Pesquisar este blog

Novidades!!!

terça-feira, 20 de agosto de 2013

NAVEGANDO SOB O COMANDO DO CAPITÃO SMITH

Particularmente, penso que se trate mais do Capitão Francesco Schettino do que do Capitão Smith, pois, embora aquele tenha sido um dos primeiros a abandonar o navio (enquanto, aparentemente, d. Fellay ficou no navio), Smith tinha mais hombridade, afundou junto com o navio por coisas que hoje estão em desuso, como a honra. Aplicando a analogia à nossa cara e desafortunada Fraternidade São Pio X, d. Fellay afundou a instituição por seguir uma quimera, quando ainda se queira falar em boas intenções. Que honra há nisso? Depois, perseguiu todos os que denunciavam seus atos. Que honra há nisso? Depois expulsou um Bispo de Romana Igreja sem o mínimo de legalidade e com o intuito de se livrar daquele que ele pensava ser o principal acusador. Que honra há nisso? Quando, então, por meio do próprio d. Fellay, veio à tona que tudo o que Dom Williamson havia denunciado era verdade, tentou justificar o injustificável, mas não reparou a injustiça com Dom Williamson e os demais que foram punidos, perseguidos e/ou expulsos. Que honra há nisso? Obstinadamente, recusa-se a deixar o comando da obra que ele obstinadamente fez ruir em pouco tempo. Que honra há nisso? 

De fato, assemelha-se bem mais ao Capitão que queria bancar o Leonardo de Caprio com a passageira, deixando de lado a prudência e as normas de segurança estabelecidas para o bem de todos. Deu no que deu! Houve até mortes. 

No caso da FSSPX, quantas almas se perderam nessa "brincadeira" narcisista? Falo dos que morreram nestes últimos tempos, confusos e aflitos, à deriva. E a situação moral dos fiéis e dos padres da Neo-FSSPX? Mas este assunto fica para outro post, porque a lista é longa... mas todos já percebem os "bons" frutos nos centros de Missa e até mesmo nos Priorados.


Voltando... A Fraternidade fundada por Monsenhor Lefebvre continua firme e forte nas mãos da Resistência. A ONG que d. Fellay opera é um simulacro da FSSPX. Eles ficaram com os templos (igrejas, capelas, seminários...), nós ficamos com a missão do Fundador. Simples assim. 

Na Neo-FSSPX, agora, as coisas vão ficar mais claras: o chefe da Sinagoga quer continuar a bater papo com d. Fellay, desta vez com um claríssimo "out out". Acho que ele também cansou dessa conversa dupla do "Capitão": uma para a Sinagoga e outra para a plateia de dormidos. E... adelante! 

Giulia d'Amore


* * *

Fonte: Non Possumus





Quando tudo parecer perdido, até na pequena FSSPX, então chegará a hora de Deus e do Coração Imaculado de Maria (1).

A maior ilusão de Mons. Fellay é a de ter acreditado que a grande FSSPX iria salvar a Igreja. E o diabo acrescentou: "desde dentro, como em Troia...". 

A única coisa que precisávamos fazer era construir a arca de Noé para os poucos sobreviventes e seguir nela, segundo o plano do fundador, até que termine o Dilúvio.  

Mas um iluminado abriu a porta antes do tempo e inundo a arca. Que Deus tenha piedade de nós: não era Noé, era o Capitão do Titanic.

Um Sacerdote da FSSPX

(1): Frei Bernardo María Clausi: "As coisas chegarão ao limite, e quando tudo parecer perdido e a mão do homem não possa mais nada, será quando Deus porá lia a Sua e consertará todas as coisas, em um abrir e piscar de olhos..."

Venerável Frei Jacinto Coma: "A Providência tem reservado um meio imprevisto, que fará de um só golpe o que teria demorado muito tempo seguindo o curso normal das coisas".

Petite Marie des Terreaux: "Repentinamente acabará a Revolução por um milagre que causará o assombro do universo".

Marie Julie Jahenny: "Tudo deve se perder sem remédio humano possível para que se veja bem que a salvação vem dEle somente".


* Links pelo Pale Ideas

+
Inscreva-se para receber as publicações do Pale Ideas: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA