Pesquisar este blog

Novidades!!!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

O SAPO ESTÁ SERVIDO: ou a nova cruzada de DOM Fellay!!! - O RETORNO!!!

Diante do ataque terrorista dos pupilos do senhor prior, republicamos o artigo que foi hackeado pelos sectários fellayanos que gostam de AGIR NAS TREVAS! 

Se "sumir" de novo, publicaremos de novo. Se sumir o blog, faremos outro. Vamos ver quem cansa primeiro. 

É espantoso esse oceano de virtudes que temos testemunhados, nesse último ano, nas capelas, igrejas e centro-de-missa de tolerância da Neo-FSSPX. 

Aproveitamos o ensejo para agradecer vivamente a pública demonstração de que "eles" seguem o Pale Ideas diariamente, mesmo que seja para nos atacar. Um Feliz Natal e um Próspero Ano Novo também para você!!!  



* * *


clique para ampliar
Há tempos vimos usando a metáfora do "cozinhar o sapo" para explicar a técnica pela qual Fellay & companhia vêm induzindo as pessoas de boa fé a segui-los em uma aventura para fora da Igreja Católica

Agora, podemos afirmar com certeza que "eles" estão convencido que o "sapo" está cozido! 

Explico aos que não acompanharam essa metáfora.


Sabe como se cozinha um sapo? Lentamente, e em água fria, porque, se colocar diretamente na água fervente, ele pula fora. 

Quem é o cozinheiro? A camarilha que tomou de assalto a FSSPX de Mons. Lefebvre: Fellay e seus cúmplices

Quem é o sapo? Você que continua frequentando os priorados e centros-de-missas comandados pelos padres que, de boa ou má fé, continuam seguindo Fellay. 



Por quê podemos supor que o sapo já esteja cozido? Por que você e os demais irão participar da nova cruzada de rosário que o rei de Menzingen conclamou! 


clique para LER melhor


O fato: Bernard Fellay conclamou uma nova cruzada de rosário com 3 aparentemente louváveis intenções. Até aí uma boa ideia piedosa. Mas nesses assuntos da alma é preciso ser astuto como a serpente e ler todas as letras, sobretudo as "miúdas", onde os maus soem ocultar os laços que jogam a alma no Inferno. E as "letras miúdas" estão exatamente nas intenções da Cruzada! 

Embora, em um primeiro tempo as intenções tenham sido ocultadas na planilha que contabiliza os rosários (baixe o PDF aqui), agora estão expostas publicamente, pelo menos na versão em Português da Carta aos Benfeitores e Amigos n. 81 de Fellay e, também, até onde sei, no site do distrito sul-americano da FSSPX (*), onde foi publicado este aviso: 

 


Vamos ler juntos?
A primeira... ok! Pede que Nossa Senhora da Imaculada Conceição dê uma proteção especial às obras da Tradição. Ok, por que, obviamente, se atender, Nossa Senhora irá cuidar da verdadeira Tradição. Então, tudo bem.

A terceira... ok também! Pede o esperado e desejado triunfo do Imaculado Coração através da consagração da Rússia. Contudo, se trata de um pedido vago, porque não especifica as condições nem as remete às exigências de Nossa Senhora em Fátima. Se for involuntário, passa! Mas se for de caso pensado... a coisa muda de figura! E isso fica claro na segunda intenção...

Na segunda intenção... o bicho pega! Em bom Português: "Pelo retorno da Tradição na Igreja".


Seriously? Tenho cara de idiota?

Mas vamos por partes, como dizia Jack
"Pelo retorno"... Acho que eu perdi alguma coisa... Alguém pode me informar QUANDO foi que a Tradição deixou a IGREJA CATÓLICA para que deva retornar a Ela? A linguagem aqui (como nas demais intenções) é modernista. Trata-se de uma lavagem cerebral de última geração. Depois de todos os discursos desencontrados de Fellay, intencionalmente feitos para confundir sua cabeça (cozinhando o sapo...), agora ele inverteu oficialmente a situação: ele quer que você se converta ao Conciliarismo e "volte" à Igreja de Francisco, aquele mesmo que, dia sim, dia não, vomita heresias e blasfêmias. Você lembra que Mons. Lefebvre deixou bem claro que devíamos manter distância da Roma modernista? Eu lembro. Por isso, não estou na Neo-FSSPX! 

"à Igreja"... QUAL Igreja? De que Igreja está-se falando aqui? E uma vez que a Tradição NÃO saiu da Igreja Católica, é de se perguntar NATURALMENTE do que Fellay trata aqui. E é sério!

Se - por algum motivo muito muito estranho - eu ainda estivesse unida a essa troupe de mornos e liberais, hoje seria o dia em que eu lhes diria: Adeus! Hasta la vista! Bye bye! Ciao! Auf wiedersehen!

Mas leia também os argumentos dos amigos do Syllabus. São bem colocados e se estendem às outras duas intenções, as quais, para mim, estão lá de enfeite, para guardar em seu coração (bem no meio, na segunda intenção) o seu veneno fatal. 

O que eu não compreendo, sinceramente, é como é possível que pessoas aparentemente inteligentes e com uma cabedal doutrinário e cultural de dar inveja possam estar associados a esses criminosos, com uma desculpa das mais esfarrapadas da obediência cega ao Superior! Até mesmo o Venerável Fundador foi claro quanto a isso ao dizer que se ele errasse não deviam segui-lo. Quem é Bernard Fellay? No que ele é superior a Mons. Lefebvre? Por acaso seria um enviado de Deus? Mas até quanto a isso São Paulo nos avisou condenando com anátema quem se apresentasse com a cara que fosse para enganar as almas!!!

E a quem Fellay faz este pedido? A Nossa Senhora certamente que não é, porque Ela não atenderia um pedido que levaria para o Inferno tantas almas. São boas almas, ainda que mornas...

E o "agir nas trevas" é infindável na Neo-FSSPX. Ao falar aqui e ali sobre a cruzada, Fellay não menciona especificamente essas intenções, apenas filosofa ou... MENTE.

Aqui, por exemplo, ele não menciona especificamente essa três intenções, mas outras
"On va faire ces demandes, on va demander que son règne arrive. C’est Lui qui nous a demandé de le Lui demander, donc on est sûrs de demander quelque chose de juste. On va demander le triomphe de la Sainte Vierge, manifesté très clairement par Notre Seigneur comme étant sa volonté. Volonté de voir la dévotion à sa Sainte Mère à côté de la dévotion à son Sacré-Cœur."
Ele pede que o Reino de Cristo venha, que triunfe a Santa Virgem e para ver a devoção à Santa Mãe ao lado da devoção ao Sagrado Coração... A não ser a expressão "triomphe"... nada mais se assemelha sequer às intenções "oficiais".  

Aqui, ele pede claramente:
"con el objetivo de reunir un ramillete espiritual de cinco millones de rosarios en reparación por los ultrajes infringidos al honor de nuestra Señora, a su Corazón de Virgen y de Madre de Dios."

Ou seja: pede que se rezem os rosários em reparação dos "ultrajes infligidos a Nossa Senhora e a seu Coração de Virgem e Mãe de Deus". Quanta poesia... Mas o tema - como se VÊ - já é diferente do que disse no La Porte Latine, na Carta 81, na Planilha e no site sul-americano. 

É sério que você, que ainda frequenta os Priorados "por causa dos Sacramentos", vai abraçar essa cruzada que vai te levar para a Igreja que Fellay quer integrar

Ou ainda que não participe dela... vai continuar frequentando os Priorados? Não há sequer a sombra de uma dúvida em tua cabeça? Tua razão não te diz nada? Quem acreditava que os padres não passam de máquinas de distribuir Sacramento costumavam ser os Montfortianos... Lembra daquela seita fundada pelo finado Orlando Fedeli? Viu que fim levou? E as comunidades Ecclesia Dei? É para lá que você está se encaminhando...

Bom, a propósito dessa piedade hipócrita, disse o célebre Pe. Calmel, citado pelo Pe. Rioult:
“Esses falsos espirituais, que traíram as obrigações da vida ativa, e particularmente as obrigações da honra e da justiça, mataram em seus corações a possibilidade da verdadeira contemplação; eles se imergiram em uma oração de mentira [...], a caridade pelo próximo não pode negligenciar o sentido da honra. Assim, não defender os inferiores que lhe foram confiados, abandoná-los, deixar-se caluniar, esmagar, exilar, enquanto é seu chefe legítimo, deixá-los pra lá e fazê-lo com palavras piedosas (‘meu caro amigo, isso vai em benefício de vosso crescimento espiritual’), em uma palavra, comportar-se como um covarde, significa, obviamente, faltar com a honra e a justiça, mas, ao mesmo tempo, significa faltar gravemente contra a caridade. O líder que tem o hábito de agir assim, talvez evite a si mesmo dificuldades e complicações, mas comete iniquidade. Depois disso, podeis me dizer que ele é um homem de oração, e eu vos respondo que é sobretudo um piedoso hipócrita. Ele ignora uma das primeiras obrigações da vida ativa, que é o de amar muito para praticar a justiça, mesmo às próprias custas. Diversamente, como poderia ser autentica a contemplação em sua alma?

Eu vou mais além. Não se trata apenas de uma piedade hipócrita, mas maligna. A intenção, aqui, é bem clara. É preciso desenhar? Posso fazê-lo, se for o caso, por enquanto bastam as palavras: 




Mas... não creiam em mim! Leiam os originais que tivemos a gentileza de indicar no texto e especialmente depois dele!


E por falar em Montfort - não a seita, mas o Santo - prestem atenção ao que diz sobre como rezar o Rosário, que se aplica perfeitamente ao caso em tela: 
"Em primeiro lugar, é preciso que a pessoa que reza o Rosário esteja em estado de graça, ou pelo menos na resolução de sair do seu pecado, porque a Teologia nos ensina que as boas obras e as orações feitas em pecado mortal são obras mortas, que não agradam a Deus nem podem merecer a vida eterna.

Aconselhamos o Rosário a todas as pessoas: aos justos, para que perseverem e cresçam na graça de Deus; e aos pecadores também, mas para que saiam de seus pecados.

Deus não permita que por nossos conselhos um pecador empedernido transforme o manto da proteção de Nossa Senhora em manto de condenação para velar seus crimes! Ou que transforme o Rosário, que é remédio para todos os males, num veneno mortal e funesto! A corrupção do ótimo é péssima."
(São Luís Maria Grignion de Montfort. A eficácia maravilhosa do santo Rosário, Séria Cultura Religiosa n° 11, Artpress – São Paulo – 2000, Capítulo 6, p. 50-59. Vide)

Quem avisa, amigo é!

E.. cuidado com o que você pede, pois poderá ser atendido e poderá levar a Tradição para fora da Igreja Católica e para dentro da Igreja de Francisco/Bergoglio, o precursor do Anticristo.  

_______________________________________________

SOBRE OS PADRES DO BRASIL


O que me causa espanto é o silêncio dos padres da "FSSPX" e associados no Brasil, porque foi da boca deles que ouvi o que hoje eles negam. E não posso não lembrar da frase que eles mesmos usaram contra os "acordistas" de Campos:
"A  primeira  resposta  que  sobressai  é o  silêncio!  Sim,  porque  todos  aqueles  que assinaram  acordos  práticos,  silenciando  os  problemas  dogmáticos,  são  de  fato reduzidos ao silêncio". (Vide)
Quem me ensinou que a Tradição não nos pertence e por isso não poderia ser "negociada", foram eles. Foram ele também que me ensinaram que não havia necessidade de colóquios porque, das duas uma, ou Roma não se converte, e portanto... acordo para que? Ou Roma se converte, e portanto... acordo para que? E me ensinaram que a obediência primeira é a Deus. E me ensinaram que, mesmo havendo um acordo, a FSSPX gritaria... que eles gritariam. Alguns, até pouco tempo atrás, sussurravam. Hoje... silêncio!

Giulia d'Amore

______________________________
Leituras complementares: 
Se os textos forem retirados do site da FSSPX... não se preocupe! Nós os temos todos!!! Todinhos!!! 

______________________________
(*) Aquele comandado por aquele padre que AFIRMA que os Judeus não são deicidas e, portanto, que Cristo NÃO É Deus!!! By the way... já se passaram mais de duas semanas, e ninguém se retratou ou esclareceu o que foi dito.

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA