Pesquisar este blog

quarta-feira, 18 de junho de 2014

18 de junho: Santos Marcos e Marceliano, Mártires

18 de junho

Santos Marcos e Marceliano, Mártires


Pouquíssima, ou melhor, quase nenhuma informação há sobre estes Santos, Marcos e Marceliano. O Martirológio nos diz sucintamente que eles eram irmãos e que morreram na perseguição de Diocleciano, pela mão do juiz Fabiano, na Via Ardeatina - onde surgiu a Catacumba de São Marcos e São Marceliano - em Roma, em 287. Eles foram amarrados e presos a um tronco, onde lhes pregaram os pés com pregos agudos e porque não cessavam de louvar a Cristo, tiveram o lado transpassado por lanças, entrando assim no Reino dos Céus pela glória do martírio. 


Seu culto é ligado ao dos Santos Tranquilino, Márcia, Nicóstrato, Zoe, Cástulo e Tibúrcio, embora no Missal apenas Marcos e Marceliano sejam mencionados neste dia. 

Em 1969, a igreja conciliar excluiu os Santos "por falta de dados biográficos". Contudo, são mencionados nos mais antigos Martirológios, e seu martírio é registrado na "Passio Sebastiani", ou Atos de São Sebastião. Permanecem no Missal.



Os dados: Marcos e Marceliano era irmãos gêmeos, filhos de Tranquilino e Márcia, dois cristãos romanos. Ambos eram casados e tiveram filhos. Certo dia, Diocleciano ordenou que os cristãos adorassem os deuses pagãos, mas os irmãos se recusaram e foram presos. Os pais, aflitos, pediram ao Prefeito Cromazio que lhes concedessem trinta dias de reflexão para que se retratassem. Marcos e Marceliano estava quase cedendo quando São Sebastião, oficial cristão ao serviço do imperador, os visitou na prisão convidando-os a não ceder. Enquanto falava com ele, São Sebastião foi envolvido em uma luz divina que provocou estupor e a conversão de Tibúrcio (filho de Cromazio), de Nicostrato (escrivão do Prefeito), de Zoe (a mulher de Nicostrato, muda havia seis anos) e do próprio Prefeito, que os libertou e se retirou para sua casa de campo. Os gêmeos se esconderam na casa de São Castulo, um oficial romano que também se convertera ao Cristianismo, mas acabaram traídos por uma apóstata, Torquato. O sucessor de Cromazio, Fabiano, os mandou prender novamente e os mandou pendurar de cabeça para baixo, com os pés pregados a duas colunas. Por fim, ambos foram transpassados por lanças em seus costados. Alguns dias antes do martírio, Papa Caio os ordenou diáconos. Seus corpos fora sepultados na Via Ardeatina, perto do Cemitério de Domitila, na catacumba que hoje tem seus nomes.

Os corpos de Marco e Marceliano foram trasladados, talvez no século IX, para a Basílica dos Santos Cosme e Damião, em Roma, onde foram descobertos, em 1583, durante o Pontificado de Papa Gregório XIII. As relíquias permaneceram em uma tumba, ao lado de uma antiga pintura que representava os mártires e uma terceira pessoa, identificada como a Beata Virgem Maria. O futuro Papa Leão XI consacrou para eles um altar, ao qual Papa Gregório XIII concedeu indulgências. Lá também repousavam os restos do pai, Tranquilino, e de São Félix e São Vítor. Em 1902, a basílica deles foi redescoberta na catacumba de Basileu, perto de Papa Dámaso. Em 10 de dezembro de 1949, foi feito o reconhecimento das relíquias. Na ocaisão, se registrou que parte delas haviam sido doadas à igreja de Forme (Àquila), onde os santos são venerados como Padroeiros. Algumas das relíquias estão em uma urna no altar-mor da igreja de São Nicolau in Carcere (Veneza). Parte de um braço de São Marceliano é guardado em um rlicário de prata do século XIII na igreja de Santa Maria, em Campitelli. Segundo uma tradição, há relíquias deles também na igreja de São Medardo a Soissons. 

IMAGENS 

 

Os Santos conduzidos ao martírio
by Giuseppe Maria Mitelli (como o Veronese)

Antiga imagem

Dois cristãos diante dos juízes
S. Marcos e S. Marceliano (de verde) e
São Sebastião que os exorta.
by Niccoló Semitecolo
Catedral de São Sebastião - Pádua

Os Santos Marcos e Marceliano conduzidos ao martírio
by Paolo Veronese

Os Santos Marcos e Marceliano conduzidos ao martírio
também by Paolo Veronese

São Policarpo batiza Marcos e Marceliano
By Giovanni Baleison (1450)
Cenas da Vida de São Sebastião

Santos Marcos e Marceliano (a direita) com São Sebastião
De um manuscrito medieval francês, século XIV,
Paris, Bibliothèque nationale de France



________________________________________
Fontes de pesquisa: 
  1. http://it.wikipedia.org/wiki/Marco_e_Marcelliano.
  2. http://www.enrosadira.it/santi/m/marco-marcelliano.htm.
  3. http://www.catolicismo.com.br/materia/materia.cfm?IDmat=37117B79-3048-313C-2E039640021B40C2&mes=Junho2008
  4. http://borba-de-godim.webnode.pt/historias-de-vida-e-morte-dos-santos/sao-sebastiao-e-companheiros-martires/.
Tradução e organização: Giulia d'Amore

+
Informe aqui o seu e-mail para receber as publicações do PALE IDEAS: Delivered by FeedBurner

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA