Pesquisar este blog

quarta-feira, 12 de agosto de 2015

AINDA SOBRE A IRMÃ FAUSTINA E A DEVOÇÃO À DIVINA MISERICÓRDIA

AINDA SOBRE A IRMÃ FAUSTINA E A DEVOÇÃO À DIVINA MISERICÓRDIA. 


Hoje é um belo dia para retomar (leia aqui o primeiro post) o tema da freira que virou a coqueluche dos modernistas, com suas visões misturando verdades com heresias (típico do Modernismo) e sua devoção à divina misericórdia, que já foi condenada pelo Santo Ofício, como veremos adiante. E retomo o assunto estimulada por alguns leitores que me escreveram para "defender" essa freira herética com ameaças esdrúxulas e argumentos pífios, como das inúmeras conversões e incalculáveis milagres operados graças a esta devoção. Senti pena deles, pois são uma massa de vaquinhas de presépio que se recusa a estudar e a fazer uso da razão, encantando-se com espelhinhos e bugigangas, como os aborígenes diante dos conquistadores (heróis vilipendiados recentemente por Francisco, em sua visita aos países membros da Pátria Grande comunista da América Latina - nunca é demais lembrar!)

Primeiro, um e-mail que recebi em fevereiro deste ano e que guardei para pesquisar mais um pouco a respeito: 


Data: 20 de fevereiro de 2015 17:32

Notem como devemos ser EXTREMAMENTE CAUTELOSOS Ir. Faustina. Esta frase não é católica. É A TÍPICA DO DEMÔNIO PARA CONFUNDIR. Como pode o demônio não vestir o manto da obediência, se é pela própria obediência, PARTICULARMENTE, que ele arrasta as almas de padres e fiéis para heresia modernista? Não se pode afirmar que esta frase foi ditada pela ignorância da doutrina (que eu acho improvável para uma religiosa DAQUELA ÉPOCA) ou ditada pelo próprio demônio. Não é a toa que o que, em 1950, a devoção a Divina Misericórdia (nos moldes da irmã Faustina) foi SUPRIMIDA e diário da Irmã Faustina foi inscrito o Índice de livros proibidos, tendo sido "reabilitado" em todo o mundo por João Paulo II depois do Concílio Vaticano II. Como todos os demais frutos da árvore conciliar, este também está contaminado. Neste blog eles até contestam e explicam ponto a ponto os erros da doutrina desta irmã: http://blog.missadesempre.com/2013/07/divina-misericordia-devocao-da-irma.html.

Fique à vontade para ler o link acima, porque é importante estudarmos a respeito desse assunto. Nós já publicamos um post a respeito dessa freira, em agosto de 2013. Tratava-se de um texto do Pe. Peter R. Scott (traduzido por mim) sobre a Devoção a Divina Misericórdia da Irmã Faustina Kowalska e os decretos de Roma condenando tal devoção. Pois bem, hoje, publicamos uma Notificação do Santo Ofício encontrada em um post com o título A CONDENADA DEVOÇÃO DA IRMÃ FAUSTINA, onde é apresentado um documento traduzido pelo blog e onde se fazem algumas considerações. Deixo à vontade dos leitores a leitura no blog original das considerações tiradas.  


Aqui o documento da Sagrada Congregação do Santo Ofício de Santa Romana Igreja:  






Tradução: 
Sagrada Congregação do Santo Ofício

Ata da Santíssima Congregação

Notificação

Faz-se notar que a Suprema Sagrada Congregação do Santo Ofício, tendo examinado as supostas visões e revelações da Irmã Faustina Kowalska, do Instituto Nossa Senhora da Piedade, falecida em 1938, na Cracóvia, resolveu da seguinte forma:

1 – dever-se proibir a difusão das imagens e dos escritos que apresentam a devoção da Divina Misericórdia “nas formas propostas pela mesma Irmã Faustina”;

2 – ser delegada à prudência dos Bispos o dever de remover as imagens acima referidas, que eventualmente tivessem já sido expostas ao culto.

Do Palácio do Santo Ofício, 6 de março de 1959.

Publico também, porque essenciais, dois vídeos a respeito da freira Faustina, de um sermão e uma palestra do Rev. Pe. Ernesto Cardozo:  



Palestra: Refutação do Diário da Irmã Faustina


Se não aparecer o vídeo, clique aqui: https://youtu.be/J48yX3aulig.
* * *

SERMÃO: Pe. Cardozo refuta novamente o Diário de Faustina Kowalaska.



Neste vídeo, verificaremos de forma precisa a refutação do dito "Diário de Irmã Faustina", pelo Padre Ernesto Cardozo, em Contagem/MG, em 1º de maio de 2015. 

Se não aparecer o vídeo, clique aqui: https://youtu.be/Uq0BXkB7zRc.

* * * 

Para poupar o teclado dos defensores da freira, informo que não leio, nem publico comentários desse tipo. Autoritária eu? Bom, o blog é meu e as regras são minhas, logo...  

Além do mais, ninguém é obrigado a ler o Pale Ideas! Se não gosta do que lê, pare de ler. 

Aos demais leitores, fica mais uma sugestão de leitura e estudo. Como sempre digo, não sejam reféns das informações dos outros (inclusive as minhas), que já vêm mastigadinhas. Usem estas informações como ponto de partida para suas próprias pesquisas. 
 
  
Ajude o apostolado do Rev. Pe. Cardozo, adquirindo alguns dos itens do Edições Cristo Rei, encomendando Missas (consulte a espórtula diretamente com o rev. Padre), ou fazendo uma doação aqui:

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

3 comentários:

  1. Assim como os devotos de falsas aparições de Nossa Senhora, os defensores dessa falsa devoção utilizam os argumentos mais fracos e subjetivos para legitimizar tal coisa. É supostos frutos para cá, é conversões e milagres discutíveis pra lá. Ou seja, se basear na verdade ninguém quer.

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por não se calar às heresias. Salve Maria!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É dever de todo católico dizer e defender a verdade. Grata pelo comentário. Salve Maria.

      Excluir

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA