Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

Pesquisar este blog

terça-feira, 26 de dezembro de 2017

Memorial de 26 de dezembro

Aos 26 de dezembro de 1948, as forças do regime comunista húngaro invadem o Arcebispado de Esztergom e prendem o Eminentíssimo Cardeal József Mindszenty, Arcebispo metropolita de Strigonia e Primaz da Hungria. Era a terceira vez que, por fidelidade a Jesus Cristo e à Santa Igreja, era detido: a primeira vez foi sob o regime dos comunista de Bela Kun; a segunda, na época da ocupação nazista. 


Cardeal Mindszenty   


"Recordam os senhores a história do cardeal Mindszenty. A maneira como esse cardeal foi tratado pelo Vaticano pode considerar-se ignóbil. O Cardeal Mindszenty, herói de seu povo, que quis permanecer durante largos anos em sua terra, asilado na embaixada dos Estados Unidos, para ficar ao lado de seu povo, foi tratado pelas Congregações Romanas, pela Cúria Romana, pior do que fora tratado pelos soviéticos. Outro exemplo é o do Cardeal Slipyi que me disse, ele mesmo, ter sido mais bem tratado na Ucrânia (Soviética) do que em Roma. Mais outro exemplo: o Cardeal Wyszynsky, quando em Roma, era vigiado e não podia circular livremente pela cidade. Tudo isso mostra uma perseguição totalmente ignóbil. Por quê? Porque esses três cardeais eram tradicionalistas. Então, quando nos dizem: deveis obedecer, nós lhes respondemos: não queremos obedecer aos inimigos da Igreja, não quero obedecer àqueles que destroem à Igreja. Não o admito."

Mons. Lefebvre, in http://farfalline.blogspot.com.br/2011/08/mons-lefebvre-nos-ja-fizemos-nossa.html

  

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui