Pesquisar este blog

segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

MISSÕES CRISTO REI: Bodas em Caratinga

No dia 7 de janeiro, foi celebrado o matrimônio de Vinicius e Maria Carolina, em Caratinga (MG). 

clique para ampliar

Ao novo casal, nossos votos de felicidade e copiosas bençãos divinas. 



UMA FOTO DA MISSÃO CRISTO REI DE IPATINGA EM CARATINGA




* * *



4 comentários:

  1. Olá Giulia. Acabei descobrindo, por acaso e pela internet, que existe uma comunidade amiga da FSSPX aqui em Fortaleza/CE; onde tem a santa missa tridentina uma vez por mês (Capela Nossa Senhora da Assunção). A FSSPX ainda é confiável?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caríssimo sr. José Antônio, infelizmente não é. Há alguns anos, o atual Superior Geral, dom Fellay, vem negociando um acordo com Roma. No blog, temos publicado as notícias conforme chegam até nós.

      Em 2012, houve uma ruptura na FSSPX, e parte dos padres e fiéis constituiu a "Resistência", para continuarem fiéis ao legado de Mons Lefebvre e a Cristo (no ano passado, houve outra ruptura, pq certos líderes estavam começando a flertar com Roma Apóstata. No blog há posts a respeito, até se toda divisão é um mal).

      Hoje, nos referimos a eles como Neofrat, pq, apesar de terem ficado com o nome, a estrutura e a "marca" da FSSPX, mudaram o que importa: a essência, aspectos da doutrina, o sim sim não não. Parecido com a Igreja conciliar, não é? Não é por acaso, pois, desde o CVII, temos acontecido com outros grupos: Campos, IBP etc. O caminho é sempre o mesmo:

      1º resistência feroz a Roma Apóstata; rejeição absoluta do CVII; recusa de diálogo enquanto continuarem modernistas...
      2º relaxamento do discurso; nem tudo é errado no CVII; não podemos nos recusar a ir a Roma se o Papa chama...
      3º Não há acordo. Estamos dialogando. É necessário o reconhecimento de Roma...
      4º Por fim, a derrocada. Ganham reconhecimento e títulos: as trinta moedas.

      O mesmo aconteceu com a FSSPX de dom Fellay.

      Agora, estamos nisto: Dom Fellay nega qqr acordo, e Mons Pozzo alardeia o acordo, informando que dom Fellay ACEITOU a Prelatura Pessoal oferecida por Bento XVI e confirmada por Francisco.

      A "Prelatura" é o diferencial que a Neofrat conseguiu vantajosamente negociar a mais do que as demais comunidades, que foram parar na "Comissão Pontifícia Ecclesia Dei", um gueto para "rebeldes" no qual Roma Apóstata "permite" que eles brinquem de missa-em-latim (a do Summorum Pontificum, não de S. Pio V), e obrigam a rezar a missa nova tb. O presidente da Comissão é o Dom Gerhard Ludwig Müller. Dom Pozzo é o Secretário. Então... ele sabe o que diz. Assim, esses traidores que estão em plena comunhão com a Igreja do CVII, estão subordinados ao Müller.

      Na Prelatura, a Neofrat estará diretamente subordinada a Francisco. Poderá se organizar nas dioceses, sem conflitos com os bispos modernistas, e até colaborando com eles (isso já é feito em muitos lugares...).

      Mas - segundo Dom Pozzo - terá que aceitar o CVII, que, para dom Fellay, é 95% bom e 5% discutível (vide: http://farfalline.blogspot.com.br/2015/07/dom-fellay-e-os-95-por-cento-e-os-5-por-cento.html).

      Assim, caro Amigo, estará trocando seis por meia dúzia, pq a parte mais "perigosa" dessas Missas é o SERMÃO. Não sei a quanto andam os sermões da Neofrat. Da última vez que ouvi, me fizeram ter a certeza de que era melhor nunca mais pisar lá. Isso foi em 2012. E já estavam dourando a pílula da aceitação do CVII...

      Outro dia, me disseram que há padres que pretendem sair de lá quando o acordo (seja lá que nome tiver, será um acordo) for tornado público. Em 2012, um deles me disse que não confiava em dom Fellay, mas obedecia... Continua lá, com cama quente e prato cheio convenientemente fornecidos pela Neofrat. Para mim, quem tinha que sair, saiu. Quem ficou é conivente com as derivas na doutrina. Ontem, bloqueei um neofrat no FB pq postou um texto da herética Faustina RECOMENDANDO: "leiam tudo!" (sic). Tb já vi outros defendendo Francisco com unhas e dentes. Enfim, a deriva doutrinária, a corrupção moral são como a maçã podre em cesto de maçãs boas.

      Sua alma, sua palma. Mas lembre-se que a Fé é mais importante do que a Missa, pq sem Missa guardamos a Fé com a oração (mire-se no exemplo dos japoneses), sem Fé... de que adianta a Missa? Além disso, e mais importante, a nossa alma custou o Sangue de um Deus bom. Eu não a coloco em risco por mais ninguém e por mais nada. Fique com Deus e Nossa Senhora.

      Giulia d'Amore

      PS: No menu inferior, há tags sobre "a crise na FSSPX", caso queira ler a respeito.

      Excluir
    2. Descobri quem reza a missa tridentina lá: Dom Lourenço Fleichman, OSB. Acho que já vi um texto dele aqui no seu blog. O mundo está muito perigoso para nós católicos. Meu Deus! O demônio está cercando a humanidade de todos os lados. Sei que nós devemos ter fé em Deus, mas já estou ficando com medo. É aborto, eutanásia, homossexualismo, corrupção na política, apostasia, falsas aparições, missas juramentadas, crimes e guerras em vários lugares do planeta, etc... Nem o milagre de São Januário aconteceu. Socorro Nossa Senhora da Defesa!

      Excluir
    3. Prezado sr. José Antônio, é mesmo Dom Lourenço quem cuida dessa capela.

      Há textos dele no blog pq escrevia bem e era dos "nossos". Hoje já não sei se poderia publicar o que ele escreve sem uma revisão antes, pois não sei o quanto ele já cedeu em suas convicções. Não tenho acompanhado essa “evolução”.

      Vivemos tempos de treva, de fato. Há quem alardeie profecias disso e daquilo, correndo atrás de velas e de água benta para os fatídicos três dias... Eu sei apenas que devo cuidar de minha santificação. De que adianta estar mergulhada em uma piscina de água benta se não estou em estado de graça? E se estiver em estado de graça... vou querer mesmo é partir logo desta Terra.

      Os sinais no céu são de tempestade (todas as calamidades que citou). Algo vai acontecer. E é possível que seja este ano pela confluência de datas. Assim, é bom estar preparado, “lombos cingidos, sandálias nos pés e cajado na mão”, para que o Juiz não nos encontre desprevenidos.

      Eu gosto particularmente daquela passagem de S. Mateus 25, 1-13, que fala das 5 virgens prudentes e das 5 virgens tolas. Em especial o versículo 10: “Mas, enquanto elas foram comprá-lo, chegou o esposo, e as que estavam preparadas entraram com ele a celebrar as bodas, E FOI FECHADA A PORTA”. Isso sempre me impressiona. A porta será fechada e não adiantará gritar, nem chorar. O tempo da conversão é agora.

      Giulia

      Excluir

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA