Pesquisar este blog

domingo, 18 de agosto de 2013

Dois coelhos com uma cajadada só!

E por falar em Franciscanos da Imaculada, pesquisando notícias a respeito deles, acabei por me deparar com esta notícia de que o Bispo de Roma moveu enfim seu peão no tabuleiro das negociações por um acordo prático, ficando bem claro que ainda estamos longe da tão esperada conversão. Segundo a notícia, Mons. Pozzo está novamente encarregado de dialogar com a FSSPX, na pessoa, obviamente, de dom Fellay, por ser visto por este "com alguma confiança", sempre visando aquele ao regresso deste e dos seus à "Igreja católica". 



Então tá, vamos rezar e esperar para ver qual será a "jogada" de dom Fellay agora, tendo em vista que se tem notícia de que recentemente ele teria se retratado. Não de vontade própria, mas por exigência de fiel (ou fieis) durante uma palestra em uma universidade. E uma retratação com cara de não-retratação, uma vez que tinha o tom de ser da boca prá fora e sem a devida reparação, pois, tendo sido públicas as ofensas, pública deveria ser a reparação a Dom Williamson - que o próprio dom Fellay acabou provando nunca ter mentido ou exagerado os fatos - e aos padres, religiosos e fiéis da FSSPX. 

Para mim, pouco se me dá que ele se desculpe ou não, prefiro que ele torne pública uma declaração efetiva, clara, cristalina e irretocável, na qual não só se retrate detalhadamente de todas as asneiras que disse, como retome os compromissos assumidos no Capítulo de 2006. Uma declaração que sirva tanto para os "seus" quanto para os apóstatas conciliares que tomaram os templos e se fantasiam de Sacerdotes de Cristo. Chega de ambivalência e ambiguidades. Sim sim, não não, monsenhor!

Obviamente, e por uma sincera humildade, ele deveria entregar sua demissão, junto com seus cúmplices, já que não possuem mais nem credibilidade nem condições de permanecer no comando da obra de Monsenhor Lefebvre, que eles reduziram a pó. Noblesse oblige!

Há quem sonha em salvar o que resta. Mas o que resta? Os seminários estão corrompidos pela hermenêutica fellayana que se assemelha, e muito, à do "vô Bento". Os distritos e os priorados são comandados por burocratas ineptos e acomodados a uma nova visão do ser católico, bem distante dos ideais do Fundador. Os padres que ainda guardam um mínimo de sã doutrina estão paralisados pelo obedientismo e divididos entre a cama quente e o bom combate. Alguns entorpeceram a razão a tal ponto que vestiram os óculos cor-de-rosa porque é mais fácil assim. Sem sofrimentos... 

O que resta a salvar? A Palavra e a história ensinam que seria prudente colocar vinho novo em odres novos.

Mais uma observação, por quê Guido Pozzo? Parece evidente que querem "enquadrar" a Neo-FSSPX na Ecclesia Dei. E esse golpe certeiro nos Franciscanos da Imaculada faz parte desse "plano" de reintegrar os que nunca pertenceram à igreja conciliar. Com uma só cajadada querem pegar dois coelhos! Os "romanos" só têm cara de bobos! Quem rirá por último? 

Vamos ao texto.



Vaticano Papa nomeia para comissão especialista sobre católicos fundamentalistas

O papa voltou a nomear, nos últimos dias, um especialista na questão dos católicos fundamentalistas para a comissão do Vaticano encarregada da reintegração e proibiu a missa em latim numa comunidade tradicionalista, foi hoje noticiado.

Francisco pediu ao monsenhor Guido Pozzo, durante vários anos considerado especialista 'número um' sobre a questão dos fundamentalistas na comissão vaticana "Ecclesia Dei", que retomasse o antigo cargo por conhecer o tema e ser visto com alguma confiança pelos fundamentalistas.

No centro das divergências, continua ainda e sempre, a recusa da Fraternidade Sacerdotal S. Pio X, fundada em França por Marcel Lefebvre no final da década de 1980, em aceitar a abertura do Concílio Vaticano II (1962-65) ao mundo moderno.

A Fraternidade Sacerdotal S.Pio X dedica-se à formação de padres e ao apostolado na forma pré-Concílio.

O papa Francisco decidiu também colocar ao cuidado de um "comissário apostólico" a comunidade tradicionalista dos Irmãos Franciscanos da Imaculada. O Vaticano toma esta medida sempre que uma congregação está em dificuldade.

O papa ordenou a esta congregação que celebrasse missa de acordo com o rito ordinário, tal como decidido no Concílio Vaticano II, que estabeleceu o uso da língua de cada país durante a missa. Desde 2007 que os Irmãos Franciscanos da Imaculada rezavam missa em latim.

A celebração da missa em latim deverá ser, a partir de agora, explicitamente autorizada.

O porta-voz do Vaticano, o padre jesuíta Federico Lombardi, afirmou que os problemas específicos daquela congregação levaram à atribuição de um "comissário apostólico".

Lombardi desmentiu que a decisão de proibir a missa em latim, nesta comunidade, contradiga o decreto "Summorum Pontificum", de 2007, do papa-emérito Bento XVI, que autorizava o uso do rito antigo em certos casos.

Este gesto de Bento XVI foi percebido, na altura, como um concessão aos fundamentalistas, feita para facilitar o regresso à Igreja católica.

Quando resignou, em fevereiro, Bento XVI transmitiu este processo ao sucessor, depois de várias tentativas, sem êxito, para resolver a questão, durante os oito anos de pontificado.


Visto em: http://www.noticiasaominuto.com/mundo/96337/papa-nomeia-para-comiss%C3%A3o-especialista-sobre-cat%C3%B3licos-fundamentalistas#.UhBu0m29WIw.
 

+
Inscreva-se para receber as publicações do Pale Ideas: Delivered by FeedBurner.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Este blog é CATÓLICO. Ao comentar, tenha ciência de que os editores se reservam o direito de publicar ou não.

COMENTE aqui. Para outros assuntos, use o formulário no menu lateral. Gratos.

ABORTO - O GRITO SILENCIOSO

CONHEÇA O NOVO SITE DA EDITORA