Pesquisar este blog

Novidades!!!

quinta-feira, 5 de maio de 2016

E-mails, confidencialidade, bem comum, hipocrisia...

Posto este artigo abaixo porque é justo que o rebanho saiba o que o pastor anda dizendo por aí, ainda que no "segredo" de um e-mail. O texto pode ser lido clicando no título abaixo. Eu prefiro falar de outras coisas. 


A resposta de Dom Tomas e a Valtorta fora do Non-Possumus 




Pois bem, tem causado um certo frisson o fato de que os "rebeldes" estejam divulgando o conteúdo de e-mails de personalidades da Desistência. Tenho algumas considerações a respeito.  

Aprendi na FSSPX (que então incluía o Mosteiro da Santa Cruz, como comunidade amiga, e nunca soube que pensasse diferente) que, quando está em jogo o bem comum, é lícito revelar segredos, confidências e até mesmo fatos da vida particular ou pecados de alguém que esteja causando grave perturbação na ordem que deve reinar no mundo católico.  

Vejam bem, aqui não se está falando de SEGREDOS DE CONFISSÃO! Revelar o conteúdo de um e-mail, quebrando-lhe a confidencialidade não é o mesmo que um Padre revelar pecados ouvidos em confissão. Devagar com o faniquito, pessoal! 


Sou a favor da confidencialidade do e-mail ou da carta comum, e sou uma grande guardadora de segredos; até com o pior dos inimigos, se o que eu sei não interfere no bem comum. Mas aqui também não se trata de revelar SEGREDOS PESSOAIS desta ou daquela cabeça coroada da Desistência. O que se revelam são questões relevantes para o bem comum, que nada têm de PESSOAL.  

Desenhando para ajudar os amiguxos: se alguém me escreve confidenciando que vão explodir uma bomba na casa de um tal conhecido, o que eu devo fazer? Guardar a confidencialidade do e-mail e deixar que a bomba expluda?  

E o que é aquela série de Comentários Eleison, sermões e conferências de Williamson, primeiro, e de toda a malta depois? Não são bombas estrondosas para as almas?  

E os infames, como discos quebrados, repetem que tudo o que o coitadinho do Williamson fez foi ter sido um tanto imprudente por ter dito a uma única senhora em uma conversa blablablá... e que nós estamos fazendo tempestade em um copo d´água por causa disso.  

A verdade é bem outra. A lista dos erros de Williamson é mais longa, e já foi exaustivamente exposta neste blog. Além de ser o "pior cego" aquele que não quer ouvir, ele também é desonesto e perigoso para as almas. 

Uma das coisas mais extraordinárias (no pior sentido!) que tive que ler a respeito do "pobre do Williamson e de como somos maus com ele" foi de um "tipo" que diz - e publicamente - que Williamson protege um PEDÓFILO porque, resumidamente, baseado na "verdadeira caridade", crê no arrependimento e na emenda dessa vítima da sociedade. O "tipo" confessa que "desconhece os detalhes do caso", mas afirma que confia em Williamson ("Maldito o homem que confia no homem") e ainda lança o desafio dos modernistas: "atire a primeira pedra...". Seria cômico se não fosse trágico.  

Trágico sobretudo para as crianças que já foram ABUSADAS pelo padre Abraham, o PEDÓFILO que Williamson protege e deixa livre, leve e solto no meio do rebanho podendo fazer mais vítimas.  

Esse "tipo" desconhece detalhes, mas há fiéis que não só conhecem como foram atrás do próprio PEDÓFILO para obter informações e o próprio PEDÓFILO confessou que ainda é um perigo para as crianças, e a única precaução que toma é avisar os pais para cuidar de seus filhos e de repreender a ele, o PEDÓFILO, com olhares severos se o pegarem olhando esquisito para as crianças! Ó!, pobre do PEDÓFILO que Williamson protege!...   

A Igreja já se manifestou oficialmente sobre HOMOSSEXUALISMO, através do "Horrendum Illud Scelus" de São Pio V, cuja memória se comemora hoje. Transcrevo: 
“Esse horrendo crime, pelo qual cidades corruptas e obscenas foram queimadas pela condenação divina, nos enche de amarga dor e nos estimula veementemente a reprimi-lo com o máximo zelo possível.
Com toda razão o Quinto Concílio de Latrão estabelece que todo membro do clero apanhado na prática do vício contra a natureza, pelo qual a cólera de Deus caiu sobre os filhos da iniquidade, seja despojado [cadê o chamado à caridade, aqui?]  das ordens clericais ou obrigado a fazer penitência em um mosteiro.
Para que o contágio de tão grande flagelo não se propague com maior audácia valendo-se da impunidade, que é o maior incentivo ao pecado, e para punir [cadê o chamado à caridade, aqui?]  mais severamente os sacerdotes culpados desse nefando crime [cadê o chamado à caridade, aqui?] que não estejam aterrorizados com a morte da alma, determinamos que eles sejam entregues à severidade da autoridade civil, que faz cumprir a lei [cadê o chamado à caridade, aqui?]
Portanto, desejando adotar com maior rigor o que decretamos desde o início de nosso pontificado, estabelecemos que todo sacerdote ou membro do clero, seja secular ou regular, de qualquer grau ou dignidade, que cometa esse horrendo crime, por força da presente lei seja privado de qualquer privilégio clerical, de qualquer ofício, dignidade e benefício eclesiástico; e que, uma vez degradado pelo juiz eclesiástico, seja entregue imediatamente à autoridade civil para receber a mesma punição que a lei reserva aos leigos que se lançaram nesse abismo.” [Mais uma vez, cadê o chamado à caridade, aqui?].  
O que preocupa no falar desses desistentes é que andam usando a linguagem e a conceituação modernista. Quem fala em "caridade" e "misericórdia" com tanta displicência e leviandade são os modernistas, como Francisco. Vemos-o claramente nos "mas, mas, mas" de Dom Tomás de Aquino, que "recomenda" a leitura de um livro condenado pelo Santo Ofício... contanto que se faça "à luz do Evangelho". Isso não é a hermenêutica da continuidade de Bento XVI?   

Esse "tipo" que defende um bispo que defende um PEDÓFILO (o que, por tabela, o faz defensor do próprio PEDÓFILO) contra a ORDEM de São Pio V acha perfeitamente normal ter caridade para com um PEDÓFILO confesso e perigoso. E ainda desafia o próximo a lançar a primeira pedra se nunca pecou! Hipócrita! Quantas pedras o "santo tipo" já lançou contra os que permanecem fiéis a Nosso Senhor Jesus Cristo e ao próprio Fundador da FSSPX, Monsenhor Lefebvre!!!  

E daí que pergunto: e a caridade para com as vítimas que esse PEDÓFILO já fez e as que poderá fazer, visto que ele mesmo se acha um perigo para as crianças?... Se é tão condescendente com um crime tão ímpio que levou São Pio V a determinar tão grave pena, nem quero imaginar que valores morais o "tipo" cultive... 

E mais: e a obediência à Igreja, que MANDA entregar tal biltre às autoridades civis? Por que Williamson não entregou esse CRIMINOSO às autoridades legais e o esconde e protege?  Está acima da lei da Igreja, de São Pio V? Ainda que fosse... não tem o condão de mudar a lei a seu bel prazer. Mas, com Williamson, sabemos que as coisas são exatamente assim. Ele se acha acima do bem e do mal. E os peixes-boi o acham infalível. 

Ainda sobre a quebra de confidencialidade... é público e notório que o Pe. Trincado já fez isso. (Daí que ele pode?) E o fez para embasar seus ridículos sofismas nos quais caem apenas as mentes mais suscetíveis e fracas. O que só aumenta a responsabilidade dele... Enfim, Trincado faz? Eu também posso. E pode quem quiser. Virou festa da uva! A diferença é que, quando NÓS revelamos o conteúdo de um e-mail supostamente confidencial, o fazemos pelo bem comum. E, em tema de desafios, eu desafio alguém provar que o tenhamos feito alguma vez por simples entretenimento, de forma leviana.  

Ademais, quebrou-se a confidencialidade tantas vezes para revelar coisas boas desses bispos... e ninguém se escandalizou com isso. Agora que se age pelo bem das almas vêm as "mocinhas" cheias de pudores gritar ao escândalo. Me fazem lembrar dos comparsas do Lula, gritando ao escândalo, quando o bravo Juiz Moro tornou públicos os famosos grampos telefônicos, lembram? O efeito se torna mais importante do que a causa... E esses mesmos que se escandalizam com a "divulgação" do conteúdo dos e-mails não se escandalizam com o "conteúdo"! 

Eu gostaria de ser mais objetiva e sucinta, porque eu sei que as pessoas são preguiçosas, um dos efeitos nocivos da internet, mas se alguém tem compromisso com a verdade lerá tudo. 

E por falar em ler, vou ser mais clara desta vez: ninguém é obrigado a ler o Pale Ideas. Ainda mais quando é sabido que o bispo proibiu que lessem. É feio desobedecer o bispo... ai, ai, ai!  

E vou ser bem sincera em dizer, do alto das 1.163.470 (um milhão, cento e sessenta e três mil e quatrocentas e setenta) visualizações de meu blog, eu DISPENSO leitores desonestos e hipócritas, que não têm pudor em jogar pedras em gente de bem, que diz a verdade e não age nas trevas. O que me consola é que a MAIORIA dos meus leitores é composta de pessoas de bem, algumas das quais fazem questão de me fazer saber que compreendem o que eu digo e, por isso, concordam, porque eu falo a verdade.  

E, o mais importante, eu CREIO que Deus é ONIPRESENTE E ONISCIENTE. Eu durmo perfeitamente bem à noite. 

Encerro o assunto, por ora. Voltarei para falar em novos mistérios da Desistência...  


    
COMENTARISTA, LEIA ANTES O 
LEIA ANTES DE COMENTAR
THANKS! 
  
* * *
 
http://edicoescristorei.blogspot.com.br

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA