Pesquisar este blog

Novidades!!!

segunda-feira, 5 de outubro de 2015

As Antigas Associações públicas de fiéis e suas particularidades

A partir deste texto, faremos uma pequena série falando sobre as belíssimas associações católicas que floresceram na Igreja desde há muito tempo e que conheceram seu declínio e, em alguns casos, seu fim com a "fabulosa" primavera conciliar. Os textos são escritos pelo sr. Lucas César Ferraz, responsável pela Missão São Jorge, da Resistência de Araguatins (TO), sobre a qual iremos falar em breve. Se você mora em Tocantins e gostaria de se unir à Missão São Jorge ou à respectiva "Associação de amigos Cruzada Eucarística de São Jorge", ou gostaria de fundar uma nova Missão para, inclusive (e não "exclusive", ou seja, as Missões são muito mais do que apenas a Santa Missa, pois estamos em combate e a Fé é mais importante do que a Missa), ter a Missa Tridentina, fale com o sr. Lucas: lucascf20112011@hotmail.com.


* * * 

As Antigas Associações públicas de fiéis e suas particularidades.



Clique para ampliar as fotos

As Associações de fiéis tinham por objetivo conduzir os seus membros por toda a vida, levá-los a uma perfeição. Todos seguiam um itinerário de compromissos e de orações, sempre a espelho de seus padroeiros e fundadores. Quanto mais rígida a Associação, mais ela poderia ter a oportunidade de buscar a perfeição angélica, como no caso da beata Laura Vicunã, que foi uma filha de Maria, tanto que é sempre retratada com uma fita azul. Assim como a maioria dos Papas e santos que foram da Congregação Mariana. 


Algumas moças da Pia União das Filhas de Maria,
depois da Santa Missa


Essas Associações desempenharam um grande papel na vida da Igreja nos séculos XIX e XX principalmente, chegando ao seu auge nas décadas de 50 e 60, começando a declinarem após o Concílio do Vaticano II, sendo gradativamente substituídas pelos ''grupos, ''pastorais'' e ''movimentos'' ou até mesmo pelas terríveis ''comunidades''. Ou seja, uma parte integrante de nossas tradições foi abandonada e vilipendiada pelos inimigos da Tradição, por serem consideradas ''antiquadas'' ou mesmo ''ultrapassadas'', e as que sobreviveram tiveram que se adaptar das piores maneiras possíveis. 



Homens da Congregação Mariana
com seus uniformes sociais e fitas azuis


Cada Associação tinha bandeiras específicas, manuais próprios, hino, estandartes, brasão, padroeiros, dia anual e Missa mensal, fitas próprias, uniforme, além da reunião mensal (chamada de comunhão geral). As vidas de homens e mulheres foram traçadas por elas durante muitas gerações, e era comum ver em uma mesma família várias cores de fita e de diferentes Associações. Às vezes em famílias numerosas todos os filhos pertenciam a uma só; sem contar as famílias em que filho, pai, avô e bisavô, todos pertenceram a uma mesma associação. 


Senhoras do Apostolado da Oração
com seu uniforme preto e fitas vermelhas
em procissão.


Cada Associação era voltada para um determinado sexo e idade, exemplo: Cruzada Eucarística, para crianças; Pia União das Filhas de Maria, para moças solteiras etc. 



Meninas da Cruzada Eucarística
com seu uniforme branco,
boina branca e fita Cruzada amarela.


Apesar de muitas associações terem sido criadas para serem mistas, no Brasil criou-se o belo costume de separar os sexos em dois grupos.

Nos próximos dias, iremos falar detalhadamente sobre cada uma delas e suas particularidades, se assim Deus o permitir.

Lucas César Ferraz


 *

2 comentários:

  1. Boa noite Giulia. Eu nunca entendi essas "novas comunidades". Sou da época que comunidade era pessoas (religiosos e religiosas) que moravam em mosteiros ou conventos. Mas parecem leigos e leigas brincando de frades e freiras... Nossa Senhora do Rosário abençoe a todos...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite, caro sr. José Antônio! Isso só serve para causar confusão e a confusão não é de Deus. Assim, já sabemos que não é algo bom.

      Excluir

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA