Pesquisar este blog

Novidades!!!

terça-feira, 29 de julho de 2014

29 de julho - São Felix II, Papa e Mártir

29 de Julho

São Félix II

Papa e Mártir



NOTA: O Papa é erroneamente chamado pela Igreja pós-conciliar de "Félix III", por causa de uma lista que inclui papas ilegítimos, ou antipapas. O outro Félix "II" - o antipapa - foi colocado no trono papal em 356, quando o Papa Libério foi banido pelo imperador Constâncio II por se recusar a subscrever a sentença de condenação contra Atanásio de Alexandria. A eleição de Félix opunha-se aos desejos do clero e do povo, e a cerimônia da sua consagração foi oficiada por religiosos da corte. Portanto, sendo ele um Antipapa, não deve constar da lista de Papas. E chamar ao verdadeiro e santo Félix II de "Félix III", de um lado reconhece a existência do Antipapa, de outro confunde os católicos. Na Igreja de Cristo não há confusão. Portanto, este Papa é Félix II, 48º Papa da Igreja Católica.

Descendente da nobre família Anicia, de senadores de Roma (seu pai era um eclesiástico), Félix II foi papa de 483 a 492, nasceu em Roma e foi eleito em 13 de março de 483, como sucessor de São Simplício (468-483), em um momento particularmente difícil das controvérsias cristológicas. 

Eleito por proposta de Odoacro(*), rei dos Hérulos, e consagrado no trono, tratou de estabelecer a paz no Oriente e empenhou-se na luta para purificar a doutrina cristã da heresia de Êutiques (monofisismo), doutrina daqueles que admitiam em Jesus Cristo uma só natureza. Essa heresia terminaria apenas no século seguinte (518). A ideia se contrapunha ao que pregava a Igreja do Ocidente, de que Jesus Cristo era dotado de uma natureza divina e de uma natureza humana, e por isso era considerada herética. Esta tensão realmente incomodava os cristãos romanos da época, que viviam em sérias disputas pela imposição de sua doutrina. O debate criou sérios problemas com o patriarcado de Constantinopla.


As querelas doutrinárias com o Oriente começaram antes ainda do papado de Félix III. Um ano antes de sua eleição, o imperador do Oriente, Zenão, promulgou um documento que parecia defender ou favorecer o monofisismo. No entanto, a Igreja Católica romana havia condenado tal doutrina no Concílio de Calcedônia realizado em 451. Quando assumiu o posto de Sumo Pontífice, Félix III enviou embaixadores a Constantinopla para discutir com o patriarca os motivos e os fins do documento. Para insatisfação do papa, o patriarca Acácio se recusou a abrir mão do que havia ratificado no documento e supostamente ainda tentou corromper os embaixadores. A reação foi enfática, Acácio foi excomungado, criando, assim, sérias desavenças entre Roma e Constantinopla.


A confusão que se criou em torno de disputas doutrinárias gerou um cisma e um ambiente de tensão com a Igreja oriental. O imperador Zenão convenceu o rei dos Ostrogodos, Teodorico, a lutar contra Odoacro, amigo de Félix e quem o havia indicado para papa. O embate resultou na vitória de Teodorico, que ficou com o título de rei da Itália. Nesse contexto, contudo, nem Zenão nem o papa chegaram a vivenciar seu desfecho, ambos faleceram em 491. 

Antes do sacerdócio casou-se e teve dois filhos: Giordano (pai do futuro Papa Agápito I) e Palatino (pai do futuro São Gregório Magno). 

Morreu mártir em 1º de março (492) e foi sucedido por São Gelásio I (492-496). É o único Papa que está enterrado na basílica de S. Pablo Extramuros.  

Fonte: http://www.infoescola.com/biografias/papa-felix-iii/.

(*) Até então, era a eleição do Papa se dava por aclamação popular dos romanos e ratifica imperial, mas não havendo mais o Imperador de Ocidente, Odoacro reivindicou o direito para si enviando a Roma Cecina Basílio com um decreto firmado supostamente por Papa Simplício no qual prescrevia que a eleição papal dai em diante se daria com a consultoria dos delegados reais. Ninguém se opôs ao decreto e as consultas resultaram na eleição de Félix.






Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA