Pesquisar este blog

Novidades!!!

sábado, 12 de janeiro de 2013

REFLEXÕES: Eu sou a culpada

Eu sou a culpada


Aconteceu numa comunidade religiosa. Uma noviça cometera uma falta que transtornava a ordem e repercutia em toda a comunidade. Algumas colegas pensavam que devia receber uma boa repreensão. Outras apelavam para a inexperiência e falta de maturidade da jovem. A expectativa era grande. A Mestra convocou a comunidade para uma reunião. Por sorte a vítima estava ausente:

- Prezadas irmãs, é preciso castigar a culpada. Penso que ainda não sabem quem é a verdadeira culpada. A culpada de tudo o que aconteceu... sou eu mesma, devido ao meu mau exemplo, minha incompetência e negligência. Portanto, quem merece o castigo sou eu.

Silêncio sepulcral na sala. Perplexidade em todos os semblantes. Para amenizar a situação e descarregar a atmosfera pesada que se formou, uma jovem pediu a palavra:

- Com licença! Vamos repartir a culpa. Cada uma de nós tem um pouco de culpa por causa de nossa conduta e nosso mau exemplo. Convido todas para cantar um canto de perdão.

Fonte 1: Boletim do Padre Pelagio
Fonte 2: Almas Castelos



ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA