Pesquisar este blog

quarta-feira, 11 de dezembro de 2013

Carta de Pe. Chazal ao Pe. Kramer - Sedevacantismo, não.

Recebi, gentilmente enviada por Petrus Romanus, por e-mail a tradução para o Português da carta de resposta de Pe. Chazal ao pronunciamento do Pe. Kramer, bradando pela Sé Vacante. Após a necessária revisão, tendo em vista que foi caridosamente traduzida do Inglês para o Português de Portugal e com uns pequenos erros de tradução, a publico, para que sirva de reflexão às ovelhinhas que estejam, como eu, escandalizadas e perplexas diante dos acontecimentos do ano que finda. A tentação para o Sedevacantismo é cada vez mais palpável, mas é preciso manter o foco no essencial e na verdade. Isso - Sedevacantismo a todo custo - também é uma tentação do maligno, para por a perder todas as almas que puder. Nossa inteligência deve perceber que há algo errado acontecendo na Sé Petrina, mas não deve se deixar enganar por sofismas e construções lógicas quase perfeitas! Cuidado! Pois se foge da frigideira para se cair - trocadilho inevitável - no fogo, diretamente! 

A posição do Pe. Paul Leonard Kramer é intrigante, visto que no site do Fátima.org há um documento novo que se intitula "Defenda a sua Salvação" que afirma que a teoria sedevacantista é falsa: PDF. Aqui online, mas em inglês.

Preciso registrar que não encontrei na net o pronunciamento do Pe. Kramer, em idioma algum. Somente menções ao que ele teria dito, ora no seu Facebook, ora no "The Fatima Crusader"...  Mas não encontrei, de fato, o tal texto. Continuarei a procurar...


Giulia d'Amore 



* * *

  
Caro padre Kramer

Durante todo este ano, tem-nos ajudado muito em nossa Resistência contra a liberalização do mundo da Tradição, especialmente com a sua conferência sobre a nova Missa que deu em Londres, há uns meses atrás.

Infelizmente, não posso estar de acordo consigo quando diz, publicamente, que Francisco não é Papa, enquanto Bento o é. No entanto, devo agradecer-lhe porque, ao mesmo tempo, está dando um rude golpe no Sedevacantismo.

Isso confirma o fato de que o Sedevacantismo é uma caixa de Pandora criada pela lógica e que conduz mais à confusão do que à ordem, dado que, mais uma vez, surge uma nova teoria… uma entre muitas de sua espécie.

Há pouco tempo ainda, esbarrei-me com outro sedevacantista, que me disse que Monsenhor Guérard des Lauriers é um traidor. Mas este Bispo é um dos fundadores do movimento. No meio dos sedevacantistas que não aceitam o conclave é cada vez mais difícil saber o que pensam as diferentes escolas de pensamento. Eu me recuso a embarcar nesta total talmudização.



Mons. Lefebvre foi levado a crer que a teoria do Sedevacantismo tinha algumas razões sérias de ser, mas esta teoria não conduz a conclusões seguras. No princípio, parece muito clara, mas termina numa grande confusão, acabando por levar a uma perigosa fragmentação dos Remanescentes dos Fiéis. Os Teólogos estão divididos entre os que nem sequer consideram essa teoria e os que lhe dão crédito… E dentre os que a considerem como válida, aqui, de novo, as suas conclusões se dividem. Nós deveríamos nos contentar com o princípio do Nullam Partem com os heréticos, não negando a existência de heresias quando elas aparecem em Roma, ao contrário da XSPX que nos atirou ao mar por causa de aderirmos a esse mesmo princípio.

Mas o Arcebispo sempre se recusou a ultrapassar este ponto, e a total esterilidade do movimento sedevacantista provou que ele tinha razão. Basta um simples olhar para a cidade de Cincinnati para constatarmos as guerras mesquinhas, as excomunhões mútuas, as infindáveis discussões doutrinais, as comparações entre as diferentes linhagens dos bispos e as quezílias acerca da validade deste ou daquele ponto… Tudo isto à semelhança das vãs genealogias denunciadas por São Paulo.

Eu estou ciente de que você crê que ainda haja alguém na cátedra de São Pedro, mas isso me lembra demasiado a teoria dos dois Paulo VI, ou a teoria de que o Cardeal Siri é o Papa (e a teoria baseou-se em um segredo, de que Siri tinha sido eleito sucessor de Pedro). Está de volta a teoria do “Sedevacantismo por causa do Conclave”.

Conhecendo-o como um padre dedicado à causa de Fátima, especialmente sendo uma pessoa tão consciente da perversidade do ex-Papa e ex-Cardeal Ratzinger, como expõe em seu livro “The Devil s Final Battle” (O Derradeiro Combate do Demônio), onde ele se revela aliado do diabo, eu não compreendo porque é que faz tanta diferença entre o Papa Francisco e o Papa Bento XVI.

Que Mons. Fellay lamente os bons velhos tempos do Papa Bento na sua recente entrevista à revista DICI não é surpresa para ninguém… A sua mente liberal desejava um acordo com o queridinho dos conservadores… E um tal acordo seria mais difícil de se realizar com a administração de Francisco (mesmo que ele ainda os chame de Igreja, e negue que Francisco seja um modernista teórico, e deixe abertas muitas portas, ele mantém a AFD…).

Entre estes dois modernistas, entre estes dois heréticos, eu não vejo diferença nenhuma. A única diferença está na maneira de fazerem as coisas. Bento faria as coisas de outra maneira, mas a Revolução deve continuar; Francisco tem um “carisma” de que o outro é desprovido. Bento reconhece e encoraja tal carisma, para a destruição. Este recente ataque à autoridade de Pedro, que irá transformar o gabinete do Papado num ambiente presidencial, não foi obra de Francisco mas de Bento. Num de seus discursos que poucos conhecem, este faz referência à redefinição do “ministério Petrino”. Francisco limita-se a executar as ordens do seu predecessor.

Eu estou muito certo de que você estudou suficientemente os dois para ver que os seus princípios de Teologia são os mesmos. Eles são as duas faces da mesma moeda, tal e qual os partidos nas nossas democracias maçônicas. Francisco irá destruir ainda mais a Fé na igreja oficial, mas não há a mínima dúvida de que Bento provou ser extremamente perigoso para nós, os Católicos Tradicionais. Eu estou feliz por ele ter ido embora; com Francisco as coisas, até certo ponto, são mais claras.

Por isso, eu espero e lhe peço para nos dar um tempo sobre essa questão. Como bem o disse, estamos nos momentos finais. É bem melhor erguer as nossas cabeças para o Grande Sinal nos Céus (Apocalipse XII) do que reduzir o nosso espírito em uma nova confusão. As nossas pobres ovelhinhas já estão sem pastor o quanto baste.

Com os meus melhores cumprimentos nesta maravilhosa festa da Imaculada Concepção.

François Chazal +

Original em inglês: http://cor-mariae.proboards.com/thread/870?ixzz2n0Y7xU36.


+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA