Pesquisar este blog

terça-feira, 28 de janeiro de 2014

DA GAIVOTA AO CORVO - A POMBA NO VATICANO



No quarto domingo de janeiro, de 2013, O Papa Bento XVI tinha soltado duas pombas pela paz. Uma das pombas foi atacada por uma gaivota. As imagens correram mundo, principalmente as que foram registradas pelo fotógrafo Gregorio Brogia. Disto, foi dada notícia aqui no blogue ASCENDENS.


No quarto domingo de janeiro de 2014, o Papa Francisco soltou duas pombas pela paz. Uma das pombas foi atacada por uma gaivota, e depois por um corvo (dois ataques). Deste fato, Gregório Borgia e Alessandro Bianchi fizeram registros que têm ilustrado a notícia.


Os que então chamei de "gaivoteanos", que diziam que "a gaivota era a boa e a pomba a má", ponham agora a mão na consciência de tão retorcidas interpretações. Os modernistas-conservadores tinham então feito um malabarismo oposto: disseram que a pomba, depois de atacada, ficou livre. Enfim...!

(ver colecção de fotos, aqui)

Noé enviou da arca (que é a Igreja) uma pomba e um corvo. Três vezes a enviou: à primeira voltou, há segunda voltou comum raminho de oliveira, e à terceira por lá ficou. Uma vez, a primeira, mandou o corvo. As pombas de Bento XVI e de Francisco não voltaram, mas foram atacadas. É verdade que não estamos no dilúvio, e por isso a pomba não tem de voltar, mas foi atacada inesperadamente logo que lançada, em 2013 por uma gaivota, e em 2014 por gaivota e corvo! Lançam estes Papas a pomba ao perigo, e parece que o perigo é crescente!


Não quero interpretar mais, porque isto parece-me o mais direto, o mais simples, o honesto, o suficiente, o seguro.

Aproveito para deixar-vos as passagens da Sagrada Escritura onde há referências à pomba:

- "Soltou também uma pomba, para ver se as águas teriam já diminuído na face da terra. A pomba, porém, não encontrando onde pousar, voltou para junto dele na arca, porque havia ainda água na face da terra. Noé estendeu a mão, e tendo-a tomado, recolheu-a na arca. Esperou mais sete dias, e soltou de novo a pomba fora da arca." (Génesis 8, 8 a 10)
- "Esperou ainda sete dias, e soltou a pomba que desta vez não mais voltou." (Génesis 8, 12)

- "Se a sua oferta ao Senhor for um holocausto tirado dentre as aves, oferecerá rolas ou pombinhos." (Levítico 1, 14)
 
- "Se não houver meio de se obter uma ovelha ou uma cabra, oferecerá ao Senhor em expiação pelo seu pecado duas rolas ou dois pombinhos, um em sacrifício pelo pecado e o outro em holocausto." (Levítico 5, 7)

- "Se não houver meio de se encontrarem duas rolas ou dois pombinhos, trará como oferta, pelo pecado cometido, o décimo de um efá de flor de farinha em sacrifício pelo pecado. Não lhe deitará azeite nem lhe porá incenso, porque é um sacrifício pelo pecado."
(Levítico 5, 11)

- "Se as suas posses não lhe permitirem trazer um cordeiro, tomará duas rolas ou dois pombinhos, uma para o holocausto e outro para o sacrifício pelo pecado. O sacerdote fará por ela a expiação, e será purificada."
(Levítico 12, 8)

- "Tomará também, de acordo com suas posses, duas rolas ou dois pombinhos, um em sacrifício pelo pecado e outro para o holocausto."
(Levítico 14, 22)

- "Oferecerá uma das rolas ou um dos pombinhos, conforme suas posses lhe permitirem, um em sacrifício pelo pecado."
(Levítico 14, 30)

- "No oitavo dia tomará duas rolas ou dois pombinhos e se apresentará diante do Senhor à entrada da tenda de reunião. Dá-los-á ao sacerdote,.."
(Levítico 15, 14)

- "No oitavo dia tomará duas rolas ou dois pombinhos e os trará ao sacerdote à entrada da tenda de reunião."
(Levítico 15, 29)

- "No oitavo dia trará ao sacerdote, à entrada da tenda de reunião, duas rolas ou dois pombinhos." (Números 6, 10)

- "... tivesse eu asas como a pomba, voaria para um lugar de repouso;" (Salmos 54, 7)
- "Ao mestre de canto. Conforme: Muda pomba de longínquas terras. Cântico de Davi, quando vai para junto dos filisteus, em Get." (Salmos 55, 1)
- "Enquanto entre os rebanhos repousáveis, as asas da pomba refulgiam como prata, e de ouro era o brilho de suas penas." (Salmos 67, 14)
- "Não abandoneis ao abutre a vida de vossa pomba, não esqueçais para sempre a vida de vossos pobres." (Salmos 73, 19)
- "Minha pomba, oculta nas fendas do rochedo, e nos abrigos das rochas escarpadas, mostra-me o teu rosto, faz-me ouvir a tua voz. Tua voz é tão doce, e delicado teu rosto!" (Cântico dos Cânticos 2, 14)
- "Eu dormia, mas meu coração velava. Eis a voz do meu amado. Ele bate. Abre-me, minha irmã, minha amiga, minha pomba, minha perfeita; minha cabeça está coberta de orvalho, e os cachos de meus cabelos cheios das gotas da noite". (Cântico dos Cânticos 5, 2)
- "Uma, porém, é a minha pomba, uma só a minha perfeita; ela é a única de sua mãe, a predileta daquela que a deu à luz. Ao vê-la, as donzelas proclamam-na bem-aventurada, rainhas e concubinas a louvam". (Cântico dos Cânticos 6, 9)
- "Como a andorinha, dou gritos agudos e gemo como a pomba. Meus olhos se cansam de olhar para o alto. Senhor, estou em agonia, socorrei-me".
(Isaías 38, 14)

- "Abandonai as cidades para habitar os rochedos, habitantes de Moab, assim como faz a pomba que coloca o ninho na borda dos precipícios". (Jeremias 48, 28)
- "Efraim é como uma pomba ingénua, sem inteligência; apelam para o Egito, vão à Assíria..." (Oséias 7, 11)
- "O egípcios tremerão como uma ave, e os assírios, como uma pomba. Eu os farei habitar em suas casas - oráculo do Senhor". (Oséias 11, 11)
- "Depois que Jesus foi batizado, saiu logo da água. Eis que os céus se abriram e viu descer sobre ele, em forma de pomba, o Espírito de Deus". (S. Mateus 3, 16)
- "No momento em que Jesus saía da água, João viu os céus abertos e descer o Espírito em forma de pomba sobre ele". (S. Marcos 1, 10)
- "E para oferecerem o sacrifício prescrito pela lei do Senhor, um par de rolas ou dois pombinhos." (S. Lucas 2, 24)
- "E o Espírito Santo desceu sobre ele em forma corpórea, como uma pomba; e veio do céu uma voz: Tu és o meu Filho bem-amado; em ti ponho minha afeição." (S. Lucas 3, 22)
- "Vi o Espírito descer do céu em forma de uma pomba e repousar sobre Ele." (S. João 1, 32)


A respeito do corvo, dizem-nos as Sagradas Escrituras:

- "E deixou sair um corvo, o qual saindo, voava de um lado para outro, até que aparecesse a terra seca." (Génesis 8, 7)
- "A águia, o falcão e o abutre, o milhafre e toda variedade de falcões, toda espécie de corvo, a avestruz, a andorinha, a gaivota e toda espécie de gavião, o mocho, a coruja e o íbis, o cisne, o pelicano, o alcatraz e a cegonha, toda variedade de garça, a poupa e o morcego." (Levítico 11, 14)
- "Toda espécie de corvo," (Deuteronómio 14, 14)
- "Quem prepara ao corvo o seu sustento, quando seus filhinhos gritam para Deus, quando andam de um lado para outro sem comida?" (Jó 38, 41)
- "Sua cabeça é de ouro puro, seus cachos flexíveis são negros como o corvo."
(Cântico dos Cânticos 5, 11)

- "Será domínio do mocho e da garça, a coruja e o corvo habitá-la-ão. O Senhor estenderá sobre ela o cordel da destruição, e o fio de prumo da desolação." (Isaías 34, 11)


Quanto à gaivota há alguma menção também, mas reparem que o corvo e a gaivota fazem parte da lista de animais que Deus proíbe ao homem de comer:

- Da lista de animais proibidos de serem comidos pelo homem: "Eis as que não podereis comer: a águia, o falcão e o abutre, o milhafre e toda a variedade de falcão, toda a espécie de corvo, a avestruz, a andorinha, a gaivota e toda a variedade de gavião, .." (Deutronómio 14, 12 a 15)

- O mesmo está repetido no Levítico 11, 13 e 14: "Entre as aves, eis as que tereis abominação e de cuja carne não comereis, porque é uma abominação: a águia, o falcão e o abutre, o milhafre e toda variedade de falcões, toda espécie de corvo, a avestruz, a andorinha, a gaivota e toda espécie de gavião, o mocho, a coruja e o íbis, o cisne, o pelicano, o alcatraz e a cegonha, toda variedade de garça, a poupa e o morcego."

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA