Pesquisar este blog

terça-feira, 15 de dezembro de 2015

JÁ SE PERGUNTOU QUAL SERIA O HINO DA TRADIÇÃO CATÓLICA?

QUAL SERIA O HINO DA TRADIÇÃO CATÓLICA

Hino da Tradição - música, texto e história. 






Segundo um renomado site italiano - messainlatino.it - se houvesse uma enquete, seria escolhido como hino da Tradição este: "Noi Vogliamo Dio", que podemos acompanhar logo abaixo, em italiano (Coro de Bonemerse). Bom, não sei se realmente se escolheria este hino em particular, mas é realmente um forte candidato, uma vez que já foi até Hino Nacional do Estado Pontifício, como veremos a seguir

Depois de um breve histórico, temos a versão em português e espanhol, música e letra. 




 

"Noi vogliam Dio" (Nós queremos Deus), é um hino de tradição popular que se tornou, a partir do início de 1800, o hino oficial do Estado Pontifício.  


BREVE HISTÓRIA DOS HINOS SEGUINTES: Este hino foi substituído, em 1857, pelo Papa Pio IX, pela "Gran Marcia Trionfale" (Grã Marcha Triunfal), de autoria do austríaco Viktorin Hallmayer, compositor e diretor da banda pontifícia (e também comandante da banda do 47º Regimento de Infantaria austríaco "Conde Kinsky", que estava sediado em Roma para defender o Estado Pontifício), o qual permaneceu mesmo depois de 1929, quando, com o Tratado de Latrão, o Estado da Cidade do Vaticano obteve independência do Estado italiano, até que em 1950 foi substituído pelo atual "Inno e Marcia Pontificale" (Hino e Marcha Pontifical). A Grande Marcha Triunfal foi executada a primeira vez em 9 de junho de 1857, durante a cerimônia de entrada oficial de Pio IX na cidade de Bolonha, a segunda cidade mais importantes dos Estados Pontifícios à época. O hino teve imediata e estrondosa ressonância e, quando o Papa voltou aos palácios pontifícios, em 5 de setembro de 1857, o decretou como hino nacional. O Inno e Marcia Pontificale foi escrito por Antonio Allegra (1905-1969) em cima de uma música composta por Charles Gounod (1818-1893) que a enviara a Roma, por ocasião da celebração do jubileu sacerdotal de Pio IX, aos 11 de abril de 1869. O Papa gostou muito da músisca e se pensou em substituir o hino anterior por este de Grounod, mas a tomada de Roma por parte da nascente nação italiana impediu a realização do projeto, pois fez desaparecer o Estado da Igreja e os seus símbolos: hino de Hallmayr e bandeira. Em 1929, o supracitado Tratado de Latrão permitiu o ressurgimento do Estado da Igreja, com o nome de Cidade do Vaticano, e seus símbolos voltaram em vigor. Foi, então, Papa Pio XII que, por causa do Ano Santo de 1950, decidiu pela substituição. Em 24 de dezembro de 1949, a música de Gounod foi executada diante do Papa, dando-lhe o nome de "Inno e Marcia pontificale" de um texto latim e de um texto italiano. Em primeiro de janeiro de 1950, um decreto papal o tornava hino oficial. Podem ler o texto aqui: https://it.wikipedia.org/wiki/Inno_e_Marcia_Pontificale.

A melodia do Noi Vogliam Dio difundiu-se como melodia litúrgica somente em um segundo momento, quando perdeu seu valor civil-religioso que a ligava diretamente ao Estado da Igreja, mesmo permanecendo sempre um canto estritamente ligado ao Papa e à sua figura de monarca temporal. Ainda é usado como cântico litúrgico, sobretudo nas procissões
. Os autores tanto do texto como da música permanecem anônimos até hoje. O que se sabe é que o texto original é italiano, ainda que se conheçam variantes em dialeto romano


Noi vogliam Dio, Vergine Maria,
benigna ascolta il nostro dir,
noi t’invochiamo, o Madre pia,
dei figli tuoi compi il desir.

Rit: Deh benedici, o Madre, al grido della fe’,
noi vogliam Dio, ch’è nostro Padre,
noi vogliam Dio, ch’è nostro Re.
noi vogliam Dio, ch’è nostro Padre,
noi vogliam Dio, ch’è nostro Re.

Noi vogliam Dio nelle famiglie
dei nostri cari in mezzo al cor;
sian puri i figli, caste le figlie,
tutti c’infiammi di Dio l’amor.

Noi vogliam Dio in ogni scuola
perché la cara gioventù
la legge apprenda e la parola
della sapienza di Gesù.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio nell’officina
perché sia santo anche il lavor;
a Lui dal campo la fronte china
alzi fidente l’agricoltor.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio nella coscienza
di chi l’Italia governerà!
Così la patria riavrà potenza
e a nuova vita risorgerà.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, dell’alma è il grido,
che a piè leviamo del santo altar.
Grido d’amore ardente e fido,
per tua man possa al ciel volar.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, l’inique genti
contro di lui si sollevar
e negli eccessi loro furenti
osaron stolti Iddio sfidar.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, Dio nella scuola,
vogliam che in essa la gioventù
studi la santa di lui la Parola,
miri l’ immagine del buon Gesù.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, nel giudicare
a Dio s’ispiri il tribunal.
Dio nelle nozze innanzi all’altare,
Dio del morente al capezzal.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, perché al soldato
coraggio infonda nel guerreggiar,
sì che a difesa del suol amato
d’ Italia sappia da eroe pugnar.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, quest’ almo grido
echeggi ovunque in terra e in mar,
suoni solenne in ogni lido,
dove s’ innalza di Dio l’ altar.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, le inique genti
rigettan stolte il suo regnar,
ma noi un patto stringiam fidenti,
né sia chi osi più Iddio sfidar.

Rit: Deh benedici, o Madre...’,

Noi vogliam Dio, nei tribunali
egli presieda al giudicar.
Noi lo vogliamo negli sponsali,
nostro conforto allo spirar.

Rit: Deh benedici, o Madre...’.    



Sacramental da Vendéia


O hino "Noi Vogliam Dio" corresponde ao nosso "Queremos Deus, homens ingratos": 





Texto, em português: 

Queremos Deus!...homens ingratos,
Ao Pai supremo ao Redentor!
Zombam da fé os insensatos,
Erguem-se em vão contra o Senhor.

Côro
Da nossa fé ó Virgem, o brado abençoai:
Queremos Deus que é nosso Rei,
Queremos Deus que é nosso Pai!

Queremos Deus! um povo aflito,
Ó doce Mãe vem repetir
Ao vossos pés d'alma êste grito,
Que aos pés de Deus fareis subir.

Queremos a Deus! e a sã doutrina,
Que nos legou na sua cruz!
Leve à escola e à oficina
A lei de Cristo­__amor e luz.

Queremos Deus! na pátria amada
Amar-nos todos como irmãos,
E ver a Igreja respeitada:
São nossos votos de cristãos.

Queremos Deus! não contradigam
A' lei divina as nossas leis;
Todos adorem, todos sigam
A Jesus Cristo, Reis dos reis.

Queremos Deus! a liberdade
É êle só quem no-la dá;
Faz-nos escravos a impiedade:
Descremntes não, não nos fará.

Queremos Deus! Sempre sem míngua,
Em cada templo, em cada lar,
De cada peito, e cada língua
Culto e louvor lh'emos de dar.

Queremos Deus! E pronto vamos
Sua lei santa defender;
Sempre servi-lo, aqui juramos
Queremos Deus até morrer.

Queremos Deus! aos céus assome
O nosso grito, ó Deus de amor!
Queremos Deus, e por seu nome
Sofrer, se necassário for.

Queremos Deus! já que a procela
Encobre o céu e agita o mar.
Lembrai-vos, Mãe, vóis sois estrela
Que pode o pôrto nos levar.
  



Estandarte dos Cristeros Mexicanos

 
E, em espanhol, corresponde ao "Tu Reinarás": 




Texto em espanhol: 

Tú reinarás, este es el grito
que ardiente exhala nuestra fe
Tú reinarás, oh Rey Bendito
pues tú dijiste ¡Reinaré!

Coro:
Reine Jesús por siempre
Reine su corazón,
en nuestra patria, en nuestro suelo
es de María, la nación

Tu reinarás, dulce esperanza,
que al alma llena de placer;
habrá por fin paz y bonanza,
felicidad habrá doquier

Tu reinaras, dichosa Era,
dichoso pueblo con tal Rey
será tu cruz nuesta bandera,
y tu Evangelio nuestra Ley

Tu reinarás en este suelo,
te prometemos nuestro amor,
Oh buen Jesús, danos consuelo
en este valle de dolor

Tú reinarás, Reina y ahora,
en esta casa y población
ten compasión del que implora
y acude a ti en la aflicción.

Tú reinarás toda la vida
trabajaremos con gran fe
en realizar y ver cumplida
la gran promesa: ¡Reinaré!  



 


Este hino foi cantado no filme "Padre Pro" (trecho do filme), pelo Reverendo Padre Miguel Agustin Pro, mártir da Resistência Católica à Maçonaria no México. O filme pode ser visto em português, aqui: http://pt.fulltv.tv/padre-pro.html e em espanhol, aqui: https://youtu.be/YUA_b5d8epc ou abaixo:




 

Viva a Resistência que é fiel à Igreja Católica, a sua doutrina, a sua Santa Missa Tridentina, a seus dogmas, sua Escritura, seu Magistério, sua Tradição, seus Papas católicos!!!   

Viva a Tradição Católica!!!  

Viva Cristo Rei!  

Ou Fé ou nada! 

____________________________________
Pesquisa, tradução e edição: Giulia d'Amore

Fontes:


Leia mais sobre os cristeros, no Pale Ideas aqui: http://farfalline.blogspot.com/2016/08/indice-cristeros.html


   

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Para assinar o PALE IDEAS, informe abaixo o seu e-mail e clique em Assine. Em breve receberá um email de confirmação. Basta clicar no link e... pronto!   Informe seu e-mail: . Delivered by FeedBurner  . Assim, não perderá nenhuma das postagens do Pale Ideas!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA