Pesquisar este blog

quarta-feira, 26 de abril de 2017

A Primeira Missa no Brasil - 517º aniversário

 Primeira Missa no Brasil 
Victor Meirelles (1858-1860), 
Museu Nacional de Belas Artes, Rio de Janeiro



Óleo sobre tela, que mede 270 x 357 cm, foi realizado pelo catarinense Victor Meirelles (1832-1903) em dois anos de trabalho – entre 1858 e 1860. Pintado no exterior, o quadro foi exibido pela primeira vez no Salon da Academia Francesa de Belas-Artes, em 1861, mas apenas no ano seguinte pôde ser visto em solo pátrio na Exposição Geral da Academia Imperial. A obra, restaurada recentemente, deixou o MNBA pela primeira vez em 2007, para percorrer capitais no sul do país.  

Com o advento da fotografia, a reprodução fiel da figura e do mundo na pintura foram alteradas. No Brasil, a arte, no reinado de Dom Pedro II, refletia ainda a influência da escola europeia. Desse período destaca-se a obra de Victor Meirelles, fiel aos princípios da Academia Imperial de Belas Artes


Inspirada na carta de Pero Vaz de Caminha, a obra retrata a primeira Missa no Brasil, que foi celebrada pelo missionário frei (e depois Bispo de Ceuta e Primaz da África) Henrique de Coimbra O.F.M. (1465-1532), no dia 26 de abril de 1500, um domingo, na praia da Coroa Vermelha, em Santa Cruz Cabrália, no litoral sul da Bahia

A Missa foi o marco do início da História do Brasil, e foi descrita pelo fidalgo português e escrivão da armada de Pedro Âlvares Cabral, Pero Vaz de Caminha (1450-1500), na carta que enviou ao rei de Portugal, D. Manuel I (1469-1521), dando conta da chegada ao Brasil, então Ilha de Vera Cruz, pela armada de Cabral que se dirigia à Índia
“Quem sabe desses infantis visitantes guardarão tão profunda impressão do que ali observaram, que ainda um dia virão por ele atraídos fazer parte de nossa comunhão nacional?” (da Carta de Pero Vaz). 





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA