Pesquisar este blog

segunda-feira, 20 de julho de 2015

Santa Margarida de Antioquia, Virgem e Mártir

20 de julho 

Santa Margarida de Antioquia

Virgem e Mártir 


Santa Margarida de Antioquia 
Andrea del Sarto
Margarida, ou também Marina (Antioquia da Pisídia , 275 – 290), foi uma menina cristã que, segundo a tradição hagiográfica, sofreu o martírio, aos quinze anos, sob Maximiano. É venerada como santa e padroeira da parturientes e puérperas.  

Segundo uma Passio redigida em grego por Teótimo (que se declara testemunha dos fatos), Margarida nasceu em 275 em Antioquia da Pisídia. Filha de sacerdote pagão, depois da morte da mãe foi confiada a uma nutriz que era secretamente cristã, durante a perseguição de Diocleciano, e que criou a menina em sua religião. Quando voltou à casa paterna, declarou sua Fé e foi expulsa de casa pelo pai, voltando à sua nutriz que a adotou e lhe confiou o cuidado de seu rebanho.

Enquanto apascentava o rebanho da mãe adotiva, foi notada pelo prefeito Ollario que tentou seduzi-la, mas ela, tendo consagrado sua virgindade a Deus, confessou sua Fé e o repeliu. Humilhado, o prefeito a denunciou como cristã. Margarida foi presa e, em sua cela, recebeu a visita do demônio, que lhe apareceu sob a forma de um dragão e a engoliu, mas Margarida, armada com sua cruz, abriu o ventre do dragão e saiu vitoriosa. Por esse motivo, é invocada para pedir um parto fácil.  


Em novo interrogatório, continuou a se declarar cristã. Ocorreu, então, um terremoto durante o qual uma pomba desceu do céu e depositou em sua cabeça uma coroa. Depois de ter resistido milagrosamente a uma série de torturas foi, enfim, decapitada, no dia 20 de julho (dies natalis) de 290, com a idade de quinze anos.  


O CULTO  

No século X, seu corpo foi levado por Agostino de Pavia, que queria levá-lo para a própria cidade. Contudo, quando chegou na Abadia de São Pedro em Valle Perlata, perto de Montefiascone (Itália), ele adoeceu e morreu, deixando a relíquia naquele lugar. São, no entanto, várias as localidades, sobretudo italianas e francesas, que se orgulham de possuir alguma de suas relíquias.

A Igreja recorda a Santa menina no dia 20 de julho: "Em Antioquia de Pisídia, na atual Turquia, santa Marina ou Margarida, que se reputa tenha consagrado seu corpo a Cristo na virgindade e no martírio".

Santa popularíssima na Idade Média, Joana d'Arc declarou que uma das vozes celestiais que ouvia era justamente a de santa Margarida (que lhe aparecia junto com o Arcanjo Miguel e santa Catarina de Alexandria).

É uma dos Quatorze Santos Auxiliares - também chamados de Santos Patronos - que são um grupo de quatorze santos que são invocados pelo povo cristão como intercessores eficazes contra as mais diversas doenças.
   


Fonte: https://it.wikipedia.org/wiki/Margherita_di_Antiochia.
Tradução: Giulia d'Amore. 

 
Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA