Pesquisar este blog

segunda-feira, 19 de abril de 2010

Sobre as Novenas Católicas

Novenas Católicas – Compreendendo-As

 
Novena é um momento de oração, individual ou em grupo, realizado durante nove dias. É da tradição católica, realizada por devoção a Jesus Cristo, a Nossa Senhora ou a algum santo.

A prática de rezar novenas tem origem nas Sagradas Escrituras. Entre a ascensão de Jesus ao céu e Pentecostes, ou seja, a descida do Espírito Santo, passaram-se nove dias. A comunidade cristã ficou reunida em oração junto com Maria, algumas mulheres e os apóstolos. Foi a primeira novena cristã, chamada Novena de Pentecostes. É repetida todos os anos, quando se reza, de modo especial, pela unidade dos cristãos. Ela é o padrão de todas as outras novenas.

A novena é, antes de tudo, um ato de louvor à Santíssima Trindade: Pai, Filho e Espírito Santo. Deus três vezes Santo. Três é número perfeito. Três vezes três, nove. Assim, a novena é louvor perfeito à Trindade. A prática de nove dias de oração, louvor e súplica deve confirmar, de maneira extraordinária, a fé em Deus que nos salva, por intermédio de Jesus, com a mediação de Maria, sua Mãe, e intercessão dos Santos. 

A novena é também uma devoção que consiste em rezar para se obter alguma graça especial. A devoção é uma pequena oração destinada a um determinado santo, dependendo da graça que se quer alcançar. Pode ser também a recitação do Rosário ou do Terço.

Existem 4 tipos reconhecidos de novenas: as de luto, as de preparação, a oração comum e aquelas que são indulgenciadas. Mas há algumas que podem pertencer a mais de uma destas categorias.

Vejamos agora as principais novenas da Verdadeira Igreja de Cristo: a Igreja Católica: 



Novena de Pentecostes


A "Novena de Pentecostes" é a "mãe" de todas as novenas. Ela é litúrgica, instituída por um decreto do Papa Leão XIII, na Encíclica "Divinum Illud Múnus", em 9 de maio de 1897. Preocupado com a pouca atenção dada à pessoa do Espírito Santo nos escritos da Igreja, e sua escassa presença na liturgia e nos devocionários católicos, Leão XIII escreveu este Documento Pontifício sobre a virtude do Espírito Santo. Aos fiéis que assistirem devotamente à novena feita em público, em honra do Espírito Santo, antes da festa de Pentecostes, concedem-se: a) indulgência de 10 anos em cada dia de novena; b) indulgência plenária, se ao menos em cinco dias tomarem parte na dita novena, confessarem os pecados, comungarem e rezarem na intenção do Papa. Àqueles que, no referido tempo ou em outro tempo do ano fizerem orações ao Espírito Santo, com o propósito de rezarem durante nove dias sucessivos, concedem-se: a) indulgência de sete anos, uma vez em cada dia; b) indulgência plenária nas costumadas condições, depois de terminada a novena; e onde esta se realizar publicamente, pode-se receber tal indulgência unicamente aqueles a quem um motivo legítimo proibir de estar presente à devoção pública.


A Igreja nunca escreveu uma oração oficial para esta novena. O Papa Leão XIII, na Encíclica Divinum Illud Múnus, diz apenas: "Nós decretamos e ordenamos que toda a Igreja Católica, este ano e em cada ano subsequente, deve recitar uma novena no primeiro domingo de Pentecostes em todas as igrejas paroquiais."


Novena da Santíssima Trindade


A novena da Santíssima Trindade é a mesma novena que Frei Galvão recomendava que as pessoas rezassem e é bastante antiga na Igreja. Trata-se de uma novena em cuja oração, nós louvamos o Pai, o Filho e o Espírito Santo e pedimos as graças necessárias. Ao rezar esta novena, contemplamos o Mistério da Santíssima Trindade: Deus é um só e Nele há três Pessoas: Pai, Filho e Espírito Santo. O Mistério da Santíssima Trindade nos tem sido revelado pela Pessoa, palavras e ações de Jesus Cristo. Depois de ter falado pelos profetas, Deus enviou seu Filho, Jesus Cristo, que nos deu a Boa Nova da Salvação. Esta é a mensagem do novo Testamento, onde Jesus revela a terceira a Pessoa, o Espírito Santo. O Pai e o Filho, depois da Ressurreição, O enviaram à Igreja, como Jesus havia prometido.

Honramos a Santíssima Trindade sempre que tomamos consciência de que Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo estão presentes em nossa alma.

Os honramos quando tentamos entender, com a ajuda da fé, que pelo Batismo somos chamados à íntima união de amor com as três Pessoas Divinas.

Esta é a Novena de São Frei Galvão: 



Novena da Santíssima Trindade


Santíssima Trindade, Pai, Filho e Espírito Santo,eu vos adoro, louvo e vos dou graças pelos benefícios que me fizestes.Peço-vos, por tudo o que fez e sofreu vosso Servo, Frei Antônio de Sant'Anna Galvão, que aumenteis em mim a fé, a esperança e a caridade, e vos digneis conceder-me a graça que ardentemente desejo. Amém.
Rezar (também nas intenções das Irmãs):

1 Pai-Nosso, 1 Ave-Maria e 1 Glória ao Pai

 


Novena da Medalha Milagrosa


A novena da Medalha Milagrosa é uma novena "mariana", querida por Nossa Senhora. Ela espalhou-se pelo mundo e milhões de pessoas já alcançaram graças através dela. Trata-se de uma novena pedida por Nossa Senhora das Graças, quando apareceu a Santa Catarina Labouré no dia 27 de novembro de 1830, em Paris. "A Senhora tinha os dedos cobertos de anéis e pedrarias preciosas de indizível beleza, dos quais desprendiam raios luminosos para todos os lados, envolvendo a Virgem de extraordinário esplendor".

Nossa Senhora lhe disse: "Eis o símbolo das graças que derramo sobre as pessoas que as pedem". Como se não pudesse com o peso das graças, os braços se abaixaram e se abriram na atitude graciosa que se vê na Medalha Milagrosa. Formou-se, então, em torno da Virgem, um quadro onde se lê: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós".

A oração da novena da Medalha Milagrosa está ligada ao uso da Medalha querida por Nossa Senhora. Com efeito, a Virgem Maria confiou esta missão a Santa Catarina: "Manda cunhar uma medalha por este modelo. As pessoas que a usarem receberão grandes graças".

Para receber as graças deve-se rezar a novena e usar a Medalha com confiança e devoção, beijá-la respeitosamente de manhã e à noite, dizendo a oração: "Ó Maria concebida sem pecado, rogai por nós que recorremos a Vós". Deve-se, também, propagar a devoção à Medalha Milagrosa.

A novena:  AQUI


Extraído de Novenas Católicas – Compreendendo-As - de Vicente Paulo, e organizado por Giulia d'Amore di Ugento.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA