Pesquisar este blog

Novidades!!!

sexta-feira, 14 de julho de 2017

BULA QUO PRIMUM TEMPORE

Em 14 de julho de 1570, São Pio V publica a Bula Quo Primum Tempore, pela qual fixa a forma da Missa Católica afirmando a sua perpetua intangibilidade. 

A importância dessa Bula - um documento curto e simples - é primordial para salvaguardar a Missa e a Fé.  

Como eu sempre digo: A Fé é mais importante do que a Missa, porque sem a Missa podemos guardar a Fé com a oração, mas sem a Fé... de que adianta a Missa? Fato é que a Missa pode destruir a Fé do melhor dos católicos. Não a Santa e verdadeira Missa católica, claro! Mas as imitações, os simulacros, as enganações, como a Motumissa, a Missa "autorizada" por Bento XVI e que muitos que desejam ser católicos seguem por certa ignorância de catecismo básico e, também, da existência e perene validade desta BULA

A par do fato de a Igreja moderna/conciliar/modernista/neoluterana não ter AUTORIDADE para mudar uma vírgula da liturgia católica, devemos lembrar que, nesta BULA, São Pio V decreta: 
"E a fim de que todos, e em todos os lugares, adotem e observem as tradições da Santa Igreja Romana, Mãe e Mestra de todas as Igrejas, DECRETAMOS E ORDENAMOS que a Missa, NO FUTURO E PARA SEMPRE , não seja cantada nem rezada DE MODO DIFERENTE DO QUE ESTA''. 
"Roma Locuta est, Causa Finita Est"


E por que a Motumissa não é católica?  

Primeiro, por que não segue o Missal de São Pio V, mas o de Paulo VI; portanto, é "cantada ou rezada de modo diferente" do que estabelecido ad aeternum por São Pio V. Sendo assim... como pode ser uma Missa Católica? 

Segundo, por que, no Motu proprio, a "missa em latim" é chamada de "extraordinária", reafirmando que a missa criada pós-CVII, a Novus Ordo, é a missa "ordinária" da "Igreja Católica", ou seja, a missa que deve ser rezada sempre nas "igrejas católicas". Mais uma vez, jogaram esta BULA no lixo. Como pode ser uma Missa Católica? 
Lembrando que o negociador de Francisco, ao falar com Fellay, deixa claro que os Padres da Neofrat, ao integrar-se à Igreja do Novus Ordo, terão que rezar ORDINARIAMENTE a missa nova e EXTRAORDINARIAMENTE a missa do Motu Proprio Summorum Pontificarum (a Motumissa), não a Missa Tridentina ou de São Pio V ou de sempre. Capito ou preciso desenhar? 
Leiam  "Por que não ir à missa do motu proprio": aqui. 


*   *   *


E por que a Missa Novus Ordo ou Missa Nova não é católica? 

Por uma razão maior ainda que a Motumissa, a qual pelo menos guarda uma semelhança externa, que é mera representação sem essência. A Missa Nova - em vernáculo, de frente para o povo etc. e tal - é "cantada e rezada de modo diferente", muito mais diferente do que a Missa Tridentina!!!  

Leiam as 62 razões para não assistir à Missa Nova: PDF. 


*   *   *


Enfim, sua alma sua palma... Não diga que não foi avisado. 

Encerro, lembrando que a Bula pode ser adquirida no site da Editora Cristo Rei, que, de hoje e até o dia 31 de julho, em homenagem a esta data ESPECIALÍSSIMA da Igreja, estará fazendo uma promoção especial também. Veja aqui.  
(*) Observação importante!: Este merchandising é para apoiar o apostolado da Editora, que é nobre e piedoso

Leiam mais sobre São Pio V, aqui.   

Viva São Pio V! Viva Cristo Rei! 


     

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA