Convite

 
Feminismo: o maior inimigo da mulher
Grupo do Facebook • 157 membros
Participar do grupo
Grupo criado com o propósito de desmascarar o feminismo.
 

Pesquisar este blog

sábado, 2 de julho de 2011

Vilipêndio à Fé Católica promovido pelos sodomitas na Parada Gay/SP


Manifeste-se contra o vilipêndio à Fé Católica promovido pelos sodomitas na Parada Gay/SP.

A Parada do Orgulho Lésbico, Gay, Bissexual e Transgênero de São Paulo decidiu este ano utilizar imagens ofensivas aos católicos para promover o uso do preservativo nas relações homossexuais.

O evento, que teve como tema um versículo do Evangelho de São João manipulado - "Amai-vos uns aos outros: basta de homofobia!" -, colocou 170 cartazes em postes ao longo da avenida Paulista, com modelos masculinos representando santos católicos como se fossem homossexuais, seminus e em posturas eróticas, ao lado das mensagens: "Nem santo te protege" e "Use camisinha".

O fato foi uma clara provocação e um desrespeito à Igreja e às práticas religiosas de 155 milhões de brasileiros que professam a fé católica. É um ataque, deboche e vilipêndio do ensinamento moral da Igreja, que considera - sendo fiel à Revelação - os atos homossexuais intrinsecamente maus.

O Código Penal, no artigo 208, assinala que é crime:

"escarnecer de alguém publicamente, por motivo de crença ou função religiosa; impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso; vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso. Pena – detenção de um mês a um ano, ou multa".

O que houve na Avenida Paulista durante a "Parada LGBT" foi vilipêndio público do culto católico e ofensa ao sentimento religioso. O fato se torna ainda mais grave pelo fato de a Parada receber financiamento público, especialmente dos Ministérios da Cultura e da Saúde, da Petrobrás, da Caixa Econômica Federal e da Prefeitura de São Paulo. Consideramos que se este episódio passar despercebido, outros mais graves virão.

Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé com os cartazes desrespeitosos à fé católica na "Parada LGBT", nós o convidamos a:


Queixe-se com as entidades governamentais que financiaram a Parada Gay

Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé com os cartazes desrespeitosos à fé católica na "Parada LGBT", nós o convidamos a escrever para as seguintes entidades governamentais:


Se desejar, poderá utilizar o seguinte texto como base para seu e-mail.
Prezados senhores,
Esta entidade de governo aparece publicamente entre os patrocinadores da "Parada do Orgulho LGBT", ocorrida no dia 26 de Junho de 2011 na cidade de São Paulo, com repercussão nacional. Este evento fixou, ao longo da avenida Paulista, 117 cartazes altamente ofensivos ao sentimento religioso dos católicos.
O Código Penal, art. 208, estabelece que "vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso" é crime punível com pena de detenção de um mês a um ano ou multa.
Considero uma vergonha que um organismo público se permita patrocinar com dinheiro do povo um evento deste tipo. Até quando isso será tolerado? As pessoas com tendência homossexual são algum tipo de cidadãos com privilégios instituídos? O dinheiro público deve ser usado para o benefício do povo e não para castas privilegiadas; muito menos para ofender os sentimentos religiosos da maioria dos brasileiros.
O Catecismo da Igreja Católica ensina que: “Todos os sinais da celebração litúrgica são relativos a Cristo: são-no também as imagens sacras da santa mãe de Deus e dos santos. Significam o Cristo que é glorificado neles”.
Os realizadores da "Parada do Orgulho GLBT" ofenderam profundamente os sentimentos religiosos da comunidade católica no país ao utilizar as representações dos santos como homossexuais.
Assim sendo, peço que o organismo público a seu cargo tome as providências necessárias para que a ofensa aos sentimentos religiosos e o desrespeito aos objetos de culto dos católicos ocorridos no evento supracitado sejam reparados. Uma retratação pública é imperiosa.
peço que se pare de gastar o dinheiro do povo com eventos que ofendem o próprio povo e a fé da maioria da população brasileira. No Brasil, temos necessidade de investimento na saúde, na educação, na infraestrutura, no incentivo a um turismo sadio (e não o turismo sexualmente orientado).
Fico à espera de um esclarecimento e das devidas reparações.
Respeitosamente,



Manifeste sua inconformidade às Empresas Patrocinadoras da Parada Gay

Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé com os cartazes desrespeitosos à fé católica na "Parada LGBT", convidamos a escrever para as seguintes empresas:



Se desejar, pode utilizar o seguinte texto como base para seu e-mail.
Prezados senhores,
O nome de sua organização aparece publicamente entre os patrocinadores da "Parada do Orgulho LGBT", ocorrida no dia 26 de Junho de 2011 na cidade de São Paulo, com repercussão nacional. Este evento fixou, ao longo da avenida Paulista, 117 cartazes altamente ofensivos ao sentimento religioso dos católicos.
O Código Penal, art. 208, estabelece que "vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso" é crime punível com pena de detenção de um mês a um ano ou multa.
Os senhores sabiam que neste evento se ofenderia assim a fé católica? Os senhores consentem em ter sua marca associada a este tipo de agressões ostensivas? Querendo ou não, o fato é que associaram sua marca a um comportamento de ódio anticatólico. Isso pede uma reparação.
O Catecismo da Igreja Católica ensina que: “Todos os sinais da celebração litúrgica são relativos a Cristo: são-no também as imagens sacras da santa mãe de Deus e dos santos. Significam o Cristo que é glorificado neles”.
Os realizadores da "Parada do Orgulho GLBT" ofenderam profundamente os sentimentos religiosos da comunidade católica no país, ao utilizar as representações dos santos como homossexuais.
Gostaria de informar aos senhores que, caso seja mantido o apoio prestado a este tipo de evento, não utilizarei mais seus serviços e produtos, e igualmente difundirei esta mensagem entre meus amigos e demais contatos.
Quando compramos um produto ou contratamos um serviço, a identificação com a marca é um aspecto muito relevante. Se sua marca faz questão de estar associada a atitudes desrespeitosas com relação à fé católica, de modo algum terá meu apoio.
Atenciosamente,

NOTA MINHA: a CVC, em resposta ao meu email, informou que não patrocinou a Parada Gay e indicou o site sodomita responsável, onde constam os patrocinadores: http://www.paradasp.org.br




Denuncie nas Procuradorias Regionais dos Direitos do Cidadão

Se você sentiu-se ofendido e agredido na sua fé com os cartazes desrespeitosos ostentados na "Parada LGBT", nós o convidamos a denunciar nas Procuradorias Regionais dos Direitos do Cidadão.


No site da Procuradoria se lê: "cada estado brasileiro possui uma Procuradoria Regional dos Direitos do Cidadão (PRDC), onde Procuradoras e Procuradores Regionais dos Direitos do Cidadão atuam na defesa de direitos constitucionais como a liberdade, igualdade, dignidade, saúde, educação, assistência social, acessibilidade, segurança pública, o direito à informação e à livre expressão, entre outros. As PRDC também recebem denúncias, por telefone ou pessoalmente, que são cadastradas por meio de instauração de procedimento administrativo e encaminhadas, se for o caso, a outros órgãos competentes".


Veja aqui qual lhe corresponde.

Se desejar, poderá utilizar o seguinte texto como base para seu e-mail.
Senhor Procurador,
A "Parada do Orgulho LGBT", ocorrida no dia 26 de Junho de 2011 na cidade de São Paulo, com repercussão nacional, fixou, ao longo da avenida Paulista, 117 cartazes altamente ofensivos ao sentimento religioso dos católicos.
O Código Penal, art. 208, estabelece que "vilipendiar publicamente ato ou objeto de culto religioso" é crime punível com pena de detenção de um mês a um ano ou multa.
Posto que as imagens, pinturas, retratos e representações dos santos (pessoas que praticaram heroicamente as virtudes e foram fiéis à Graça de Deus, tendo sido solenemente proclamadas santas após processo de canonização e propostas como modelos a serem seguidos e intercessores junto a Deus) constituem objeto de culto religioso aos quais se deve prestar grande veneração, a utilização da representação desses santos pela Parada GLBT - evento que manifesta orgulho por atitudes contrárias aos ensinamentos da Igreja e à vida dos santos - é desrespeitosa.
O Catecismo da Igreja Católica ensina que: “Todos os sinais da celebração litúrgica são relativos a Cristo: são-no também as imagens sacras da santa mãe de Deus e dos santos. Significam o Cristo que é glorificado neles”.
Os realizadores da "Parada do Orgulho GLBT" ofenderam profundamente os sentimentos religiosos da comunidade católica no país ao utilizar as representações dos santos como homossexuais.
Assim sendo, peço que a Procuradoria dos Direitos do Cidadão tome as providências necessárias para que a ofensa ao sentimento religioso e o desrespeito aos objetos de culto dos católicos ocorridos no evento supracitado sejam reparados na forma da lei.
Respeitosamente,


Sugestão minha: escreva também à CNBB, exigindo que tome as providências legais cabíveis e as de mais urgência: MISSAS DE DESAGRAVO NO BRASIL TODO e o SANTO TERÇO nas igrejas ou, melhor ainda, EM PRAÇA PÚBLICA ou na própria AVENIDA PAULISTA.
CNBB



COMENTÁRIOS PÚBLICOS, LOGO ABAIXO.
EM PRIVADO AQUI

Um comentário:

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

Subscrive here! Siga este blog, receba as novidades por e-mail!

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

Se vc é das Missões Cristo Rei, cadastre-se aqui

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA