Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

Pesquisar este blog

sábado, 25 de novembro de 2017

Mons. Lefebvre: não estamos misteriosamente unidos a Roma modernista ou algo assim

Pesquisando sobre a questão dos pedófilos abrigados pelo bispo Williamson, encontrei no site trad italiano RadioSpada esta bonita carta do Venerável Mons. Lefebvre dirigida ao atual bispo Tomás de Aquino, em que faz referência ao ACORDO entre os monges de Le Barroux e as autoridades vaticanas e onde exsurge claro que NÃO ESTAMOS MISTERIOSAMENTE UNIDOS a nenhuma seita neo-luterana, ainda que se abrigue nos templos e na hierarquia da Igreja de Cristo. Inclusive na Sé Romana.  

Não sei se esta é a tão preciosa carta que o bispo guarda com tanto afeto, mas, se for, me pergunto quando foi a última vez que a leu... 



Carta de Mons. Marcel Lefebvre a Dom Tomás de Aquino (18 de agosto de 1988)



Caríssimo Dom Tomas de Aquino,

Sinto muito que tenha precisado ir embora antes dos eventos de Le Barroux. Ter-lhe-ia sido mais fácil considerar a situação que decorreu da desastrosa decisão de Dom Gérard.

O Padre Tam se ofereceu de lhe fazer uma visita ao retornar do Máexico, e lhe entregará a minha carta.

Dom Gérard, em sua declaração, expõe o que lhe foi concedido e aceita se colocar sob obediência da Roma modernista, que permanece fundamentalmente anti-tradicional [em 1988, imaginem hoje!...], coisa que MOTIVOU a minha tomada de distância. 

Ao mesmo tempo, ele gostaria de conservar a amizade e o apoio dos tradicionalistas, coisa que é INCONCEBÍVEL. Ele nos acusa de “resistencialismo” [curioso como os traidores são hábeis em criar epítetos e cunhar termos novos contra os que se mantêm fiéis à Roma eterna]

Eu o havia alertado, mas a sua decisão já havia sido tomada há tempo e não quis ouvir os nossos conselhos. 


Agora, as consequências são inevitáveis. Não manteremos mais nenhuma relação com Le Barroux [LERAM COM ATENÇÃO? O mesmo vale para a Neofrat e a própria Roma que continua modernista], e estamos avisando todos os nossos fiéis para que não prestem mais nenhuma ajuda [está claro, ou preciso desenhar?] a uma obra que definitivamente está nas mãos de nossos inimigos, os inimigos de Nosso Senhor Jesus Cristo e do Seu Reino universal.

As irmãs beneditinas estão angustiadas. Vieram me procurar. Dei-lhes o mesmo conselho que vos dou: conservar a própria liberdade e rejeitar todas as ligações com esta Roma modernista.

Dom Gérard utiliza todo argumento para paralisar a nossa resistência [curioso... igualzinho acontece com a Neofrat e a Desistência de Williamson em relação aos que NÃO QUEREM QUALQUER LIGAÇÃO com a Roma modernista]

O Padre Tam lhe dirá de viva voz aquilo que não escrevi aqui. 

Rogo à Santa Virgem que o ajude na defesa da honra de seu Divino Filho.

Que Deus o abençoe e a seu mosteiro. 

Mons. Marcel Lefebvre


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui