agora, acrescenta mais uma "qualidade" à sua personalidade multifacetada. Sic!

Vamos ao texto. Como a tradução foi do inglês, e há as benditas expressões idiomáticas e que tais, peço, por gentileza, que, se encontrarem algum erro de tradução, me façam saber.


25 de Maio de 2014 – V Domingo depois da Páscoa

Católicos Tradicionalistas ficaram chocados ao saberem que Fellay 
cobra juros de suas próprias “Paróquias” 
quando elas constroem para ele e para a sua Neo-FSSPX. 

Por: The TRADITIO Fathers

Eu vou deixá-los de bolsos vazios, ameaça Fellay, Superior-ditador da Neo-FSSPX.
Ondas de choque abalaram a Comunidade Católica Tradicional,
quando foi recentemente revelado que Fellay está cobrando juros de suas próprias “paróquias”, quando elas terminam os seus projetos de construção
da própria NFSSPX. Fellay está agindo agora como o escandaloso Banco Vaticano de Francisco-Bergoglio

Ondas de choque abalaram a Comunidade Católica Tradicional quando foi revelado, em 18 de Maio de 2014, que Bernie Fellay, Superior-ditador da Neo-FSSPX, está cobrando juros de suas próprias “paróquias” por dividas de construção, isto é, por dinheiro emprestado por Fellay para terminar os projetos de construção da própria Neo-FSSPX. Isso não deve ser nenhuma surpresa. Quando Fellay foi sagrado em 1988, no último minuto, como um bispo substituto, ele não tinha essencialmente nenhuma experiência pastoral. A sua atividade principal havia sido a de contador [green-eye-shaded bookkeeper (no original). Em inglês, green-eye-shaded é um visor de celuloide verde, que servia, até meados do sec. 20, para diminuir o cansaço visual causado pelas lâmpadas incandescentes da época, usado por contadores, editores de textos, telegrafistas etc. – a lâmpada do banqueiro clássico tinha uma sombra verde por razões semelhantes. Mas era aplicado depreciativamente aos indivíduos que são excessivamente preocupados com questões financeiras ou pequenos e insignificantes detalhes] da FSSPX, desde a sua Ordenação em 1982.

Especula-se bastante que a política de Fellay possa ter sido influenciada pelo seu alter-ego financeiro, Maximilian Krah, o judeu arrecadador de fundos, que participa, com Fellay, de diversos Conselhos financeiros de Administração. Desde que Fellay juntou forças com Krah, a Neo-FSSPX está funcionando cada vez mais como o Bank of America, o Bank of England, ou o cheio-de-escândalos Banco do Vaticano de Francisco-Bergoglio.

Em meio a grande controvérsia, Fellay está sucateando o antigo Seminário da Fraternidade nos EUA, em Winona, Minnesota, que já foi dirigido pelo Bispo Tradicionalista Católico sênior Richard Williamson, que em 2012 abandonou Fellay por causa da sua tentativa de levar [a FSSPX] à Novus Ordo, e se tornou independente. No momento em que 1/6 do seu clero abandonou Fellay por tentar entregar a outrora Tradicionalista FSSPX à modernista Neoigreja da Novus Ordo, Fellay está esbanjando maços de dinheiro (de proveniência desconhecida) em outro projeto de construção: um novo seminário de ar modernista nas montanhas da Virgínia, destinado aos pseudo-tradicionalistas de inclinação Novus Ordo.

Fonte: http://www.traditio.com/comment/com1405.htm.
Tradução: um amigo de além-mar
Revisão e adaptação ao Português do Brasil: Giulia d'Amore.

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA