Pesquisar este blog

sexta-feira, 8 de março de 2013

MENZINGEN: quem planta vento...

Dom Fellay chamado na chincha mais abertamente. A carta dos 37 padres franceses já exigia uma resposta. Mas ele se fez de desentendido e mandou um louvaminheiro responder por ele. Mas há Alguém de olho em tudo, atento a tudo. Eu sempre me pergunto se quem age desonestamente não se lembra disso... Como dorme a noite? Ou será – às vezes isso sfiora a minha mente como um lampejo – que esse alguém não crê na Onipresença e na Onisciência? No próprio Criador?

 

MONSENHOR FELLAY, O SENHOR ESTÁ INSTADO A COMPARECER!


A partir do momento em que o senhor diz tudo e o contrário de tudo em função de seus interlocutores,

A partir do momento em que o senhor mantém nos postos-chaves da FSSPX os padres mais liberais,

A partir do momento em que o senhor diz que isso nunca é culpa sua,

A partir do momento em que o senhor se livra de suas responsabilidade, que o senhor escusa a si mesmo pela bagunça monstro que fez na Fraternidade,

Monsenhor, o senhor está instado a comparecer!

Depois de expulsar bons padres, porque eles não queriam se calar sobre vossos desvios doutrinários, nem sobre vossas tentativas de compromisso,

Depois de ter semeado a divisão e a confusão nas fileiras dos padres e dos fiéis,

Depois de ter semeado a desconfiança nos fiéis em relação a seus sacerdotes, dos padres entre eles e dos fiéis entre eles,

Monsenhor, o senhor está instado a comparecer!

Depois de ter expulsado do Capítulo da FSSPX, do qual ele é membro de direito, um dos bispos consagrados por Mons. Lefebvre,

Depois de, sem qualquer motivo válido, sem nunca tê-lo ouvido, ter expulsado Mons. Williamson da FSSPX, quando Mons. Lefebvre pediu para permanecerem unidos entre vós,

Depois da carta aberta de Mons. Williamson, à qual o senhor nunca respondeu,

Monsenhor, o senhor está instado a comparecer!

Depois da carta dos dominicanos de Avrillé, que se queixam de que o espírito ofensivo da FSSPX desapareceu, e que os atos para perpetuar a Tradição na Igreja cessaram, deixando o campo aberto para a Roma conciliar,

Depois da carta que vos enviaram 37 padres do Distrito de França, na qual vossos desvios doutrinais, vossas mentiras e vossas contradições são revelados,

Mons. Fellay, o senhor está obrigado a comparecer!

Mons. Fellay, como Nosso Senhor Jesus Cristo na Cruz, a verdade vos parece fraca. Mas é inútil querer detê-la punindo os padres que vo-la dizem na cara! A verdade é mais forte do que a mentira!

Se esses padres são revolucionários e subversivos, como o senhor fez dizer ao Padre Thouvenot em uma carta circular interna datada de ontem, então, Mons. Lefebvre também é revolucionário!

Pela revolução que o senhor impôs à Fraternidade, depois da “Cor Unum" de março de 2012, onde o senhor, por vossa própria autoridade, mudou as regras do Capítulo Geral de 2006, para vos voltar para a Roma conciliar,

Monsenhor, o senhor é obrigado a comparecer ou a se demitir!

Gentiloup


Em ESPAÑOL e ENGLISH. Agradecendo a tradução para o espanhol à Rosa Ivonne. 

 

_

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA