Pesquisar este blog

Novidades!!!

terça-feira, 30 de agosto de 2016

O PROTESTANTISMO NÃO É O CRISTIANISMO


DIZEM os protestantes que são cristãos, que querem o Cristianismo puro. E eu lhes digo que o protestantismo não é cristianismo puro, nem cristianismo de espécie alguma; é pseudocristianismo, um cristianismo falso. Nem sequer tem os protestantes direito de se chamarem cristãos.

Há, não o nego, protestantes de boa fé, os quais, equivocados, serão cristãos, e crerão em Jesus Cristo e na sua doutrina, e não refletirão sobre as origens do Protestantismo. Não falo desta classe de protestantes, que, como se vê, são protestantes por equivocação, por engano e ignorância. Falo do Protestantismo em si, e afirmo sem receio que o Protestantismo não é Cristianismo, nem puro, como eles imaginam, nem impuro, nem de espécie alguma.

A IGREJA ROMANA ANTES DE 1521. – Reflita alguns instantes, meu caro amigo, e se é realmente amante da Verdade, preste atenção ao que lhe vou dizer. Antes de 1521, a Igreja Romana era Igreja verdadeira Cristã, e desta Verdade ninguém duvidava em todo o mundo. Ela apresentava sua sucessão clara e sem interrupção desde São Pedro, São Lino, Santo Anacleto, e assim toda a série dos Papas e sucessores de São Pedro até Leão X. Ninguém se lembrava de protestar, a ninguém ocorria sequer a ideia de duvidar. Todos aqueles que queriam ser cristãos sabiam perfeitamente que a Igreja Romana era a verdadeira Igreja, a Religião Cristã.

O GRANDE ARGUMENTO.  – O grande argumento de Santo Agostinho contra os hereges Donatistas era este belíssimo: "Contai os sacerdotes desde a mesma Sé de Pedro, examinai como se foram sucedendo sem interrupção: esta é a pedra que não vencem as soberbas portas (os soberbos poderes) do inferno, isto é, esta é a Igreja de Cristo, da qual disso o mesmo Jesus Cristo que não a venceriam os poderes do inferno". E acrescentava: "O fato que me prende e retém na Igreja Católica é a sucessão de sacerdotes, que nunca foi interrompida desde a mesma Sé de Pedro Apóstolo até o presente episcopado". (Queria dizer, desde São Pedro até o Pontífice que no seu tempo regia a Igreja). E como Santo Agostinho tem pensado e pensam sempre todos os cristãos, a saber, que a Igreja verdadeira vem dos Apóstolos. Claro está que assim é; de outra maneira não será a Igreja de Cristo, mas outra qualquer. Como, porém, não pode haver duas Igrejas de Cristo, aquela outra será forçosamente falsa.

ONDE ESTAVAM OS PROTESTANTES, ANTES DO SÉCULO XVI? – Onde estava Lutero? Onde estava Zuinglio? Onde estava Calvino? Onde estava Henrique VIII e todos os demais reformadores?... Eles mesmos, até o dia da sua rebelião, eram católicos, estavam na Igreja Católica, e por isso mesmo eram cristãos. E de repente, a alturas tantas, que havia de dar na veneta a esses homens escandalosos? Por motivo de melindres, de enfados e de soberbas, emproa-se Lutero e diz com altivez: "Eu não obedeço à Igreja Católica, separo-me dela! Eu, Martinho Lutero, digo que esse cristianismo não é o verdadeiro! Eu, Martinho Lutero, descobri que essa Igreja Católica, à qual pertence todo o mundo cristão, não é cristã!". E, sem mais, o frade apóstata se separa da Igreja Católica e da videira verdadeira, que trazia sua origem desde os Apóstolos até então havia existido. Atrás de Lutero se foram precipitando Zuinglio, que era um homem perdido e fora escorraçado de sua paróquia pela sua libertinagem; um Calvino, tipo orgulhoso, marcado com o ferrete de ignominia por certo delito nefando; um Henrique VIII, homem de sete mulheres, adúltero e uxoricida; e Carlostadio, de quem dizia Melanchton que era homem brutal, ignorante, mais amigo das tabernas que dos livros; e Ecolampadio, e Osiandro, e Bucero, e Capitão, e Farel e Beza... todos eles conhecidos pela sua vida desregrada e péssimos costumes.

CONSIDERE SINCERAMENTE ESTE APOSTOLADO. – Porque se o amigo chega a perceber a força deste argumento, verá como basta para pulverizar o Protestantismo. O Protestantismo não é Religião Cristã. Se o fosse, proviria dos Apóstolos, e por meio deles havia de mostrar-nos que está unido a Jesus Cristo. O Protestantismo porém tem a data do seu nascimento, que é o ano de 1521. O Protestantismo vem de Lutero, e Lutero não é Jesus Cristo; vem de Zuinglio, e Zuinglio não é Jesus Cristo; vem de Henrique VIII, e Henrique VIII não é Jesus Cristo! Meu Deus, que diferentes de Jesus Cristo são todos estes monstros infames, e quão contrários a Ele!... Os protestantes são Luteranos, Calvinistas, Anglicanos, Zuinglianos, Metodistas, Batistas, tudo o que quiserem, Cristãos porém de nenhum modo. Apostólicos? DE NENHUMA MANEIRA!...


RAIOS DE SOL
Folhas Populares de Propaganda Católica
Padre Amando Adriano Lochu, S.J.
Segunda Série
que abrange os números 101 até 150
São Paulo – 1933

*

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA