Pesquisar este blog

segunda-feira, 17 de dezembro de 2012

E Ele vem...

A partir de hoje, o blog entra em recesso quanto aos comentários. Há uma série de publicações programadas até a volta. Publicarei alguma notícia atual, se for o caso. 

Que a paz de Nosso Senhor desça em nossos corações neste Santo Natal, para que possamos, juntos com São Bernardo, ter um ardente desejo e um sentimento de espera confiante. 

Afinal, uma Promessa nos foi feita!


O ADVENTO DE NOSSO SENHOR JESUS TODO ANO NO NATAL...


Quanto mais é menor Jesus,
mais me parece amável

S. Bernardo de Claraval
“Costumo pensar frequentemente ao abrasador desejo que os Patriarcas tiveram da presença carnal de Cristo, e, então, dentro de mim, eu sinto humilhação e vergonha. Quase me ponho a chorar quando penso, com dor, à frieza e à indiferença desta nossa era mesquinha. Quando Ele, por graça, nos é mostrado, quem entre nós experimenta uma alegria tão imensa como aquela que inflamava os corações de nossos santos ancestrais pela promessa de Sua Encarnação? Pensem, quantos irão se alegrar por Sua natividade que nos preparamos a comemorar. Quem dera se alegrassem realmente de Seu nascimento. Mas isto acende em mim um ardente desejo e um sentimento de espera confiante”.

São Bernardo de Claraval¹ [1090-1153], "Sermone II", em “Do dever de amar a Deus e Sermões sobre o Cântico dos Cânticos”, Utet, Turim 1947, p. 77.




¹ Monge, místico, profeta, Abade, Doutor da Igreja. Varão de fogo, conselheiro de Papas e monarcas, denominado pelo Papa Inocêncio II de "muralha inexpugnável que sustenta a Igreja", São Bernardo foi também admirável arauto da Virgem Maria e um dos primeiros apóstolos da mediação universal da Mãe de Deus. Para ele, o Papa Pio XII escreveu a Encíclica “Doctor Mellifluus”, no VIII Centenário de sua morte, aos 24 de maio de 1953. Festa 20 de agosto.


**

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA