Pesquisar este blog

quinta-feira, 16 de junho de 2016

16 de junho: São Ciro e Santa Julita

16 de junho

São Ciro e Santa Julita 

Mártires 
+ Síria, séc. IV.   



Santa Julita, por não querer renegar a fé, estava sofrendo o martírio quando seu filho Quirico, ou Ciro, de apenas três anos, que lhe fora arrancado dos braços, se lhe juntou para morrer, afirmando que também era cristão.  

Santa Julita vivia em Icônio (na atual Turquia), com seu filho São Ciro, nascido havia três anos, quando o governador romano de Licaônia, Domiciano, iniciou a aplicação dos editos perseguidores de DioclecianoJulita procurou primeiro refúgio em Selêucia e depois em Tarsoonde foi detida por ordem do governador da Cilícia, AlexandreEla se declarou cristã; começou aí o martírio. 



Há várias narrativas do martírio de santa Julita e de são Ciro, alguns muito diferentes entre si. O Martirológio Jeronimiano anunciava: “Em Antioquia, os santos Ciro e Julita, sua mãe, e com eles quatrocentos e quatro mártires”, enquanto as Atas de seu martírio situam a morte deles em Tarso.  

Seja qual for a cidade, tendo Julita se declarado cristã, o governador tomou-lhe o filho e passou a usá-lo como um elemento a mais à sua tortura. Colocou-o sentado sobre seus joelhos, enquanto submetia Julita ao flagelo na frente do menino, com o intuito de que renegasse a Fé em Cristo. Em meio aos tormentos, ela não se cansava de repetir: “Eu sou cristã”, por causa disso, os castigos aumentaram. Foi, então, que o pequenino Ciro saltou dos joelhos do governador, começou a chorar e a gritar junto com a mãe: "Também sou cristão! Também sou cristão!". Foi tamanha a ira do governador que ele, com um pontapé, empurrou Ciro violentamente fazendo-o rolar pelos degraus do tribunal, esmigalhando-lhe assim o crânio. No mesmo momento sua alma subiu ao Céu. Julita, em vez de chorar e lamentar-se, agradeceu a Deus por ter visto seu filho morrer aureolado pela coroa do martírio. Os suplícios que, em seguida, lhe foram infligidos não abalaram sua confiança e sua constância. O juiz, vendo que nem ameaças nem castigos podiam abalar a coragem da heroica mulher, mandou que ela fosse decapitada e seu corpo, bem como o de seu filho, fossem lançados no local onde os corpos dos criminosos eram jogados. No local da execução Julita ajoelhou-se e rezou. Ao final, o carrasco ergueu a espada e golpeou-a. Era o ano 304.  

Os corpos foram recolhidos por uma de suas fiéis servidoras e sepultados num túmulo que foi mantido oculto até que as perseguições cessassem. Quando isso aconteceu, poucos anos depois, o Bispo de Icônio, Teodoro, resolveu, com a ajuda de testemunhas da época e documentos legítimos, reconstruir fielmente a dramática história de Julita e Ciro. E foi assim, pleno de autenticidade, que este culto chegou até nossos dias.


Ciro tornou-se o mais jovem mártir do Cristianismo, precedido apenas dos Santos Mártires Inocentes, exterminados pelo rei Herodes em Belém. Por isso São Ciro é considerado o santo padroeiro das crianças que sofrem de maus-tratos.  

O culto de são Ciro é dos mais misteriosos, pois espalhou-se por toda a Cristandade, mas se referindo sempre a Ciro apenas. É assim que encontramos muitas igrejas dedicadas em sua honra na Síria, na Palestina, no Ponto, na Lídia, na Itália, na França, na Espanha etc., mas sempre só, sem nenhuma menção à santa Julita. 

Embora muito se discuta sobre o seu país de origem, assim como sobre o seu relacionamento com santa Julita, o fato é que a devoção a ele é muito grande em vários países; e seu nome, derivado de “Kyrios”, "Senhor" em grego, é muito usado. 




Fontes: 

  1. Extraído do livro: Um santo para cada dia, de Mario Sgarbossa e Luigi Giovannini. In http://www.paulus.com.br/portal/santo/sao-ciro-e-santa-julita-martires.  
  2. http://www.a12.com/santuario-nacional/santuario-virtual/santo-do-dia/16/06
  3. http://heroinasdacristandade.blogspot.com.br/2014/06/santa-julita-e-sao-ciro-martires-16-de.html
  4. http://catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=A5B7E5BE-CAB5-C335-C8201ECA6C330E6B&mes=Junho2011

  




COMENTARISTA, LEIA ANTES O 
LEIA ANTES DE COMENTAR
THANKS! 
  
* * *
 
http://edicoescristorei.blogspot.com.br

*
É possível que, ao enviar este post por e-mail, o botão de doação acima não funcione. Nesse caso, envie um e-mail para edicoes.cristo.rei@gmail.com, ou diretamente para o Rev. Pe. Cardozo: runaejcv@gmail.com.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA